Conecte-se Conosco

Esporte

Cássio fora do Corinthians: o que se sabe sobre possível saída do goleiro

O principal interessado no goleiro é o Cruzeiro.

Publicado

em

A era Cássio no Corinthians pode chegar ao fim em julho. O goleiro de 36 anos é um dos líderes da equipe paulista, mas perdeu o posto de titular absoluto para Carlos Miguel nos últimos jogos e pode encaminhar a saída do clube nos próximos dias. O principal interessado no goleiro é o Cruzeiro.

O time mineiro, que agora tem Alexandre Mattos como diretor de futebol, vê com bons olhos a contratação de Cássio por considerar que tem impacto positivo. O clube ofereceu ao goleiro um contrato válido por três anos e o jogador está propenso a aceitar a proposta por enxergar que uma mudança de ares seria bem-vinda. A decisão deve ser anunciada ainda nesta semana.

Cássio foi alvo de críticas por parte da torcida nos últimos jogos em que defendeu o gol alvinegro, e fez forte desabafo sobre a situação vivida no clube. Desde então, o veterano tem ficado no banco de reservas nas partidas do time comandado pelo técnico António Oliveira.

O treinador até comentou sobre o assunto na entrevista coletiva após a vitória sobre o Argentinos Juniors, na noite de terça-feira. “É um grandíssimo goleiro, o maior ídolo da história do clube, e isso não se apaga. Vai ficar gravado nas páginas douradas do clube”, disse o técnico.

António Oliveira também afirmou que não vai interferir na decisão sobre o futuro do atleta. O atual vínculo do goleiro com o Corinthians vai até dezembro deste ano, e o time alvinegro não deve impedir a negociação com o Cruzeiro. No entanto, o desejo do clube paulista é ter o goleiro no elenco até o fim de 2025.

“Essas questões serão decididas entre diretoria e Cássio, que melhor que ninguém saberá dar melhor solução à situação. Um dia vou morrer feliz por dizer que fui treinador do Cássio”, pontuou ele. Vale destacar que o clube celeste quer ter o arqueiro ainda nesta temporada. Com isso, o acordo seria concretizado na abertura da janela de transferências do meio do ano.

CÁSSIO É OVACIONADO NA NEO QUÍMICA ARENA

O Corinthians goleou o Argentinos Juniors por 4 a 0, pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana, e garantiu vaga no mata-mata da competição de forma antecipada. Apesar da vitória e da classificação, o principal assunto na Neo Química Arena após o jogo foi o goleiro Cássio.

O ídolo corintiano foi ovacionado pelos torcedores antes do apito inicial e também teve o nome gritado nas arquibancadas da arena na saída do campo. O jogador agradeceu o apoio, mas não comentou sobre os próximos passos da carreira. “No momento certo, eu vou falar”, disse o goleiro ao passar pela zona mista.

Apesar disso, o elenco alvinegro não poupou elogios ao goleiro ao falar de uma possível transferência de Cássio para o Cruzeiro. O atual titular Carlos Miguel enfatizou a gratidão pelo companheiro de posição e fez pedido. “Se hoje venho jogando, é graças a ele também. Ele, para mim, é como um pai, um cara que cuida bastante de todos. A decisão (que Cássio tomou) eu não sei, não cabe a mim. Eu agradeço muito a ele por tudo aqui, e peço que ele fique”, disse ele.

Yuri Alberto ressaltou que Cássio é “um grande líder”. “Independentemente da decisão que ele tomar, se ele estiver feliz junto da família dele, vai ser a decisão mais importante. Se ele ficar, vou ficar muito feliz, pois é um cara que sei que vai me ajudar bastante nessa evolução que estou tendo. Ele é um líder que passa uma confiança muito grande nos jogos, nos treinos”, afirmou o atacante.

O zagueiro Cacá também destacou o papel de protagonista do goleiro de 36 anos na equipe corintiana. “Ele sabe que é um ídolo, sabe da importância dele aqui dentro. O quanto é importante a palavra dele no vestiário. É o que está fazendo, nos motivando e cobrando. Está sendo importante para a gente entrar motivado para o jogo. Cássio sabe a importância dele”, disse o defensor.

Cássio chegou ao Corinthians em 2012 e soma 712 jogos pelo time, com nove títulos conquistados: o Campeonato Paulista em 2013, 2017, 2018 e 2019, o Campeonato Brasileiro em 2015 e 2017, a Copa Libertadores em 2012, o Mundial de Clubes em 2012 e a Recopa em 2013.

O último jogo do arqueiro como titular na equipe treinada por António Oliveira foi em 23 de abril, na derrota do Corinthians para o Argentinos Juniors fora de casa na Copa Sul-Americana.

Foto Getty

Por Estadão

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Esporte

Palmeiras vende Estevão ao Chelsea em operação que pode chegar a R$ 358 milhões

Publicado

em

O Palmeiras confirmou a venda milionária do jovem atacante Estevão, de 17 anos, para o Chelsea. Ele assinou o contrato neste sábado, após passar por exames médicos em São Paulo em maio.

A transação totaliza aproximadamente 61,5 milhões de euros, sendo 45 milhões de euros fixos e 16,5 milhões de euros em metas. O Palmeiras receberá 70% desse valor, enquanto Estevão e sua família ficarão com os 30% restantes.

Após a assinatura, o Verdão e o Chelsea confirmaram a venda da joia. Estevão continuará jogando pelo Palmeiras nesta temporada e na próxima, incluindo o Mundial de Clubes de 2025, antes de se juntar ao Chelsea em julho de 2025.

Foto Reprodutção/ estevaowilian

Por Blog do torcedor

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Esporte

Seleção masculina tropeça de novo e volta a adiar vaga na fase final da Liga das Nações

O Brasil perdeu duas seguidas pela primeira vez nesta Liga das Nações.

Publicado

em

A seleção brasileira masculina de vôlei voltou a tropeçar na Liga das Nações nesta sexta-feira. Desta vez, a equipe comandada por Bernardinho levou 3 sets a 0 do Canadá, com parciais de 24/26, 19/25 e 24/26, na penúltima partida do time nacional na fase classificatória.

Assim, os brasileiros adiaram mais uma vez a classificação para a fase final, que reúne as oito melhores equipes da competição. O Brasil já poderia ter sacramentado a vaga se tivesse vencido os Estados Unidos por 3 a 1 na quinta – acabou perdendo por 3 a 2. Agora as apostas estão todas no confronto com a França, na madrugada de domingo, às 4h (de Brasília).

Com o resultado, o Brasil perdeu duas seguidas pela primeira vez nesta Liga das Nações. O time figura no sexto lugar, com chance de perder colocações na sequência da rodada por ter jogos a mais que os rivais. São seis vitórias em 11 jogos, com 20 pontos.

“O próximo jogo se tornou uma final para a gente. Não pode vacilar, não pode começar devagar, como fizemos hoje nos dois primeiros sets. Erramos muito no saque, nos ataques. Elevamos o número de erros. Já tínhamos conversado no vestiário sobre o Canadá, por ser uma equipe que cresce quando começa na frente, joga muito bem. Quanto tem uma pressão, eles sentem também”, comentou o central Lucão.

“Conseguimos melhorar no terceiro set, mas acabamos errando algumas coisas que não podíamos ali no final do set. Mas é um aprendizado. Todo mundo está rodando, pegando experiência, crescendo ao longo do campeonato. O jogo de domingo é essencial para a gente. Não podemos vacilar”, alertou o experiente jogador.

O maior pontuador do Brasil nesta sexta foi Darlan, com 12 acertos. Leal e Lucão anotaram nove pontos cada. Pelo lado canadense, Loeppky foi o maior destaque da partida, com 21 pontos.

Foto Shutterstock

Por Estadão

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Esporte

Messi bate recorde de aparições na Copa América, e Argentina supera o Canadá

Publicado

em

A 48ª edição da Copa América começou nesta quinta-feira com belo show antes de a bola rolar na Mercedes-Benz Arena, em Atlanta, na Geórgia, muitos dirigentes em campo e nas tribunas, emoção na execução dos hinos, recorde de aparições de um Messi sem pontaria, mas preciso em assistência, e com a campeã Argentina superando o Canadá após alguns sustos com triunfo por 2 a 0. Os gols foram dos centroavantes Julián Álvarez e Lautaro Martínez.

Aposentado por problemas cardíacos, o ex-atacante argentino Agüero colocou a taça para exibição no gramado com direito a beijinho e aplausos da torcida. Antes mesmo de a tricampeã mundial entrar em campo, Messi já causava frisson no estádio do Atlanta Falcons, da NFL, completamente lotado – capacidade de 71 mil pessoas – ao aparecer no telão. No túnel dos vestiários, era idolatrado pelos mascotes mirins. A criançada estava encantada com a proximidade do astro.

MAIOR ATLETA A DISPUTAR COPA AMÉRICA

Ao iniciar a partida, Messi completou 35 jogos e se isolou como maior atleta a disputar uma partida na Copa América, ultrapassando o ex-goleiro chileno Livingston, que atuou em 34 oportunidades. São 13 gols e 17 assistências do astro.

Diante da atual campeã, o Canadá adotou postura ousada nos minutos iniciais, com linhas altas para tentar surpreender. Em uma bobeira, entretanto, deixou Di María avançar de seu campo e parar no goleiro Crépeau. Messi deu enorme pique e poderia ter recebido o passe. Logo depois, o camisa 10 apareceu livre e mandou raspando. Estava impedido.

Mesmo estreante na Copa América, o Canadá parecia não temer os campeões mundiais. E partiu para a trocação, sempre rondando a área, mas pecando no toque final. O jogo era agradável, com os argentinos vendo seu favoritismo duro de ser confirmado frente um oponente ajustado e confiante. Eustáquio, de cabeça, exigiu grande defesa de Dibu Martínez antes do intervalo.

A apresentação abaixo do esperado, com ataque inoperante, fez a Argentina demorar a retornar do vestiário. O papo com Lionel Scaloni durou 20 minutos. Foi longo para a equipe não somar seu quarto tropeço seguido em uma estreia de competição. Não ganhou nos primeiros jogos das duas últimas Copa Américas e também sofreu um deslize na Copa do Mundo do Catar antes de se recuperar para erguer o troféu contra a França.

Os argentinos necessitaram de somente três minutos para desencantar. Após dividida de Mac Allister com o goleiro, a bola sobrou para Julian Álvarez mandar ao gol vazio e sair celebrando O centroavante do Manchester United quase ampliou um minuto mais tarde. Crépeau salvou de ponta dos dedos.

SEM GOL DE MESSI

O tão aguardado gol de Messi pela torcida quase sai aos 19 após chutão de Martínez para frente. O astro saiu cara a cara e parou em Crépeau, no rebote driblou o goleiro e deu a cavadinha. Mas Cornelius apareceu para livrar o Canadá. Ainda falharia em novo lançamento e cobertura para fora.

Continue lendo
Propaganda

Trending

Fale conosco!!