Conecte-se Conosco

Cultura

Documentário de 70 anos do Príncipe Charles não cita Princesa Diana

Publicado

em

Para a imprensa britânica, a omissão do nome de Lady Di chega a ser um absurdo, levando em conta o impacto da presença dela na vida do futuro rei

Um documentário produzido para a celebração dos 70 anos do Príncipe Charles está causando polêmica no Reino Unido antes mesmo do seu lançamento. Isso porque a produção do canal de TV ‘BBC’ sequer menciona a Princesa Diana, ex-mulher de Charles e mãe dos príncipes Harry e William. A informação é do jornal ‘Daily Express’, que teve acesso ao roteiro da obra.

O filho da Rainha Elizabeth foi casado com Diana entre 1981 e 1996. A celebração da união foi chamada de “o casamento do século”, mas o relacionamento terminou em um divórcio tumultuado. Logo após a separação, Charles assumiu seu relacionamento com Camila Parker, com quem está casado desde 2005. A Princesa Diana morreu em um acidente de carro em Paris, em 1997.

Chamado de ‘Príncipe, Filho e Herdeiro: Charles aos 70’, o documentário afirma ser um “retrato íntimo e revelador do mais longevo herdeiro do trono, que ainda sente ter muito a fazer”, segundo a ‘BBC’.

Para a imprensa local, a ausência do nome de Diana na obra chega a ser um absurdo, levando em conta o impacto da presença dela na vida do futuro rei. Os assessores da família real e os produtores do documentário ainda não se manifestaram publicamente sobre o caso.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Cultura

Já chegou à Netflix documentário sobre Beyoncé

Publicado

em

‘Homecoming’ mostra os bastidores dos shows do Festival Coachella de 2018.

Os assinantes da Netflix já podem assistir ao documentário ‘Homecoming’, sobre a cantora Beyoncé. O documentário mostra os bastidores dos shows de Beyoncé no Coachella em 2018. O espetáculo foi um dos primeiros shows da estrela depois do nascimento de seus gêmeos, Rumi e Sir Carter.

Em ‘Homecoming’ os fãs poderão saber como foi todo o processo criativo por detrás do concerto e toda a preparação física pela qual Beyoncé teve de passar para estar pronta para o Coachella.

Por Notícias ao Minuto

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Cultura

Petrobras apoia exposição e curso gratuitos sobre animação no MAM

Publicado

em

Hernani Heffner salientou que a animação não tem uma grande filmografia dentro do cinema brasileiro

Mantenedora do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM), a Petrobras escolheu a animação brasileira como tema da mostra gratuita que será inaugurada no próximo dia 24 naquele equipamento cultural. A exposição permanecerá aberta ao público até o dia 30 deste mês. Na semana seguinte, entre os dias 6 e 10 de maio, o museu realizará em suas instalações curso também gratuito sobre animação, ministrado pelo conservador-chefe da Cinemateca do museu, Hernani Heffner.

Em entrevista à Agência Brasil, Heffner salientou que a animação não tem uma grande filmografia dentro do cinema brasileiro, embora tenha crescido muito nos últimos anos. Na mostra, estarão em exibição 21 curtas e sete longas, incluindo o filme de Humberto Mauro O Dragãozinho Manso, representativo dos primórdios da animação no país. “É uma mostra muito pequena, mas que a gente acredita seja representativa de uma certa trajetória da animação brasileira, do quanto ela é técnica e artisticamente muito significativa, do quanto ela cresceu nos últimos tempos ao ganhar prêmios internacionais”.

A ideia é frisar que existe uma tradição da animação brasileira e que houve também um crescimento muito grande nos últimos tempos, além de diversificação dessa animação. Hernani Heffner afirmou que nessa diversificação estão as animações para adultos, caso do “Rock e Hudson”, de Otto Guerra, de 1994, por exemplo. O prestígio da animação brasileira se consolidou com a indicação ao Oscar de Animação para “O Menino e O Mundo” e a retrospectiva de sua trajetória no Festival de Annecy, em 2018, indicou Heffner.

O conservador-chefe da Cinemateca do MAM destacou também o aumento da qualidade da animação nacional pela premiação, pela repercussão e impacto, sobretudo nos últimos cinco anos. “E com isso chamar a atenção para a existência desse universo que às vezes tem festivais muito importantes, como o Anima Mundi, mas que eventualmente não se traça um panorama um pouco mais aberto e não se associa a um curso que vai suceder à mostra, já em maio”.

O curso tem a pretensão de discutir mais aspectos técnicos e conceituais do que seria cinema de animação no Brasil, porque o grande público tem, às vezes, uma referência de animação que não está relacionada à tradição nacional, que não é calcada nos filmes de Walt Disney, nem na Pixair, nem no antigo Leste Europeu, disse Heffner. “Você tem animadores brasileiros que trabalhavam a partir de papel de embrulho, papel de pão. É o caso do Still”, informou, referindo-se a Pedro Ernesto Stilpen, mais conhecido como Still.

O objetivo do curso é tentar discutir o que é a ideia da animação para fugir um pouco de referências mais tradicionais e enraizadas mas que, na verdade, não dão conta de todo o universo da animação que ela pode abarcar. O curso vai abordar a trajetória da animação no Brasil e fazer uma discussão mais conceitual, segundo informou Hernani Heffner. “Tentar alargar a ideia de animação que o público tem na cabeça”. O conservador-chefe da Cinemateca esclareceu que a partir do próprio conceito mais abrangente e geral da animação, o curso permitirá aos participantes a possibilidade de reconhecer outras técnicas, premissas e estéticas desse ramo do cinema.

“E perceber que a animação é um universo tão grande como a possibilidade de utilizar técnicas clássicas ou visuais, sejam ou não oriundas da pintura, sejam aquelas que o próprio cinema pode vir a criar, na medida em que você faz, por exemplo, ‘stop motion’ com uma câmera e não com um desenho. Tem milhões de possibilidades e eu acho que é importante chamar a atenção para isso”. ‘Stop motion’ é uma técnica de animação usada com recursos de uma máquina fotográfica ou de um computador.

O curso Petrobras Traço Animado vai oferecer 180 vagas ao público. As inscrições estão abertas e podem ser feitas no ‘e-mail’ atendimento@mamrio.org.br ou pelo link e se encerram no dia 30 de abril. As aulas acontecerão no horário das 14h às 17h, diariamente, e terão os seguintes temas: Animação Brasileira, Uma História Cultural; Fases Históricas e Fontes Artísticas; Técnicas e Estilos; Autoria, Estética, Teoria; Animação Brasileira e Cinema Brasileiro, uma aproximação (ou não?). Segundo Hernani Heffner, acabando a exposição, as pessoas “já podem mergulhar na animação”. Com informações da Agência Brasil

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

 

Continue lendo

Cultura

Camila Cabello é escolhida para ser Cinderela em novo filme

Publicado

em

A cantora, de 22 anos, vai iniciar a sua carreira na indústria cinematográfica

Aos 22 anos, a cantora Camila Cabello conseguiu conquistar o público nos quatro cantos do mundo através de seu trabalho. Depois de integrar a banda Fifth Harmony, a artista passou a se dedicar a carreira solo e em pouco tempo se tornou um ícone na música pop. Agora, a estrela se prepara para estrear no Cinema!

A cantora foi escalada para o papel de Cinderela, na obra que será idealizada pelo apresentador James Corden, com realização de Kay Cannon.

Camilla participará também como interprete das canções da trilha sonora do longa-metragem. Até ao momento, ainda não é conhecida a data de estreia.

Por Notícias ao Minuto

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending