Conecte-se Conosco

Brasil

Após quatro meses, intervenção no Rio entrega plano a Temer

Publicado

em

General Braga Netto disse que as bases do plano estratégico já estavam definidas e em andamento antes da entrega do documento ao presidente

Após quase quatro meses de atuação no Rio, o comando da intervenção federal na segurança do estado apresentou nesta quinta-feira (14) o plano estratégico das ações ao presidente Michel Temer. 

O governo federal decretou intervenção na segurança do Rio em 16 de fevereiro com prazo até 31 de dezembro. Na ocasião, ficou claro que a decisão foi tomada de forma apressada.

O general do Exército nomeado como interventor, Walter Braga Netto, levou cerca de duas semanas para escolher sua nova equipe. 

Segundo Braga Netto, as bases do plano estratégico já estavam definidas e em andamento antes da entrega do documento de 82 páginas ao presidente Temer. Os principais objetivos apresentados ao presidente já são conhecidos: redução dos índices de criminalidade, aumento da sensação de segurança e a retomada da capacidade operativa das polícias, que sofrem com equipamento obsoleto e falta de materiais.

A intervenção obteve do governo um orçamento de R$ 1,2 bilhão. Os valores, no entanto, demoraram a chegar e agora, já no caixa do gabinete da intervenção, estão com dificuldade de serem empregados.

O general Braga Netto tem dito que a demora na alocação de recursos ocorre em razão da necessidade de os gastos serem amparados pela lei de licitações. O interventor tenta obter autorização para fazer compras sem necessidade de licitação.

O documento apresenta oito princípios da intervenção, entre eles a cooperação entre os órgãos, liderança única nas ações e respeito à diversidade e dignidade humana da população. 

Apesar da crença, militares do Exército foram criticados por entidades de defesa de direitos humanos quando promoveram fichamentos de moradores de favelas alvos de operações policiais. Moradores eram revistados e tinham seus rotos e documentos fotografados por militares, numa prática que, após críticas, não voltou a ocorrer. 

As ações da intervenção estão dividas em emergenciais, com operações armadas e trabalho de retiradas de barricadas do tráfico em áreas de conflito, além das ações estruturantes, para melhorar a capacidade operativa das polícias. 

Quatro veículos blindados do Exército foram cedidos à PM e à polícia civil, além de outros dois veículos antigos que foram reformados.

A intervenção recebeu ainda 100 fuzis e 100 mil munições doados de empresas privadas, além de munições e armamentos não letais para controle de distúrbios. A intervenção também lista 13 ameaças ao sucesso das ações no Rio, entre elas a atuação ostensiva de grupos criminosos em áreas carentes, a insuficiência de recursos e a falta de apoio da população à intervenção. 

O aumento dos indicadores de violência na vigência da intervenção também é considerado uma ameaça às ações estruturantes planejadas pela intervenção. 

Os dados de maio de criminalidade ainda não foram fechados pelo ISP (Instituto de Segurança Pública), mas na última quarta-feira (13), durante palestra para empresários no Rio, o general Braga Netto afirmou que alguns índices caíram de abril para maio, como roubo de carga e de veículos. 

No entanto, quando a intervenção completou dois meses de atuação, os principais indicadores tinham aumentado. Segundo Braga Netto, já foram apreendidos 137 fuzis pela PM neste ano. Cerca de 140 obstáculos e barricadas montadas por criminosos em acessos a favelas foram retirados, assim como três posições de tiro foram demolidas, uma delas na favela do Jacarezinho, zona norte da cidade. 

“A ação estruturante não apresenta resultado a curto prazo”, disse Braga Netto no evento. Ele afirmou que o objetivo de curto prazo é reduzir a quantidade de traficantes transitando com armamento pesado pelas comunidades carentes do estado. “Temos que diminuir aquela ostensividade que estava existindo no Rio”, disse.

Apesar de o documento listar o general Mauro Sinott Lopes como o segundo na hierarquia da intervenção federal do Rio, o militar deixou o posto na semana passada. 

Sinott era considerado o braço direito de Braga Netto. Ele era apontado como o oficial responsável por idealizar a logística das operações contra o crime organizado. Sinott deixou o cargo para assumir o comando da 3ª Divisão do Exército, em Santa Maria, Rio Grande do Sul.

Por Folhapress. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Brasil

País cria 173 mil empregos, maior resultado para fevereiro desde 2014

Publicado

em

Nos 12 meses terminados em fevereiro, foram criados 575.226 postos de trabalho.

O país registrou, pelo terceiro mês seguido, a criação de empregos com carteira assinada. Segundo dados divulgados pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, o saldo positivo de emprego formal chegou a 173.139 no último mês. Esse foi o maior saldo positivo para fevereiro desde 2014 (260.823).

O resultado decorreu de 1.453.284 admissões e 1.280.145 demissões. O estoque do emprego formal alcançou 38,6 milhões de postos de trabalho. As informações são da Agência Brasil.

Nos dois meses do ano, o saldo de geração de empregos formais chegou a 211.474. Nos 12 meses terminados em fevereiro, foram criados 575.226 postos de trabalho.

Segundo o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, há sinalização de “retomada consistente” do emprego no país.

“Nossa expectativa é de que essa retomada se mantenha nos próximos meses principalmente porque a economia vai bem. Esse número de empregos gerados no mês de fevereiro é uma demonstração de que as mudanças propostas -como flexibilidade, desburocratização, uma visão mais liberal da economia- passam confiança à economia real no processo de retomar as contrações”, explicou.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Londrina-PR: Deputado Boca Aberta vai parar no hospital após briga com vereador

Publicado

em

Segundo boletim médico, o deputado Emerson Petriv fará acompanhamento ambulatorial para tratar uma lesão e pode ser submetido a uma cirurgia.

deputado federal Emerson Petriv (PROS), conhecido como Boca Aberta, deixou o Hospital do Coração de Londrina (PR), neste domingo (24). Ele estava internado na unidade desde sábado (23), quando se feriu em uma briga com o vereador Amauri Cardoso (PSDB).

Segundo boletim médico, o parlamentar fará acompanhamento ambulatorial para tratar uma lesão e pode ser submetido a uma cirurgia, dependendo da evolução do quadro.

A briga aconteceu durante a 14ª Conferência Municipal de Saúde de Londrina, do lado de fora de uma universidade particular.

Imagens que circulam na internet mostram o vereador dando um soco no rosto do deputado. Na sequência, eles continuam discutindo. Cardoso tenta entrar no carro e ir embora, mas Boca Aberta o agarra e a confusão recomeça. No vídeo acima é possível ver o vereador caído após a confusão.

Ambos informaram ao “G1” terem registrado boletim de ocorrência relatando as agressões.

Ao deixar o hospital, Boca Aberta disse que vai entrar com pedido de cassação contra Cardoso por quebra do decoro parlamentar, além de pedir a prisão do vereador por lesão corporal e por ter usado uma arma branca (um soco inglês) na briga.

O vereador afirma que durante o evento, antes da confusão, ele falou sobre a necessidade de respeito aos profissionais de saúde, e sugeriu que fosse lida uma moção de repúdio da Associação Médica, que cita a conduta de Boca Aberta. E por isso teria sido cercado pelo deputado na saída. (Do Notícias ao minuto)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Brasil

Prefeitura de Barão de Cocais decreta feriado para treinar população

Publicado

em

O nível de segurança da barragem sul superior da Mina Gongo Soco subiu de 2 para 3, segundo a Vale

prefeitura de Barão de Cocais decretou “feriado de segurança” amanhã (25). Esta segunda-feira será reservada para mobilizar a população local em uma simulação de evacuação em caso de rompimento da barragem Sul-Superior da Mina de Gongo Soco. Não haverá aula na rede pública, expediente nas repartições públicas do município nem funcionamento do comércio. As aulas na rede pública só retornam na quarta-feira (27). A medida ocorre após a mineradora Vale emitir alerta a respeito de risco de rompimento da barragem.

Os serviços de coleta de lixo e o Hospital Municipal Waldemar das Dores funcionarão normalmente. As escolas das localidades de Boa Vista, São Gonçalo do Rio Acima, Córrego da Onça e Cocais não foram incluídas no feriado.

O nível de segurança da barragem sul superior da Mina Gongo Soco subiu de 2 para 3, segundo a mineradora. De acordo com a Vale, a medida adotada é preventiva e foi decidida após um auditor independente informar que a barragem apresentava “condição crítica de estabilidade”.

A Defesa Civil de Minas Gerais já havia divulgado hoje (24) um mapa com os sete pontos aos quais os moradores de Barão de Cocais devem se dirigir caso necessitem de proteção. Outra providência tomada foi o deslocamento de agentes da Defesa Civil e da Tropa de Choque para o município. As equipes ficarão de prontidão.

Por Agência Brasil

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending