Conecte-se Conosco

Política

Em Triunfo, Luciano Bonfim vai disputar a Prefeitura pelo Avante

Publicado

em

O partido Avante filiou, na última sexta-feira (1º), na sua sede em Recife, uma grande liderança política do Sertão pernambucano. Trata-se de Luciano Bonfim, ex-prefeito da cidade de Triunfo.

Já se sentindo em casa na nova sigla, Luciano Bonfim acertou com o deputado federal Sebastião Oliveira que será o candidato da sigla à sucessão do prefeito João Batista.

De acordo com o presidente do Avante, em Pernambuco, Waldemar Oliveira, o foco é formar chapas fortes em todas as regiões do estado. Segundo ele, Triunfo está dentre as prioridades do partido nas eleições do próximo ano.

Conquistar a Prefeitura de Triunfo está no planejamento do partido. A filiação de Luciano Bonfim representa o fortalecimento do Avante. Ele foi um excelente prefeito e voltará a ser a partir de janeiro de 2021. É o que a população deseja”, frisou Waldemar.

Por Blog Ponto de Vista

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Política

Congresso retira R$ 1,7 bilhão de saúde e educação para gastarem nas eleições

Publicado

em

O principal alvo, no entanto, foi o Fundo Nacional de Saúde, que receberá menos dinheiro, por exemplo, para o Farmácia Popular (corte de R$ 70 milhões).

A comissão do Congresso responsável pelo Orçamento aprovou na última quarta-feira (4) um relatório preliminar que aumenta para R$ 3,8 bilhões o fundo eleitoral em 2020, quando ocorrem as eleições municipais.

O valor é considerado muito alto por vários especialistas e só foi possível após cortes na verba de diversos ministérios, mas principalmente em áreas com impacto social como saúde e educação.

Se mantido esse valor, o fundo será mais que o dobro em relação a 2018. O corte nos ministérios foi de 1,7 bilhão de reais.

O Congresso já prevê redução de R$ 1,7 bilhão em saúde, educação e infraestrutura. Desse montante, os maiores cortes foram em saúde (R$ 500 milhões), infraestrutura e desenvolvimento regional (R$ 380 milhões), que inclui obras de habitação e saneamento. A redução em educação também foi expressiva, chegando a R$ 280 milhões.

O programa oferece remédios gratuitos à população de baixa renda. Recursos do Minha Casa, Minha Vida, que já passa por um processo de desmonte, não foram poupados e o programa também perdeu R$ 70 milhões.
A nova medida ainda será votada no relatório final na Comissão Mista do Orçamento. Depois, o plenário do Congresso analisará a proposta no dia 17 de dezembro. Se o Congresso não recuar, o presidente Jair Bolsonaro terá dificuldade de vetar trechos do projeto. (Do Portal de Prefeitura)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Política

Dirceu não queria Ana no TCU

Publicado

em

Não sei os motivos nem quem deu a orientação para o governador Paulo Câmara (PSB) dividir a mesma ceia na casa do deputado Wolney Queiroz (PDT), quarta-feira passada, em Brasília, para, dentre outros assuntos, preparar a munição a ser usada numa bomba atômica capaz de transformar em pó a pré-candidatura da petista Marília Arraes à Prefeitura do Recife.

O ex-governador Eduardo Campos, criador da criatura empostada no poder, odiava o capitão da turma da roubalheira de Lula, chefe da quadrilha. Foi Dirceu, por exemplo, que articulou a candidatura do ex-ministro Aldo Rebelo, para concorrer com Ana Arraes, mãe de Eduardo, a vaga de ministra do Tribunal de Contas da União.

Pego de surpresa e sentindo-se traído, Eduardo teve que fazer do limão uma limonada, nas articulações que empreendia com maestria, para emplacar a mãe, capítulo de uma página vitoriosa na sua ascensão nacional.(Por Magno Martins)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Política

No Twitter criticam Freixo por voto para aprovação do pacote anticrime

Publicado

em

O motivo é a revolta de usuários com o voto dado nesta quarta-feira, 4, em favor da aprovação do pacote anticrime

No começo da tarde desta quinta-feira, 5, o nome do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) chegou ao primeiro lugar na lista dos assuntos mais tuitados no Brasil. O motivo é a revolta de usuários com o voto dado nesta quarta-feira, 4, em favor da aprovação do pacote anticrime proposto pelo ministro da Justiça, Sergio Moro.

“O voto favorável de Marcelo Freixo ao pacote Moro não será esquecido”, escreveu uma usuária. Nesta tarde, o deputado publicou um vídeo no qual explica o voto, e também tuitou a respeito. “Só havia duas opções na votação do Pacote Moro: aprovar o texto alternativo, que derrubou as medidas mais desastrosas do ministro, como a excludente de ilicitude, ou aprovar o texto original, cheio de aberrações. Votamos pra derrotar os abusos do ministro”, se defendeu Freixo.

No Twitter, usuários comparam a situação do deputado com a vivida meses atrás pela também deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP), muito criticada nas redes sociais por ter votado a favor da reforma da Previdência proposta pelo governo Jair Bolsonaro.

O pacote anticrime proposto por Moro foi aprovado na quarta-feira por ampla maioria da Câmara – recebeu 408 votos. Apesar da aprovação, o texto que passou não inclui várias propostas originais, como a que ampliava o excludente de ilicitude e a que criava o mecanismo do “plea bargain”, instrumento jurídico que permite ao acusado de um crime cumprir uma pena mais branda mediante confissão, sem que seja necessário o processo judicial.

Ao se explicar nas redes sociais, Freixo argumentou que a aprovação de um projeto anticrime esvaziado significa uma derrota política para o governo.

“Ou era o texto do grupo de trabalho, com esses avanços e manutenção de algumas derrotas, ou era o texto do pacote Moro, que era o Estado penal, com excludente de ilicitude. A gente poderia perder. Nesse sentido foram muito importantes os 408 votos para garantir este texto e caracterizar uma derrota para a proposta do Sérgio Moro. Por isso meu voto foi sim”, disse Freixo.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending