Conecte-se Conosco

Esporte

Atlético-MG visita Bahia para soltar o grito de ‘campeão’ brasileiro após 50 anos

Publicado

em

O maior jejum de títulos de um gigante do País na história do Brasileirão pode chegar ao fim nesta quinta-feira. Às 18 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, o Atlético-MG depende apenas de suas forças para soltar o grito de campeão nacional entalado há quase 50 anos. Superando o Bahia, os comandados de Cuca não poderão mais ser alcançados pelo Flamengo, segundo colocado.

“O grito de campeão será solto na hora certa”, vem pregando o técnico Cuca já faz algumas rodadas. O cuidado em cantar vitória antes da hora do treinador já não é seguido pelo torcedor, que fez a festa na virada sobre o Fluminense, por 2 a 1, no domingo. Até os jogadores comemoraram, alguns ainda tímidos. Mas boa parte de maneira efusiva, indo para a galera. Restam 17 dias para a conquista de 1971 completar 50 anos e muitos querem festejar pela primeira vez a conquista do Brasileirão.

Será a terceira vez o Atlético-MG terá chance de conquista, mas a primeira que pisará no gramado dependendo de suas forças para erguer a taça. Nas outras oportunidades, fez seu papel, mas o Flamengo também ganhou, adiando a definição. Cuca calculava 75 pontos e teve de refazer as contas. Subiu a meta para 77 e mesmo assim não deu. Invicto faz sete rodadas, o time está com 78 e precisa de apenas mais dois. A ordem é definir já em Salvador.

“Números de uma equipe que sabe o que quer no campeonato, buscando o nosso objetivo maior, que é o título. Quebramos o recorde de vitórias seguidas em casa, com 15, e isso também é para entrar para a história dos pontos corridos”, afirma o lateral-direito Mariano. “Poucas equipes fizeram isso em um campeonato tão difícil como o Brasileirão, é gratificante e espero buscar nossa meta neste jogo.”

Principal jogador do líder, o atacante Hulk tentará dar mais um passo para escrever seu nome na história do clube mineiro. Com 17 gols, ele luta para fechar na artilharia do Brasileirão. É o principal goleador da competição e pode ser o sétimo jogador do Atlético-MG a conseguir o feito.

Dadá Maravilha foi artilheiro e autor do gol do título em 1971. Foram 15 bolas na rede na época. No ano seguinte anotou 17 vezes. Depois veio Reinaldo, homenageado por Hulk no jogo passado. O centroavante brilhou em 1977 com 28 gols.

Após um período sem “goleadores” no Nacional, o Atlético-MG viu Renaldo se destacar em 1996 ao balançar as redes 16 vezes. Três anos mais tarde, no vice-campeonato de 1999, Guilherme foi “o cara” do time com impressionantes 28 bolas nas redes. Depois ainda vieram Diego Tardelli em 2009 (16 gols) e Fred em 2016 (14). Apenas Dadá teve a honraria de taça e artilharia.

Hulk espera repetir o ídolo atleticano para ser eternizado em Belo Horizonte. “Hoje eu sou mais um torcedor atleticano e não medirei esforços para fazer de tudo pelo clube que amparou a mim e a minha família”, faz juras de amor. Como será necessário ao menos um gol para a taça vir de maneira antecipada, o astro espera seguir o faro artilheiro dos últimos jogos. Ele anotou cinco vezes nas últimas partidas.

Sem falar em festa, pregando respeito e prevendo batalha com um rival ameaçado de queda, Cuca terá de mexer na escalação, pois alguns jogadores forçaram o terceiro amarelo para estarem “na comemoração” de domingo, diante do Red Bull Bragantino: Jair, Allan e Diego Costa cumprem suspensão. E Réver não joga por causa de lesão. Tchê Tchê, Nacho González e Vargas devem ser os escolhidos, com a manutenção de Nathan e Junior Alonso na defesa.

DESESPERO – o Bahia vem de derrota em confronto direto contra a queda com o Atlético-GO, por 2 a 1, e precisa de recuperação para deixar a zona de queda. Está com 40 pontos e apenas com um triunfo deixa o 17° lugar.

Desde que o técnico Guto Ferreira assumiu, foram seis jogos em Salvador e nenhuma derrota. Mas o time ainda lamenta o 0 a 0 com o Cuiabá que está custando a presença no Z-4. O treinador pede coragem a seus jogadores em discurso que “é possível” superar o líder e voltar a respirar na luta contra o vexame da queda.

O clube colocou ingressos a R$ 10,00 para ter um bom público nas arquibancadas apoiando o time neste momento delicado. A casa deve estar cheia. O pedido dos dirigentes e de Guto Ferreira é que o apoio seja durante os 90 minutos.

Juninho Capixaba, expulso na rodada passada, será desfalque. Rossi e Ronaldo disputam a vaga, enquanto na defesa, Gustavo Henrique deve herdar a vaga de Luiz Otávio, com dores no joelho.

Por:Esporte ao Minuto

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Esporte

Time alemão de handebol feminino encontra câmeras ocultas em vestiário

Publicado

em

A polícia abriu uma investigação sobre o caso

O TuS Metzingen, time da primeira divisão da liga alemã de handebol, informou na quinta-feira que duas câmeras ocultas, instaladas de maneira ilegal, foram encontradas no vestiário do time feminino. A polícia abriu uma investigação sobre o caso.

De acordo com o Metzingen, uma pessoa não identificada que trabalhou com a equipe está sendo tratada pela polícia como suspeita e seu papel no clube foi encerrado.

A liga feminina de handebol alemã disse em um comunicado que estava “chocada” com a descoberta e que “condena esse comportamento repreensível nos termos mais fortes possíveis”.

“Não vamos deixar que algo assim nos derrube. O fato de o time querer voltar a jogar handebol imediatamente é um sinal muito forte. Durante esse período difícil, recebemos muito apoio da polícia, dos associados e de outras equipes”, Ferenc Rott, gerente do Metzingen.

Um incidente semelhante já havia acontecido com outra equipe da Alemanha no ano passado, quando o HL Buchholz 08-Rosengarten revelou que três câmeras, instaladas de maneira ilegal, foram encontradas no clube. Segundo a liga, as investigações deste caso ainda estão em andamento.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973

Continue lendo

Esporte

Copa São Paulo: como clubes monitoram promessas em torneio com mais de 100 times

Publicado

em

Os principais clubes contam com banco de dados detalhados que constam nomes já foram observados em outros torneios ou indicações de colaboradores, mas novos atletas que se destacaram na competição podem aparecer na lista.

A Copa São Paulo de Futebol Júnior é famosa por ser celeiro de futuros craques e reúne muitas promessas do futebol brasileiro ano a ano. Mas monitorar jogadores em uma competição com 128 times não é tarefa fácil. Os principais clubes contam com banco de dados detalhados que constam nomes já foram observados em outros torneios ou indicações de colaboradores, mas novos atletas que se destacaram na competição podem aparecer na lista.

A edição 2022 ainda trouxe uma notícia boa para quem faz o “scouting” dos jogadores na competição. Todos os jogos do torneio tiveram transmissão, seja pela TV, YouTube ou através do aplicativo Paulistão Play. Pessoas ouvidas pela reportagem contam que a acessibilidade para assistir às partidas foi de grande ajuda para o trabalho de observação e análise de atletas.

O coordenador de captação de atletas para a base do Palmeiras, William Santos, explica que o clube conta com toda a equipe de observação (oito profissionais) na Copinha, além da participação do coordenador geral João Paulo Sampaio, que está presente em diversos jogos.

“A estratégia foi manter uma base de três profissionais analisando por vídeo e cinco presenciais. Todos os dias, após o término dos jogos, realizamos debates sobre destaques e possíveis situações interessantes”, avalia.

O coordenador de captação do Santos, Rodrigo Augusto, revela que sete a oito profissionais acompanharam jogos da Copinha, sendo que todas as partidas da primeira fase da competição foram analisadas. Augusto está presencialmente na maioria dos jogos em que é designado para monitorar jovens promessas e diz que acompanha de quatro a seis partidas por dia. Os profissionais da captação ainda contam com suporte da análise de mercado do clube, além de dispor de uma parceria com um grupo que também assiste jogos por vídeo ou in loco.

“Temos que ser bem pontuais e certeiros para não supervalorizar um atleta que, daqui a pouco, pode não ter esse valor de mercado. É preciso cautela. Nós não entramos em leilão. Muitas vezes quando você vai falar com um clube durante a competição sobre um jogador, o valor da negociação é surreal, parece que estamos falando de atleta profissional. Então, nós somos muito exigentes porque já temos vários atletas de idade de Copinha que já estão no elenco profissional (cerca de dez nomes) e a equipe tem desempenhado muito bem na competição”, analisa Augusto, que também explica como o mercado da base funciona depois da disputa da Copa São Paulo.

“Depois da Copinha, em fevereiro, os clubes menores que não conseguiram negociar jogadores já buscam parcerias com os maiores. Os que não conseguem algum tipo de parceria, em março, quando são geralmente as férias da categoria, tentam fazer com que os atletas façam avaliações para a categoria sub-20 nesses clubes”.

Uma das surpresas da Copa São Paulo foi o Resende, que eliminou Fortaleza e Corinthians na fase mata-mata e negociou um dos seus destaques durante o torneio. As ótimas atuações do goleiro Pedro chamaram a atenção do Portimonense, de Portugal, que o contratou por empréstimo. O camisa 1 deixou a delegação antes mesmo de a equipe enfrentar o Corinthians pela terceira fase.

“Eles (Portimonense) assistiram logo ao primeiro jogo e gostaram dele. Foram em todas as partidas. Quando o Pedro pegou três pênaltis contra o Fortaleza, eles bateram o martelo: ‘É pegar ou largar porque temos um plano B já. Precisamos de um goleiro com urgência’. Nossa avaliação era de que o reserva (Sales) é do mesmo nível dele, já tínhamos outros dois goleiros para o profissional e o nosso calendário ainda é restrito”, explica o diretor de futebol do Resende, Hugo Machado, que conquistou o título da Copinha como jogador pelo Internacional (1974) e também como gerente da base por Corinthians (2004 e 2005) e Santos (2014).

O Resende realiza desde 2016 uma parceria com a Pelé Academia e, em 2019, firmou acordo com o Lyon, da França, para desenvolvimento de jovens talentos. O clube francês traz profissionais ao Brasil para capacitação dos funcionários e, em troca, tem prioridade na transferência de jogadores formados no time do Rio de Janeiro. A equipe vai promover nove atletas que disputaram a Copa São Paulo ao elenco profissional, que disputará o Campeonato Carioca.

“Tivemos outras três propostas que envolvem alguns dos jogadores que, inclusive, vão visitar o Lyon agora a partir de domingo”, disse Machado, citando o zagueiro Peixoto, o meia David Kauan e o atacante Kaio. “Quem tem a preferência é o Lyon. Se recebermos uma proposta por um jogador, avisamos o clube”.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Fifa recebe 1,2 milhão de pedidos de ingressos para a Copa em 1 dia

Publicado

em

A Fifa recebeu 1,2 milhão de pedidos de ingressos para a Copa do Mundo de 2022 no 1º dia de venda, realizado na quarta-feira (19). Segundo comunicado da instituição, divulgado nesta quinta-feira (20), mais de 80.000 ingressos foram solicitados para a partida de abertura, em 21 de novembro. A final, que será em 18 de dezembro, recebeu mais de 140 mil pedidos de entrada.

O maior número de solicitações foi feito por torcedores do próprio Qatar. Brasileiros ocupam a 9ª posição no top 10 de interessados em ir ao evento.

O 1º período de vendas se encerra em 8 de fevereiro. A princípio, os torcedores enviam seus pedidos de ingressos à Fifa, que fará a distribuição e a cobrança posteriormente.

Caso o número de ingressos solicitados para alguma partida exceda a disponibilidade, os bilhetes serão alocados por meio de um sorteio. Ou seja, a ordem que os pedidos foram registrados não será considerada.

Todas as solicitações, aprovadas ou não, serão respondidas até 8 de março.

Informações sobre venda de entradas, pacotes, preços e pedidos de reserva podem ser feitos pelo site FIFA.com/tickets.

Preços

Os ingressos são vendidos individualmente e em pacotes. Cada pessoa pode comprar até 6 ingressos para uma mesma partida.

A entrada individual mais barata — atrás do gol em partida da fase de grupos— custa 250 qataris (cerca de R$ 372 no câmbio de hoje). A mais cara da fase de grupos — nas laterais do campo—, exceto a abertura, é vendida por 800 qataris (R$ 1.191).

Também estão à venda pacotes de ingressos para acompanhar as seleções: um deles inclui os 3 jogos da fase de grupos; o outro, fase de grupos e eventuais oitavas de final; e, por fim, 7 jogos, da estreia até uma eventual final.

Nos pacotes, a opção mais barata — 3 jogos da fase de grupos atrás do gol— sai por 825 qataris (R$ 1.228). A mais cara — 7 jogos vistos da lateral do campo—, por 15.708 qataris (R$ 23.380).

Já a abertura custa de 1.100 a 2.250 qataris (de R$ 1.640 a R$ 3.350). A final sai por 2.200 a 5.580 qataris (R$ 3.270 a R$ 8.310).

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending