Conecte-se Conosco

Destaque

CBO: 30% das crianças em idade escolar possui algum problema de visão

Publicado

em

naom_589498da2d4a5

 

pousada_santa_teerezinaMiopia, hipermetropia e astigmatismo podem comprometer o aprendizado e a rotina das crianças.

As férias escolares chegaram ao fim e o novo ano letivo já teve início em grande parte da rede de ensino. A volta às aulas é um momento que pede atenção dos pais, principalmente em relação à saúde ocular das crianças. Segundo dados do Ministério da Saúde, 30% das crianças em idade escolar possui algum problema de visão e, conforme o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), entre 3% e 10% dos brasileiros, de 7 a 10 anos, precisam usar óculos.

Os erros de refração, por exemplo, podem prejudicar atividades do dia a dia e o aprendizado. Entre os mais comuns, a miopia – dificuldade para enxergar objetos que estão longe; a hipermetropia – incapacidade de visualizar claramente objetos próximos; e astigmatismo – objetos desfocados tanto perto como longe.

“Os pais ou responsáveis devem observar se a criança apresenta dificuldade em reconhecer objetos comuns e pessoas conhecidas e se não manifesta mais interesse por atividades normalmente cativantes, além de tropeçar ou cair com frequência. Na sala de aula, os erros refracionais podem fazer a criança ‘apertar’ os olhos para enxergar, levantar de seu lugar e se aproximar da lousa ou até mesmo desistir de prestar atenção. Também é possível observar casos de dores de cabeça no fim do dia de estudos pelo esforço em tentar ver melhor”, alerta o Dr. Fabio Pimenta de Moraes, especialista em oftalmopediatria do H. Olhos – Hospital de Olhos Paulista.

Os problemas de refração devem ser corrigidos sempre que limitarem a capacidade visual das crianças, pois podem acarretar um desenvolvimento visual incompleto, comprometer o aprendizado, deixar a criança insegura e mais propensa a se machucar em quedas ou acidentes. Tão logo seja percebida a deficiência, é importante consultar um oftalmologista para uma avaliação, exames e a prescrição dos óculos, que, normalmente, devem ser usados constantemente e revistos frequentemente, para corrigir pequenas mudanças de grau possíveis de ocorrerem de tempos em tempos.

O processo de adaptação

É comum muitas crianças rejeitarem os óculos, ainda que percebam a diferença para enxergar. Em geral, isso acontece porque elas não gostam de se sentir diferentes dos amigos. Para reverter essa situação, é interessante que participem da escolha do modelo, apresentando a elas algumas opções para que selecionem os óculos preferidos.

“Isso é importante para que a criança se sinta ‘dona’ dos óculos. Outra medida fundamental é criar uma rotina, colocando os óculos logo que acordar e retirar apenas ao tomar banho e dormir, além de recompensar o uso com atividades ou vantagens que a criança goste ou queira”, explica o Dr. Fabio. Caso a criança ainda tenha dificuldade, uma opção é que outras pessoas do círculo social também usem óculos ou pelo menos armações, mesmo que sem grau.

Como escolher os óculos?

A criança normalmente não toma muito cuidado com seus óculos e, sendo assim, o ideal são armações mais resistentes e/ou maleáveis (acetato ou silicone/nylon). A adaptação dos óculos no rosto da criança, que ainda não tem a base nasal completamente desenvolvida, é outro fator relevante. “Os pais ou responsáveis devem checar a armação no rosto no momento da compra para assegurar que fique bem ajustada, sem cair ou cobrir os olhos, seja para cima ou para os lados”, diz o especialista.

Para as aulas de educação física, os modelos de silicone, geralmente mais macios, são os mais indicados. Entretanto, dependendo do grau, a criança pode retirar os óculos para o exercício. Já para os que praticam esportes de competição, há armações específicas, com lentes especiais e espumas para evitar traumatismos.

Em caso de alteração ou dúvidas quanto às condições oculares ou visuais, procure um oftalmologista o quanto antes. “O acompanhamento médico deve acontecer desde o início, com uma primeira avaliação dentro do primeiro de vida, de preferência entre 4 e 8 meses, e a partir de então, a cada ano. Assim, a família pode assegurar um desenvolvimento visual saudável para a criança”, finaliza o médico.

 

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606.

Destaque

Verdejante promove Primeiro Encontro Regional de Bacamarteiros

Publicado

em

Neste sábado (24), a Prefeitura de Verdejante, através da Diretoria de Cultura, promoveu o Primeiro Encontro Regional de Bacamarteiros do município. O evento contou com a presença de grupos de Bacamarteiros de diversas cidades, incluindo São João (PE), Palmares (PE), Abreu e Lima (PE), São José do Belmonte (PE), Salgueiro (PE), Triunfo (PE), Serra Talhada (PE), Santa Cruz da Baixa Verde (PE), Caruaru (PE), Princesa Isabel (PB) e Capelas (SE).

Durante o encontro, o Prefeito Haroldo Tavares entregou certificados e medalhas aos participantes. A iniciativa representa um importante momento de valorização da cultura regional, promovendo a integração entre os grupos de Bacamarteiros e fortalecendo os laços culturais na região.

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Destaque

Prefeito Dr. Marcones Sá assina Ordem de Serviço para requalificação da UPA 24h Eduardo Campos em Salgueiro

Publicado

em

O prefeito de Salgueiro, Dr. Marcones Sá, deu um passo significativo em direção à melhoria da saúde na cidade ao assinar a ordem de serviço para a requalificação da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h – Eduardo Campos.

A cerimônia, realizada nesta sexta-feira (23), contou com a presença de importantes colaboradores que estão desempenhando um papel fundamental neste projeto. O Deputado Federal Pedro Campos, o Deputado Estadual Jarbas Filho e o Senador Fernando Dueire foram destacados pelo prefeito como peças-chave na garantia dos recursos necessários para concretizar esse investimento crucial em saúde pública.

A requalificação da UPA 24h Eduardo Campos é um passo significativo para aprimorar os serviços de saúde em Salgueiro. O prefeito expressou seu entusiasmo, afirmando que essa iniciativa será transformadora e proporcionará um suporte ainda maior à população.

Com previsão de conclusão em 45 dias, a obra promete trazer melhorias substanciais na infraestrutura e nos serviços da UPA. O prefeito Dr. Marcones Sá enfatizou o compromisso da administração municipal em priorizar a saúde e bem-estar dos cidadãos salgueirenses.

A requalificação da UPA 24h Eduardo Campos é mais do que uma obra física; é um investimento no cuidado e na qualidade de vida da comunidade. A administração municipal está empenhada em proporcionar serviços de saúde de excelência, e esta iniciativa reflete esse comprometimento.

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Destaque

Juíza confirma liminar que impediu Prefeitura de Salgueiro de fazer paralisação e condena município a pagar despesas processuais

Publicado

em

A juíza Ticiana Rafael Xenofonte Peixoto de Oliveira emitiu nesta sexta-feira, 23, a sentença sobre a Ação Popular impetrada pelo advogado Rafael Ramos em agosto de 2023, que impediu a Prefeitura de Salgueiro de fazer uma paralisação de 24 horas, sob a alegação de queda nos repasses do FPM (Fundo de Participação dos Municípios). Ticiana confirmou a liminar, destacando que a paralisação era ilegal e arbitrária, porque não existe ferramenta jurídica que autorize a paralisação da máquina pública.

“Não existe ferramenta jurídica que autorize a paralisação da máquina pública, ainda mais com base em motivação absolutamente desprovida de fundamento constitucional. A autonomia é valor voltado à defesa do ente federativo frente à atuação de outras entidades políticas, não ao ataque ao cidadão que necessita dos serviços públicos em pleno funcionamento. Não se exercita a autonomia longe das estritas linhas do princípio da legalidade, ainda mais considerada a acepção voltada à atividade administrativa”, destacou a juíza.

“Ante o exposto, julgo procedente o pedido com fito de anular o Decreto n° 151, de 29 de agosto de 2023, por meio do qual determinava o fechamento de todas as repartições públicas da administração direta e indireta do Poder Executivo municipal, no dia 30 de agosto de 2023, em adesão à denominada ‘Greve dos Prefeitos’, razão pela qual confirmo a liminar outrora proferida, assim como promovo a extinção do processo em resolução do mérito. Condeno o Município de Salgueiro nas custas e demais despesas processuais, bem como aos honorários advocatícios de R$ 1.500”, sentenciou a magistrada.

Por Alvinho Patriota

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo
Propaganda

Trending

Fale conosco!!