Conecte-se Conosco

Brasil

Deputada propôs a Moro acertar com Bolsonaro vaga de ministro no STF: ele ‘vai cair se o sr. sair’

Publicado

em

[responsivevoice_button voice=”Brazilian Portuguese Female”]

Troca de mensagens ocorreu em 23 de abril e, em resposta, Moro disse a Carla Zambelli que já havia conversado com Bolsonaro naquele dia, acrescentando não estar ‘à venda’. Troca de mensagens foi incluída em inquérito que apura se Bolsonaro interferiu na PF.

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) enviou uma mensagem em 23 de abril ao então ministro da Justiça, Sergio Moro, sugerindo a ele que conversasse com o presidente Jair Bolsonaro. O objetivo da conversa, segundo ela, seria fazer com que Bolsonaro garantisse a Moro uma indicação para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Na mesma troca de mensagens, Carla Zambelli disse a Moro: “Bolsonaro vai cair se o Sr sair”. Em resposta, Moro disse a Zambelli que já havia falado com Bolsonaro naquele dia. Na sequência das mensagens, Moro disse à deputada que não está “à venda”.

A troca de mensagens foi incluída no inquérito que apura se Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal.

Em 24 de abril, quando anunciou demissão do cargo de ministro, Moro disse que Bolsonaro interferiu na PF ao demitir o então diretor-geral do órgão, Maurício Valeixo, e insistir na troca do comando da PF no Rio de Janeiro.

Na ocasião, Bolsonaro negou as acusações. Disse que Moro afirmou a ele aceitar a troca de Valeixo desde que a mudança ocorresse em novembro, quando, segundo Bolsonaro, Moro gostaria de ser indicado para o STF. O ministro Celso de Mello deixará o tribunal em novembro, quando completa 75 anos.

Leia a troca de mensagens entre Carla Zambelli e Sergio Moro no dia 23 de abril:

Carla Zambelli: “Ministro, por favor, me ouça só um pouco”

Sergio Moro: “ola”

Carla Zambelli: “O Sr é muito maior que um cargo”

Carla Zambelli: “O Brasil depende do sr estar no MJ”

Carla Zambelli: “Bolsonaro vai cair se o Sr sair”

Carla Zambelli: “Entendo sua frustração”

Carla Zambelli: “Pelo amor de Deus, me deixe ajudar.”

Carla Zambelli: “Vamos amanhã marcar 07h00 com o PR lá no Alvorada”

Carla Zambelli: “A gente conversa e ele lhe garante a vaga no STF este ano”

Sergio Moro: “Já falei com ele hoje”

Carla Zambelli: “E o Sr fica só para não criarmos esta crise”

Carla Zambelli: “Vcs ganharam sozinhos”

Carla Zambelli: “Vcs 2 são 2 bicudos”

Carla Zambelli: “O Sr é frio e ele é orgulhoso”

Carla Zambelli: “Talvez tendo uma 3a pessoa, a gente consiga resolver”

Carla Zambelli: “Me deixa tentar, pelo amor de Deus”

Carla Zambelli: “Eu lhe acompanho há anos”

Sergio Moro: “Prezada, vamos aguardar.”

Carla Zambelli: “Já fui presa defendendo as suas ideias e ideiais”

Carla Zambelli: “Por favor, ministro, aceite o Ramage”

Carla Zambelli: “É vá em setembro para o STF”

Carla Zambelli: “Eu me comprometo a ajudar”

Carla Zambelli: “A fazer o JB prometer”

Sergio Moro: “Prezada, não estou a venda”

O Planalto que pediu’

Também no dia 23 de abril, Carla Zambelli enviou uma mensagem a Moro informando que estava na sede do Ministério da Justiça. Na sequência, pediu a ele “5 minutos” para uma conversa.

Em várias das mensagens, a deputada atuou como interlocutora de Bolsonaro. Zambelli enviou mensagens como “o PR propôs o seguinte” e “o Planalto que pediu”.

Carla Zambelli: “Tô aqui no MJ”

Carla Zambelli: “No seu andar”

Carla Zambelli: “Por favor, me dá 5 mimutos”

Carla Zambelli: “Por fabpr”

Carla Zambelli: “Deixa só eu falar com vc”

Carla Zambelli: “Estou com o Lucas”

Carla Zambelli: “Deixa eu entrar só 5 minutos”

Carla Zambelli: “O Planalto que pediu, mas estou vindo não como parlamentar”

Carla Zambelli: “Mas como sua admiradora”

Carla Zambelli: “Pelo NasRas”

Carla Zambelli: “Há 6 anos te defendo”

Carla Zambelli: “Me ouve só um pouco”

Carla Zambelli: “Tudo o que os criminosos querem é a sua saída”

Carla Zambelli: “Não dê esse gosto a eles, por favor”

Carla Zambelli: “O Brasil precisa de vc”

Sergio Moro: “Se o PR anular o decreto de exoneração, ok”

Carla Zambelli: “Vou lá tentar falar com ele”

Troca no comando da PF

Em 17 de abril, houve uma outra troca de mensagens entre Carla Zambelli e Sergio Moro. Ao se dirigir ao então ministro, a deputada disse que seria “100%” sincera e questionou a Moro se Maurício Valeixo, então diretor-geral da PF, era o “homem certo” para o cargo.

Na opinião de Zambelli, a delegada da PF Erika Marena, que atuou na Lava Jato, “arrebentaria” no comando da corporação.

Carla Zambelli: “Ministro, como usual, vou usar de 100% de sinceridade. O Dr. Valeixo é o homem certo para dirigir a PF? A Erika Marena e o Edu Mauat sempre apontaram coisas sobre as atitudes dele na lava jato. Uma mudança agora seria muito bem vinda. Há a lista tríplice…. a Erika arrebentaria lá na DG…. Os casos da lava jato no Congresso precisam andar. Por favor, faça algo, urgente.”

Sergio Moro: “O Valeixo manteve a prisão do Lula diante da ordem ilegal de soltura do Des. la do RS. Se algo demora da LV no stf não é pela PF mas de outras pessoas.”

Carla Zambelli: “Converse olho no olho com o PR e explique tudo isso….. por favor, Ministro. Pergunte onde ele quer ajudar, abra a comunicação.”

Sergio Moro: “Já foi falado um milhão de vezes”

Carla Zambelli: “Ontem ele me disse que vc era desatmamentista. Acho que vcs tiveram alho recente. E ele não confia no Valeixo…..”

Sergio Moro: “Bem, acho que ele deveria confiar em mim”

Carla Zambelli: “Deveria…….”

Depoimentos no inquérito

Moro, Zambelli e Maurício Valeixo, além de outras pessoas, já prestaram depoimento no inquérito.

Entre outros pontos, Moro disse que Bolsonaro queria trocar o comando da PF do Rio e se dirigiu ao então ministro da seguinte maneira: “Você tem 27 superintendências, eu quero apenas uma“.

Carla Zambelli, por sua vez, disse que Bolsonaro não confiava em Valeixo, ex-diretor-geral, porque Sergio Moro é “desarmamentista”.

Valeixo, também em depoimento, disse que Bolsonaro queria alguém com “maior afinidade” no cargo.

(Por Camila Bomfim, Lucas Salomão e Filipe Matoso, TV Globo e G1 — Brasília)

 

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Brasil

Lula disse que não quer ‘confusão’ na Petrobras, afirma Magda Chambriard, em posse

Publicado

em

A presidente da Petrobras, Magda Chambriard, disse nesta quarta-feira (19) durante a cerimônia de posse na empresa, que o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, lhe deu a missão de movimentar a Petrobras, porque a empresa é capaz de movimentar o PIB nacional. Segundo Magda, em contato com Lula, quando do convite ao cargo, ele disse que “não queria confusão na empresa”.

MISSÃO DE LULA

“Aproveito a oportunidade para contar a encomenda que me foi dada pelo presidente. A missão dada pelo presidente foi a de movimentar a Petrobras, porque ela impulsiona o PIB do País. Ele me pediu para gerir a Petrobras com respeito à sociedade brasileira”, disse ela. “Ele (Lula) me disse que tem grande carinho pela Petrobras, que a sociedade brasileira ama a Petrobras, e que não quer confusão nessa empresa”, continuou.

Continue lendo

Brasil

Operação da PF busca identificar financiadores de atos golpistas

Publicado

em

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quinta-feira (20), nova etapa da Operação Lesa Pátria, com o objetivo de identificar pessoas que “financiaram e fomentaram” os atos golpistas de 8 de janeiro, quando as sedes dos Três Poderes em Brasília foram invadidas e depredadas.

De acordo com a PF, a nova fase da operação cumpre 15 mandados de busca e apreensão e 12 de busca pessoal em Goiás (4), Mato Grosso do Sul (4) e Santa Catarina (19).

Foi determinada a indisponibilidade de bens, ativos e valores dos investigados, uma vez que as estimativas dos danos causados ao patrimônio público podem chegar a R$ 40 milhões.

“Os fatos investigados constituem, em tese, crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido”, informou a PF.

Fonte: Agência Brasil

 

 

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Brasil

CCJ aprova projeto que autoriza funcionamento de cassinos no Brasil

Publicado

em

A Comissão de Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou nesta quarta-feira (19), por 14 votos a 12, o projeto de lei que autoriza o funcionamento de cassinos e bingos no Brasil, legaliza o jogo do bicho e permite apostas em corridas de cavalos. O texto segue agora para votação no Plenário do Senado.

O PL 2.234/2022, já aprovado pela Câmara dos Deputados, recebeu voto favorável do relator, o senador Irajá (PSD-TO), que acolheu emendas sugeridas e propôs ajustes.

Na reunião, o senador Irajá mencionou que os países que “regulamentaram com responsabilidade” os jogos e apostas tiveram crescimento social e econômico, com o aumento do fluxo de turistas. O relator afirmou que os investimentos a partir da aprovação do projeto podem chegar a R$ 100 bilhões, com a geração de cerca de 1,5 milhão de empregos diretos e indiretos. A arrecadação potencial por ano, segundo ele, seria de R$ 22 bilhões, divididos entre os estados, os municípios e a União.

— Não podemos mais perder essa grande oportunidade que outros países concorrentes já entenderam e enxergaram de gerar emprego, renda e impostos, que serão evidentemente revertidos em benefícios ao povo brasileiro nas áreas mais essenciais, como a saúde, educação, social e infraestrutura — disse.

Segundo o relator, os vários tipos de jogos atualmente considerados ilegais teriam movimentado algo entre R$ 14,3 bilhões e R$ 31,5 bilhões em 2023. A estimativa considerou como base dados do ano de 2014 com a atualização da inflação.

“Mesmo na contravenção, os jogos de azar já constituem uma atividade econômica relevante e, como tal, devem estar sujeitos à regulamentação pelo Estado”, argumenta o senador. Para ele, submeter os jogos ao controle do estado permitirá mitigar “eventuais vínculos entre os jogos de azar e o crime organizado”.

A proposta está em análise no Senado desde 2022. O texto original foi apresentado na Câmara em 1991. Parlamentares contrários ao texto afirmam que o projeto pode incentivar a ludopatia (vício em jogos) e crimes, como lavagem de dinheiro, tráfico e prostituição.

Por Agência Senado

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo
Propaganda

Trending

Fale conosco!!