Conecte-se Conosco

Saúde

Após pedido do TCU e escassez na produção, governo regulariza compra de testes para tuberculose

Publicado

em

Em 2017, apenas 5 mil frascos de 1,5 ml foram adquiridos. Neste ano, segundo governo comprou 70 mil.

Após recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU), o Ministério da Saúde retomou o abastecimento dos testes tuberculínicos do tipo PPD RT 23, usados para detectar se uma pessoa tem a infecção pela bactéria causadora da tuberculose. Devido a uma escassez do produto, a compra em 2017 foi prejudicada e apenas 5 mil frascos – 75 mil doses – foram adquiridos. Já em 2018, foi realizada compra de 70 mil frascos de 1,5 ml, quantidade que equivale a mais de 1 milhão de doses. Os dados foram adquiridos pelo G1 via Lei de Acesso à Informação (LAI).

Em janeiro de 2017, o TCU iniciou a apuração de uma denúncia de desabastecimento dos testes. De acordo com notícia publicada no site da Câmara dos Deputados, a fiscalização foi solicitada por uma Comissão da casa. A deputada Laura Carneiro argumentou que o governo federal foi informado que o laboratório produtor, localizado na Dinamarca, tinha interrompido a produção.

Em nota, o Ministério da Saúde disse que a distribuição está regularizada desde julho e que a quantidade é suficiente para atender a demanda de todos os estados e do Distrito Federal por pelo menos um ano.

Os testes

Os testes do tipo PPD RT 23 não são diagnósticos – não confirmam o desenvolvimento da tuberculose. Eles detectam a presença do Bacilo de Koch no corpo, mas não necessariamente que o paciente está doente.

“Não detecta a doença, ele detecta a infecção tuberculose”, explica Helio Bacha, consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia.

Mas para que ele serve?

Quando uma pessoa entra em contato com a bactéria da tuberculose, podem acontecer três coisas, de acordo com o médico infectologista Rafael Sacramento: ela é eliminada, ela causa a doença e é eliminada, ou ela fica no corpo. A Organização Mundial da Saúde estima que um terço da população do mundo tem contato com a bactéria causadora da doença, que é transmitida através da inalação.

O teste PPD serve para detectar se o paciente já teve esse contato com o bacilo, com a detecção dos anticorpos. Em populações com maior risco de queda de imunidade, como a carcerária, os indígenas, os portadores do vírus HIV, os moradores de rua, entre outros, conhecer o tamanho do problema pode ser um caminho para prevenir versões mais resistentes do micro-organismo e fazer um controle de ambientes propícios à doença.

“Os presídios brasileiros, em especial os do nordeste e do Amazonas, são verdadeiras fábricas de casos de tuberculose. Você junta todo mundo em um ambiente com pouca circulação de ar e esquece”, disse Sacramento, que atua no tratamento de detentos em Pernambuco.

Desde 2006, o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária recomenda que todo preso ingresso no sistema prisional realize exames admissionais para a tuberculose. Em 2017, foram 79.222 casos novos ou reincidentes da doença no Brasil – 78% deles tinham infecção por HIV conhecida.

Helio Bacha, consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia, conta que o teste é usado também para a comparação em profissionais de saúde:

“Nós utilizamos muito para fazer, por exemplo, a análise numa população de um hospital e ver qual a porcentagem de viragem tuberculínica naqueles trabalhadores da saúde. Na população normal, nós tínhamos um aumento de 2% a 3%. Se no hospital, é uma alta de 10%, nós não estamos cuidando bem daqueles profissionais de saúde”.

Segundo Bacha, existem outros exames para detectar a infecção por tuberculose – moleculares, cultura. Eles são mais precisos, mas também mais caros. No caso desse lote comprado pelo governo, de 70 mil frascos, cada unidade custou R$ 27,43.
Por Carolina Dantas, G1

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Saúde

Conferência municipal debate fortalecimento da saúde pública em Serra Talhada

Publicado

em

Aconteceu nesta segunda-feira (15), no auditório da Faculdade de Integração do Sertão – FIS, a 6ª Conferência Municipal de Saúde de Serra Talhada. Promovida pela Prefeitura Municipal e pelo Conselho Municipal de Saúde, a conferência teve como objetivo debater o tema central e eleger os (as) delegados (as) municipais para a Etapa Macrorregional da 9ª Conferência Estadual de Saúde, que aconteceu hoje (16), em Serra Talhada.

Com o tema: “Democracia e Saúde”, a Conferência Municipal de Serra Talhada girou em torno de quatro eixos temáticos: Saúde como Direito, Consolidação dos Princípios do SUS, Financiamento Adequado e Suficiente do SUS e Participação do Controle Social do SUS. Os eixos fazem parte da construção da 9ª Conferência Estadual de Saúde de Pernambuco (9ª CES), convocada pelo Decreto nº 46.181, de 28 de junho de 2018, cujo o tema é a “Saúde não é favor. É direito! Pernambuco em defesa do SUS. Democracia para garantir as conquistas com participação popular”, prevista para acontecer em maio, no Centro de Convenções.

Além do governo municipal, representado pelo vice-prefeito Márcio Oliveira, pela Secretária Municipal de Saúde, Márcia Conrado, e pelo secretário executivo de Saúde, Aron Araújo, e dos membros do Conselho Municipal de Saúde, estiveram na conferência representantes da XI Geres, Câmara de Vereadores, usuários, trabalhadores e prestadores da área de saúde. Na oportunidade, governo e sociedade construíram uma série de propostas para o fortalecimento da saúde pública de Serra Talhada e elegeram os delegados municipais para a etapa macrorregional.

Entre as propostas apresentadas, destaque para a ampliação do atendimento na Atenção Básica, das vagas do TFD, dos atendimentos e exames especializados e do funcionamento da rede materno-infantil para atendimento de alta complexidade (neonatal); revisão da política de financiamento da saúde; criação de órgão regulatório para garantir o repasse federal e estadual para a assistência farmacêutica e revogação do Decreto Federal 9.759 que extingue órgãos de participação e controle social no país, entre outras proposituras.

(Da AsCom – Prefeitura de Serra Talhada)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

TCE quer explicações sobre desabastecimento na Farmácia de Pernambuco

Publicado

em

Relator das contas da saúde em Pernambuco no Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE), o conselheiro Carlos Porto determinou, nesta segunda-feira (12), a notificação do secretário estadual de Saúde, André Longo, para que o gestor esclareça a situação de desabastecimento na Farmácia do Estado. O secretário terá dez dias para apresentar as informações, a contar desta segunda-feira (15).

Segundo dados do Ministério Público do Estado (MPPE), dos 231 medicamentos que devem fazer parte da lista do órgão, 139 estão em falta, o que representa uma taxa de desabastecimento de 60%. O caso é alvo de um inquérito civil público aberto pelo MPPE há cerca de três, conforme matéria na edição da última sexta-feira (11) do Jornal do Commercio.

O Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO) também havia solicitado que o secretário estadual de Saúde prestasse esclarecimentos ao TCE sobre o caso. O procurador Cristiano Pimentel alega que o desabastecimento recorrente coloca as pessoas em “risco de vida”.

“A questão é grave, pois vários desses medicamentos são medicações de doenças crônicas, que, caso sejam descontinuadas, podem acarretar risco de vida para os cidadãos desassistidos”, diz o procurador.

No requerimento solicitando os esclarecimento de André Longo, o procurador informa que, em abril deste ano, a secretaria autorizou o gasto de R$ 182 mil com “revistinhas da Turma da Mônica”.

“O Secretário de Estado, este mês, assinou o Contrato 007/2019, para gastar 182 mil reais em revistinhas da Turma da Mônica. As mesmas podem até ser uma campanha importante, mas, salvo melhor juízo e com todo respeito, certamente não são prioridade ante o desabastecimento narrado na Farmácia do Estado”, disse Cristiano Pimentel, no requerimento.

(Por PE notícias)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

Médicos dizem que Pelé apresenta evolução satisfatória

Publicado

em

O ex-jogador passa bem e com evolução satisfatória no pós-operatório

ex-jogador Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, está se recuperando bem da cirurgia que realizou ontem (13).

De acordo com Boletim Médico divulgado hoje (14) pelo Hospital Israelita Albert Einstein, o paciente está clinicamente bem e com evolução satisfatória no pós-operatório.

“Edson Arantes do Nascimento encontra-se clinicamente bem. Apresenta evolução satisfatória no pós-operatório, sem intercorrências”, diz o texto do boletim.

Ontem, o ex-jogador, de 78 anos, passou por procedimento para retirada de cálculo renal. O ex-jogador foi hospitalizado semana passada, em Paris, com febre alta.

Pelé foi transferido para o Brasil e deu entrada no Albert Einstein no último dia 9, terça-feira. No mesmo dia, o hospital divulgou boletim informando que ele teve uma infecção urinária causada por cálculos no ureter.

Por Agencia Brasil

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending