Conecte-se Conosco

Mundo

Embaixada dos EUA pede que cidadãos americanos fiquem longe de manifestações a favor de Bolsonaro

Publicado

em

A Embaixada dos Estados Unidos no Brasil enviou comunicado a todos os cidadãos norte-americanos que vivem no Brasil alertando para que fiquem longe das manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro no Sete de Setembro.

Na avaliação da embaixada, os riscos de confrontos violentos entre grupos rivais são grandes. Em São Paulo, por exemplo, estão marcadas manifestações na Avenida Paulista, a favor de Bolsonaro, e no Vale do Anhangabaú, contra, distantes pouco mais de três quilômetros.

O alerta da embaixada foi publicado em primeira mão pelo colunista Ancelmo Gois, de O Globo. Integrantes da representação norte-americana no Brasil dizem não ver qualquer possibilidade de golpe militar no Brasil, mas admitem um longo período de turbulência política.

Para os Estados Unidos, as instituições brasileiras são muito fortes e não deixarão que aventuras golpistas prosperem. A maior potência do mundo também acredita que as Forças Armadas brasileiras não atuarão além das quatro linhas da instituição.

Em nota enviada, a embaixada diz que ela e os Consulados dos Estados Unidos no Brasil “têm a responsabilidade de informar os cidadãos norte-americanos sobre eventos relevantes ocorridos em suas redondezas”.

E acrescenta: “Nossos avisos de rotina fornecem informações sobre os eventos atuais e os ajudam a decidir sobre suas próprias atividades. Esses alertas não refletem de forma alguma qualquer interpretação dos aspectos políticos, mas reiteram a orientação pública de longa data aos cidadãos norte-americanos”.

Por Correio Braziliense

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Mundo

Rainha Elizabeth 2ª tem túnel secreto que liga palácio a bar em Londres

Publicado

em

O duque de York, Jack Brooksbank, casado com Eugene Victoria, neta da rainha Elizabeth 2ª, 95, revelou que existe um túnel secreto que liga o Palácio de St. James, uma das moradias oficiais da monarca, ao Duke’s Bar, um dos bares históricos de Londres.

Brooksbank revelou a passagem secreta ao colunista real Richard Eden, do jornal Daily Mail. Ele viveu no palácio com Eugene por cerca de 10 anos, até o casamento em 2018, quando o casal real se mudou para Windsor.

Ele afirmou que adoraria usar o túnel, porém nunca o fez. Na conversa, o duque também não revelou se a rainha costuma frequentar o local. O Duke’s Bar fica no hotel cinco estrelas Duke’s Hotel, localizado em frente a Clarence House, residência oficial do príncipe Charles, 72.

Recentemente, a rainha recebeu orientações médicas para reduzir o consumo de álcool. Segundo a revista Vanity Fair, apesar de a monarca ter boas condições de saúde, os médicos afirmaram que ela deveria deixar de beber seus drinks.

“Disseram à rainha que desistisse de sua bebida noturna, geralmente um martíni”, contou uma fonte próxima à família real britânica. “O álcool acabou. Os médicos querem ter certeza de que ela está o mais saudável possível e em forma”, disse outra fonte.

Segundo os dois amigos da família, a rainha poderá consumir álcool em ocasiões especiais, e a medida de cortar o consumo seria para ela se preparar para sua agenda ocupada e para as celebrações do Jubileu de Platina, em junho de 2022.

“Não é realmente um grande problema para ela, já que ela não bebe muito, mas parece um pouco injusto que, nesta fase de sua vida, ela esteja tendo que desistir de um dos poucos prazeres”, completou a fonte próxima à família.

Apesar de a rainha não ser vista bebendo em público, fontes do palácio disseram que ela costuma beber na maioria das noites, e que sua bebida favorita é o martíni seco, bebida que também é a preferida do príncipe Charles.

Além disso, ela também toma uma taça de vinho doce e uma taça de champanhe antes de dormir. No entanto, agora ela poderá beber água e refrigerantes.

(Fonte Folha de PE)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Coreia do Norte dispara míssil balístico para o mar do Japão

Publicado

em

A Coreia do Sul informou que a Coreia do Norte lançou um míssil balístico para o mar do Japão. Pyongyang tem desenvolvido vários testes com mísseis nas últimas semanas, incluindo um com armas hipersónicas e de longo alcance.

O lançamento partiu da localidade de Sinpo, no leste da Coreia do Norte, e teria sido lançado a partir de um submarino ou de uma plataforma submersa, dizem os analistas.

Alguns dos testes realizados pela Coreia do Norte estão proibidos pelas Nações Unidas, como os de mísseis balísticos e com armas nucleares.

Os mísseis balísticos são considerados mais perigosos e ameaçadores do que os misseis de cruzeiro, uma vez que podem transportar maior peso, têm mais alcance e são mais rápidos.

O míssil lançado hoje tinha sido apresentado em janeiro por Pyongyang como “a arma mais poderosa do mundo”. A Coreia do Sul também anunciou ter armamento semelhante há apenas algumas semanas, numa corrida às armas em plena Península coreana.

Tecnicamente, as Coreias continuam em guerra, uma vez que a Guerra da Coreia, que dividiu a península em dois países, terminou em 1953 com um armistício.

A informação sobre o lançamento do míssil foi confirmada por responsáveis militares da Coreia do Sul, que acreditam que o míssil em causa voou cerca de 450 quilómetros a atingiu altura de 60 quilômetros.

“Os nossos militares estão monitorando de perto a situação e mantendo uma postura de prontidão, em estreita colaboração com os Estados Unidos, de forma a preparar possíveis lançamentos”, adiantam os chefes militares em Seul, em comunicado.

O Japão já reagiu. O primeiro-ministro Fumio Kishida considera que o lançamento dos mísseis balísticos e os testes realizados por Pyongyang são “lamentáveis”.

Esforços diplomáticos

Esta não é a primeira vez que a Coreia do Norte testa um míssil a partir de uma plataforma subaquática. Em outubro de 2019, o país lançou o míssil submarino Pukguksong-3. A agência estatal de notícias KCNA informou que a ação pretendia minimizar uma “ameaça externa”.

O míssil foi lançado em trajetória vertical, mas se tivesse percorrido um percurso padrão poderia ter atingido o território da Coreia do Sul ou do Japão.

Por outro lado, os mísseis lançados a partir de submarinos ou plataformas submersas podem fazer com que esses lançamentos sejam mais difíceis de detectar de forma prematura.

Desde que Kim Jong-un assumiu a liderança, o país tem efetuado vários testes de armamento e reforçado o arsenal militar, apesar das sanções internacionais devido aos programas de armamento nuclear e de mísseis balísticos.

Sung Kim, representante especial dos Estados Unidos para questões da Coreia do Norte, tem apelado nos últimos dias às conversações diplomáticas entre os países envolvidos.

“Não temos qualquer intenção hostil em relação à Coreia do Norte e esperamos realizar um encontro” sem condições prévias, disse o diplomata ainda nsegunda-feira (19), ao final de uma reunião com um responsável norte-coreano, Noh Kyu-duk.

Em 2018, o líder norte-coreano Kim Jong-un foi o primeiro da história a se reunir com um presidente norte-americano – Donald Trump – primeiro em Singapura e depois em Hanói, já em fevereiro de 2019. Meses mais tarde, durante viagem à Ásia, Trump fez uma visita inesperada à zona desmilitarizada entre as Coreias, em junho de 2019, onde voltou a se encontrar com o líder norte-coreano.

No entanto, esses encontros foram pouco proveitosos, uma vez que não foi possível alcançar um acordo para o levantamento de sanções contra o regime norte-coreano, ou um compromisso por parte da Coreia do Norte para a contenção dos programas nuclear e de mísseis balísticos.

Desde então, nos últimos dois anos, os lançamentos e o programa de mísseis balísticos prosseguiu, apesar das dificuldades econômicas e de um bloqueio territorial no país autoimposto devido à pandemia.

Estados Unidos

As Forças Armadas dos Estados Unidos condenaram hoje o lançamento, pela Coreia do Norte, do míssil balístico disparado a partir de um submarino e apelaram a Pyongyang para “se abster de novos atos desestabilizadores”.

“Estamos cientes do lançamento [feito hoje] de manhã de um míssil balístico norte-coreano para o mar do Japão e estamos em consultas com a Coreia do Sul e o Japão”, disse, em comunicado, o comando norte-americano do Indo-Pacífico.

“[O acontecimento de hoje] não constitui ameaça imediata ao pessoal norte-americano, ao nosso território ou aos nossos aliados”, destacou.

Por:Agência Brasil

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Vaga para faxineiro no palácio de Buckingham paga até R$ 169 mil ao ano

Publicado

em

O palácio de Buckingham, no Reino Unido, anunciou que tem uma vaga aberta para a equipe de limpeza da residência oficial da Rainha Elizabeth 2ª, 95. Um pré-requisito importante para a ocupação é que atenção aos detalhes conta mais pontos do que experiência.

O escolhido (ou escolhida) terá que exercer a função de segunda-feira a domingo, contabilizando de 20 a 40 horas de trabalho por semana. A remuneração varia de acordo com o tempo de expediente, e será entre 11.300 libras esterlinas e 22.600 libras esterlinas ao ano (correspondente a R$ 84.716,10 e R$ 169.432,20, respectivamente).

De acordo com o Daily Mail, o candidato selecionado será responsável pela limpeza e manutenção de vários dos famosos interiores do grande imóvel e também prestará suporte em eventos que aconteçam no local. O palácio procura alguém que seja pró-ativo, com boa capacidade de gestão do tempo e que “não se importe de fazer malabarismos com uma carga de trabalho ocupada”.

A posição cobre uma ampla gama de funções nos 77.000 m² do palácio e seus 775 quartos. Os interessados devem se inscrever até dia 20 de outubro. “Esta é a sua oportunidade de usar seu entusiasmo e paixão para entregar o excepcional’, diz trecho do anúncio.

Nesta sexta-feira (15), príncipe William, 39, surpreendeu ao responder perguntas de internautas no Instagram. Em um dos questionamentos, um seguidor o convidou para vir ao Brasil, e o duque de Cambridge afirmou que “adoraria”.

“Há anos que desejo ir para lá e agora vou me dar uma boa desculpa para ir e ver Dani Alves, membro do conselho que está fazendo um trabalho fantástico”, disse William em referência ao projeto Earthshot Prize, premiação lançada por ele para reconhecer pessoas e iniciativas que tentam salvar o planeta.

(Fonte Mundo ao Minuto)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending