Conecte-se Conosco

Mundo

Brasil: resistir à tentação da intervenção na Venezuela

Publicado

em

Militares até aqui se sobrepõem aos olavistas, entusiastas de saídas heterodoxas.

A terça-feira (30) amanheceu com um ar de virada de mesa da oposição venezuelana, só para acabar como sempre: com o núcleo militar da ditadura de Nicolás Maduro cerrando fileiras em torno de seu provedor.

Porque é disso que se trata, de um grupo notoriamente corrupto que infiltrou-se na estrutura econômica estatal do regime, leia-se a indústria petrolífera —fora outras associações menos nobres, que carecem de comprovações apesar dos tuítes dos Bolsonaros chamando Maduro de narcoditador.

Todos filhos da aberração chavista, esta por si rebento da insatisfação popular com os desmandos de sua elite. Não há história bonita, ou santos, na América Latina.

A quarta-feira pode, por óbvio, desmentir a terça. Houve de fato uma mudança na gravidade potencial dos entrechoques e, como torcem os opositores venezuelanos e seus apoiadores comandados pela Casa Branca, fissuras maiores poderão surgir.

O Brasil por ora se comporta com a prudência necessária. Dá nome aos bois (Maduro é um ditador) mas, apesar das estranhas movimentações e as motivações no coração olavista de seu chanceler, até aqui mantém a sobriedade acerca da possibilidade de intervenções.

Elas poderiam vir, e aí os militares topariam sem pestanejar, na forma de um mandato da ONU (Organização das Nações Unidas) para pacificar o país. Mas isso não irá ocorrer, dado que Rússia e China têm poder de veto no Conselho de Segurança e os militares ainda sustentam seu aliado Maduro.

Pode mudar, claro, caso a cúpula militar em Caracas se sinta segura de uma anistia ampla e da manutenção de seus privilégios em uma transição de governo, ou se houver algum evento exógeno extremo —a decapitação do regime, em português, desde que combinada com os russos (de forma metafórica ou não). Mas o jogo é esse no momento.

Alguém poderá sussurrar OEA (Organização dos Estados Americanos),definida candidamente à Folha pelo chefe da diplomacia russa para a América Latina, Aleksandr Schetinin, como uma espécie de cartório do governo Donald Trump.

Há precedentes: em 1965, logo depois do golpe militar por aqui, os EUA levaram o Brasil e outros países a intervir num conflito na República Dominicana por meio da entidade. Não é uma história edificante.

São possibilidades à mesa e que dependem do sabor dos ventos em Caracas, até a noite de terça favoráveis à ditadura. A cada tentativa de dia glorioso de libertação nacional, o opositor Juan Guaidó sai menor. Há havia sido assim na tentativa de trazer ajuda por fronteiras que Maduro considera hostis, Brasil e Colômbia.

O paradoxo é que o ditador também não ganha musculatura com eventos assim. Se mantém onde está, com a pressão incomensurável que a tragédia humanitária que preside só ganhando tração. Por quanto tempo a equação vai durar, ou se enfim haverá um “deus ex-machina” orientado por Washington para mudar a história, eis a grande questão.

Com as brumas do imprevisível tomando o ar, resta ao Brasil esperar. Movimentações estranhas a isso, que estão no centro das disputas entre militares e olavistas no poder, teriam consequências ainda mais insondáveis. Exposição desnecessária das Forças Armadas, envolvimento em morticínio na vizinhança e crise humanitária redobrada na fronteira são alguns dos temas que perpassam a conversa. (Por Igor Gielow – Folha de S.Paulo)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Mundo

Coronavírus: United Airlines suspende vôos para a China

Publicado

em

A companhia aérea norte-americana United Airlines, a terceira maior do mundo, anunciou nesta terça-feira (28) a suspensão de parte de seus vôos entre os Estados Unidos e China. A companhia declarou que cancelaria voos a partir de seus hubs, ou seja, Aeroporto Internacional de São Francisco, Aeroporto Internacional Newark, Aeroporto Internacional O’Hare de Chicago e Aeroporto Internacional Washington Dulles, na Virgínia, na primeira semana de fevereiro.

A justificativa é a queda na demanda devido à preocupação crescente com a disseminação do coronavírus.

“Devido a um declínio significativo na demanda por viagens para a China, estamos suspendendo alguns vôos entre nossos hubs e Pequim, Hong Kong e Xangai, entre 1º de fevereiro e 8 de fevereiro. Continuaremos a monitorar a situação à medida que ela se desenvolver e ajustar nossa programação conforme necessário”, declarou a empresa em nota para a Fox News.

As outras duas companhias aéreas americanas que voam para a China, Delta Air Lines e American Airlines, disseram que não reduziram seus vôos, mas estavam monitorando de perto a situação, informou a agência Reuters

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Trump vai anunciar plano de paz para o Oriente Médio

Publicado

em

Especialistas destacam o interesse do norte-americano por trás do anúncio do acordo de paz

presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, anuncia nesta terça-feira (28) seu plano de paz para o Oriente Médio, que tem o objetivo de resolver o conflito entre Israel e Palestina.

O anúncio foi confirmado ontem, no início de uma reunião com o premiê israelense, Benjamin Netanyahu, na Casa Branca. O presidente afirmou que vai anunciar o que chamou de “grande plano” em relação à disputa entre Israel e Palestina,.

Trump disse ainda que está disposto a mediar o impasse das conversações de paz no Oriente Médio, oferecendo o que chamou de “acordo do século”. Acrescentou que, provavelmente, de início, os palestinos podem não gostar do plano, mas acredita que, com o tempo, passem a apoiá-lo.

Analistas preveem que o plano será favorável a Israel, mas que também o grande beneficiário será o próprio Estados Unidos.    (POR NOTÍCIAS AO MINUTO)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Embaixada dos Estados Unidos em Bagdá é atingida por foguete

Publicado

em

Três foguetes atingiram a embaixada dos Estados Unidos em Bagdá neste domingo, disse uma fonte de segurança à AFP, que também relatou outro míssil que caiu em um café perto dali no fim do dia (horário local).

As forças de segurança não relataram vítimas no primeiro momento. A embaixada está localizada na Zona Verde de Alta Segurança de Bagdá, um local regularmente alvo de ataques com foguetes nos últimos meses.

A CNN publicou que um foguete atingiu um refeitório que integra a embaixada e citou um oficial americano como fonte. A emissora acrescentou que o primeiro-ministro iraquiano, Adil Abdul Mahdi, condenou o ataque e prometeu investigar e prender os responsáveis pelo lançamento dos foguetes para prevenir futuros ataques.

De acordo com a CNN, o primeiro-ministro do Iraque afirmou que o país está comprometido em proteger todas as missões diplomáticas e tomará as medidas necessárias para cumprir esta proposta.  (Fonte AFP)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending