Conecte-se Conosco

Esporte

Atlético-MG visita Bahia para soltar o grito de ‘campeão’ brasileiro após 50 anos

Publicado

em

O maior jejum de títulos de um gigante do País na história do Brasileirão pode chegar ao fim nesta quinta-feira. Às 18 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, o Atlético-MG depende apenas de suas forças para soltar o grito de campeão nacional entalado há quase 50 anos. Superando o Bahia, os comandados de Cuca não poderão mais ser alcançados pelo Flamengo, segundo colocado.

“O grito de campeão será solto na hora certa”, vem pregando o técnico Cuca já faz algumas rodadas. O cuidado em cantar vitória antes da hora do treinador já não é seguido pelo torcedor, que fez a festa na virada sobre o Fluminense, por 2 a 1, no domingo. Até os jogadores comemoraram, alguns ainda tímidos. Mas boa parte de maneira efusiva, indo para a galera. Restam 17 dias para a conquista de 1971 completar 50 anos e muitos querem festejar pela primeira vez a conquista do Brasileirão.

Será a terceira vez o Atlético-MG terá chance de conquista, mas a primeira que pisará no gramado dependendo de suas forças para erguer a taça. Nas outras oportunidades, fez seu papel, mas o Flamengo também ganhou, adiando a definição. Cuca calculava 75 pontos e teve de refazer as contas. Subiu a meta para 77 e mesmo assim não deu. Invicto faz sete rodadas, o time está com 78 e precisa de apenas mais dois. A ordem é definir já em Salvador.

“Números de uma equipe que sabe o que quer no campeonato, buscando o nosso objetivo maior, que é o título. Quebramos o recorde de vitórias seguidas em casa, com 15, e isso também é para entrar para a história dos pontos corridos”, afirma o lateral-direito Mariano. “Poucas equipes fizeram isso em um campeonato tão difícil como o Brasileirão, é gratificante e espero buscar nossa meta neste jogo.”

Principal jogador do líder, o atacante Hulk tentará dar mais um passo para escrever seu nome na história do clube mineiro. Com 17 gols, ele luta para fechar na artilharia do Brasileirão. É o principal goleador da competição e pode ser o sétimo jogador do Atlético-MG a conseguir o feito.

Dadá Maravilha foi artilheiro e autor do gol do título em 1971. Foram 15 bolas na rede na época. No ano seguinte anotou 17 vezes. Depois veio Reinaldo, homenageado por Hulk no jogo passado. O centroavante brilhou em 1977 com 28 gols.

Após um período sem “goleadores” no Nacional, o Atlético-MG viu Renaldo se destacar em 1996 ao balançar as redes 16 vezes. Três anos mais tarde, no vice-campeonato de 1999, Guilherme foi “o cara” do time com impressionantes 28 bolas nas redes. Depois ainda vieram Diego Tardelli em 2009 (16 gols) e Fred em 2016 (14). Apenas Dadá teve a honraria de taça e artilharia.

Hulk espera repetir o ídolo atleticano para ser eternizado em Belo Horizonte. “Hoje eu sou mais um torcedor atleticano e não medirei esforços para fazer de tudo pelo clube que amparou a mim e a minha família”, faz juras de amor. Como será necessário ao menos um gol para a taça vir de maneira antecipada, o astro espera seguir o faro artilheiro dos últimos jogos. Ele anotou cinco vezes nas últimas partidas.

Sem falar em festa, pregando respeito e prevendo batalha com um rival ameaçado de queda, Cuca terá de mexer na escalação, pois alguns jogadores forçaram o terceiro amarelo para estarem “na comemoração” de domingo, diante do Red Bull Bragantino: Jair, Allan e Diego Costa cumprem suspensão. E Réver não joga por causa de lesão. Tchê Tchê, Nacho González e Vargas devem ser os escolhidos, com a manutenção de Nathan e Junior Alonso na defesa.

DESESPERO – o Bahia vem de derrota em confronto direto contra a queda com o Atlético-GO, por 2 a 1, e precisa de recuperação para deixar a zona de queda. Está com 40 pontos e apenas com um triunfo deixa o 17° lugar.

Desde que o técnico Guto Ferreira assumiu, foram seis jogos em Salvador e nenhuma derrota. Mas o time ainda lamenta o 0 a 0 com o Cuiabá que está custando a presença no Z-4. O treinador pede coragem a seus jogadores em discurso que “é possível” superar o líder e voltar a respirar na luta contra o vexame da queda.

O clube colocou ingressos a R$ 10,00 para ter um bom público nas arquibancadas apoiando o time neste momento delicado. A casa deve estar cheia. O pedido dos dirigentes e de Guto Ferreira é que o apoio seja durante os 90 minutos.

Juninho Capixaba, expulso na rodada passada, será desfalque. Rossi e Ronaldo disputam a vaga, enquanto na defesa, Gustavo Henrique deve herdar a vaga de Luiz Otávio, com dores no joelho.

Por:Esporte ao Minuto

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Esporte

Hamilton revela ter sido chutado durante ataque racista na infância

O atleta, quando criança, foi atacado por um homem e seu filho na Inglaterra.

Publicado

em

Em entrevista ao veículo Vanity Fair, Lewis Hamilton tornou público algo que nem mesmo os seus pais sabiam. De acordo com o piloto, quando ele tinha 11 anos, uma dupla formada por pai e filho o atacou em Newcastle, na Inglaterra, se utilizando de falas racistas e, inclusive, derrubando e chutando o britânico.

“Volte para o seu país [diziam pai e filho]. Ainda hoje lembro como foi aterrorizante. Eu realmente não conseguia entender. Era como ‘Eles estão falando comigo? Eu sou daqui. O que eles querem dizer?’ Eu nunca poderia entender isso”, disse o piloto.

Em seguida, Hamilton explicou o motivo de nunca ter contado o que aconteceu aos seus pais e lembrou dos momentos em que esteve ‘sozinho’.

“Nunca falei sobre isso com meus pais. Eu não falei sobre isso com minha mãe – eu não acho que ela entenderia. E meu pai, eu provavelmente estava com muito medo de contar ao meu pai, porque eu não queria que ele pensasse que eu era uma covarde. Sabe, eu não queria que ele pensasse que eu não poderia me defender. Eu só me lembro de muitas vezes estar sozinho, apenas chorando no meu quarto”, afirmou.

Nos últimos anos, Hamilton tem sido uma das vozes mais ativas da Fórmula 1. Sobre a categoria, o inglês revelou que não se sentiu bem-vindo em 2007, quando ingressou, e também se abriu sobre como outras pessoas se incomodam com sua postura.

“Eu não me senti bem-vindo. Não me senti aceito [quando entrou]. Deus sabe quantos desses pilotos dizem: ‘Isso não é o que um piloto de Fórmula 1 é. Não é assim que você se comporta. Não é assim que você faz. Tatuagens? Não! Um piloto de Fórmula 1 não tem tatuagens! Um piloto de Fórmula 1 não tem personalidade e piercings!'”, declarou.

PorUol/Folhapress

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Esporte

Sete jogos pela Série B e o Bahia busca terceira vitória consecutiva

Além da Ponte Preta, que recebe o Vasco, o Ituano é outro paulista a entrar em campo para se manter longe da zona de rebaixamento.

Publicado

em

A terça-feira será bem movimentada pelo Campeonato Brasileiro da Série B, com nada menos do que sete jogos da 23ª rodada. O vice-líder Bahia busca a terceira vitória seguida e o Tombense joga com o Vila Nova para se aproximar do G-4 – zona de acesso. Além da Ponte Preta, que recebe o Vasco, o Ituano é outro paulista a entrar em campo para se manter longe da zona de rebaixamento.

Depois de superar o Náutico, por 3 a 0, e o CSA, por 1 a 0, o Bahia visita o Sampaio Corrêa, às 21h30, no estádio Castelão, em São Luís (MA). Com 40 pontos, os baianos estão a nove pontos do líder Cruzeiro, que encara o Londrina, no Paraná, a partir das 21h. Há dois jogos sem vencer, o Sampaio soma 29 pontos, em oitavo lugar.

Sexto colocado com 32 pontos, o Tombense está de olho na quinta colocação, ocupada pelo Londrina, com 33. Para isso, recebe o Vila Nova, vice-lanterna (19º) com 19 pontos, no estádio Soares de Azevedo, em Muriaé (MG), às 21h30. Apesar da má situação, os goianos estão há quatro jogos invicto, com três empates e uma vitória.

Quem também pretende colar no G-4 é o Sport, sétimo com 31 pontos. Às 19h, o time pernambucano estará em Itu (SP), onde encara o Ituano, no estádio Novelli Júnior. Os paulistas estão há cinco jogos sem perder, com três empates e duas vitórias, na 12ª colocação, com 27 pontos. No mesmo horário, o Grêmio, terceiro colocado com 40 pontos, recebe na sua arena em Porto Alegre (RS) o Operário, 15º com 24 pontos.

Outro time que busca um respiro é o CSA, que está há quatro jogos sem vencer e vem de três derrotas seguidas. Tanto que sofreu uma mudança nesta segunda-feira, quando a diretoria demitiu o técnico Alberto Valentim, que deixa o clube alagoano com apenas uma vitória, cinco derrotas e quatro empates. O clube está perto de confirmar a chegada de Marcelo Chamusca, que passou sem sucesso pelo Guarani ainda nesta temporada.

O CSA abre a zona de rebaixamento, em 17º, com 20 pontos, e recebe no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), às 20h30, o Brusque, 14º com 25. No mesmo horário, Ponte Preta e Vasco duelam no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). Os paulistas somam 26 pontos, em 13º, contra 39 dos cariocas, que estão em quarto.

Confira os jogos da 23.ª rodada da série b:

Terça-feira

19h

Ituano x Sport

Grêmio x Operário

20h30

CSA x Brusque

Ponte Preta x Vasco

21h

Londrina x Cruzeiro

21h30

Sampaio Corrêa x Bahia

Tombense x Vila Nova

Quarta-feira

19h

Náutico x CRB

Chapecoense x Novorizontino

21h30

Criciúma x Guarani

Por Estadão

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Esporte

Palmeiras vence Goiás e abre vantagem na liderança em semana decisiva

Publicado

em

O Palmeiras fez sua tarefa de casa e venceu o Goiás por 3 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, na tarde de ontem (7). Mayke e Raphael Veiga, voltando a acertar um pênalti após três perdidos, construíram o placar para o Verdão ainda na 1ª etapa. Na segunda etapa, Atuesta fez seu primeiro pelo Verdão: um golaço de fora da área.

O resultado, obtido mesmo com uma equipe considerada alternativa, veio naturalmente, fruto de um jogo organizado, sem sobressaltos, que deixa boa impressão para os dois próximos e cruciais compromissos da semana que se inicia hoje: quarta, contra o Atlético-MG, pela volta das quartas de final da Libertadores; e sábado, pelo Brasileiro, contra o Corinthians.

Por falar no clube alvinegro, a vitória faz o Palmeiras abrir seis pontos de vantagem na tabela sobre o rival: 45 a 39. Em relação ao Fluminense, terceiro colocado, são sete. E, contra o Flamengo, o quarto, nove.

Com a derrota, o Goiás perdeu a chance de entrar na zona de classificação à Copa Sul-Americana. Com 25, o Esmeraldino estaciona na 13ª posição.

Fonte: UOL

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo
Propaganda

Trending

Como podemos ajudar!!