Conecte-se Conosco

Tecnologia

Hackers com sonar descobrem senha de celular sem que o dono perceba

Publicado

em

Dispositivos biométricos para o destravamento, como reconhecimento facial ou a aplicação de impressão digital, devem diminuir eficácia desse tipo de prática

Existem aproximadamente 400 mil combinações possíveis para aquela senha gestual na tela do smartphone. Ainda assim, 20% dos usuários optam por apenas 12 padrões em comum.

Tal informação se torna mais preocupante com o estudo de pesquisadores da Universidade de Lancaster, no Reino Unido, que demonstra como furtar a senha gestual de smartphones utilizando apenas o sistema de microfone e alto-falante do aparelho.

Batizada de SonarSnoop, a técnica utilizada é como a de um sonar, com a emissão de ondas acústicas e a recepção de seus ecos. Sim, os pesquisadores conseguiram rastrear os movimentos dos dedos na tela de um smartphone analisando apenas os ecos.

A SonarSnoop reduz em cerca de 70% o número de padrões de senha que um invasor precisa utilizar, e isso pode ser feito sem que a vítima saiba que está sendo hackeada.

Não há motivo para alarmismo, no entanto – não existem relatos de algum golpe sendo aplicado dessa maneira. Mas o grupo mostrou a vulnerabilidade do sistema.

Uma vez que os smartphones mais novos costumam apresentar dispositivos biométricos para o destravamento, como reconhecimento facial ou a aplicação de impressão digital, a tendência é que a eficácia desse tipo de ataque diminua.

De qualquer forma, caso você utilize algum dos padrões ao lado em seu smartphone, vale ao menos mudar para uma senha menos manjada a fim de preservar a sua privacidade.

Por Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.


Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Tecnologia

Coração é impresso em 3D em Israel a partir de tecido humano

Publicado

em

O estudo abre caminho para a realização de transplantes sem risco de rejeição

Cientistas da Universidade de Tel Aviv, em Jerusalém, apresentaram um coração vivo feito a partir de tecido humano com uma impressora 3D.

O estudo, publicado na revista Advanced Science, abre caminho para a realização de transplantes sem risco de rejeição, já que o órgão é feito com células do próprio paciente.

“Já haviam conseguido imprimir em 3D a estrutura de um coração, mas esta é a primeira vez que alguém consegue projetar e imprimir um coração inteiro, repleto de células, vasos sanguíneos, ventrículos e câmaras”, disse ontem (15) o professor Tal Dvir, que liderou a pesquisa, ressaltando que o coração está completo, vivo e palpitando.

“Realizamos uma pequena biópsia de tecido adiposo do paciente, removemos todas as células e as separamos do colágeno e de outros biomateriais, as reprogramamos para que fossem células-tronco e, então, as diferenciamos para que sejam células cardíacas e células de vasos sanguíneos”, detalhou.

O protótipo de coração tem cerca de três centímetros, o equivalente ao tamanho do órgão de um coelho ou de uma cereja.

No momento, as células podem se contrair, mas o coração completo não bombeia. “Ainda é muito básico”, disse Dvir.

De acordo com o pesquisador, é preciso desenvolvê-lo mais, para conseguir um órgão que possa ser transplantado para um ser humano.

“O próximo passo é amadurecer essas células e ajudá-las para que se comuniquem entre elas, de forma que se contraiam juntas. É preciso ensinar as células a se comportarem adequadamente”, explicou.

“Depois, teremos outro desafio, que é conseguir desenvolver um coração maior, com mais células. Temos que descobrir como criar células suficientes para produzir um coração humano”, acrescentou.

Futuramente, a equipe liderada por Dvir planeja transplantar os corações em pequenos animais, como coelhos e ratos.

“Talvez, em dez anos, haja impressoras de órgãos nos melhores hospitais do mundo, e esses procedimentos sejam conduzidos rotineiramente”, finalizou Dvir. Com informações da Agência Brasil

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Tecnologia

Samsung pode lançar versão ‘Pro’ do Galaxy Note 10

Publicado

em

Tudo indica que a empresa sul-coreana venha lançar novo modelo

página ‘Ice Universe’ fez uma publicação no Twitter onde acabou reforçando os rumores que a Samsung lançará dois modelos do seu próximo super aparelho, o Galaxy Note 10.

Segundo a publicação o “Note10 Pro” será a versão mais completa do dispositivo que acompanhará o esperado Note10. Vale lembrar que não é conhecida nenhuma especificação sobre os dispositivos.

A publicação é vaga mas, dado o histórico da página ‘Ice Universe’, é provável que a informação esteja correta. Resta esperar por novidades da Samsung.

Ice universe@UniverseIce
Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Tecnologia

Tecnologia apresentada na Tecnoshow ajuda na administração da fazenda, combate de pragas e irrigação

Publicado

em

Expositores de uma das maiores feiras de agronegócio no Brasil, que ocorre em Rio Verde, oferecem serviços para produtores rurais.

A Tecnoshow, uma das maiores feiras de agronegócio do Brasil, é conhecida por oferecer tecnologias para facilitar a vida do produtor rural. O evento ocorre em Rio Verde, no sudoeste goiano, até sexta-feira (12). Neste ano, desenvolvedores levaram soluções para otimizar a irrigação das lavouras, organizar a produção de gado e identificar pragas.

Os representantes da Netafim expõe no evento o sistema NetBeat. O programa avalia a situação da plantação para regular se precisa de mais ou menos água, se está precisando de algum complemento nutricional, por exemplo. Com base em imagens de satélite e a avaliação dos sensores espalhadas pela lavoura ele toma a decisão estratégica mais indicada.

“O programa faz todo monitoramento de campo, do solo, temperatura, nutrição da planta. Com esses dados ele analisa e automatiza o que fazer com base no conhecimento agronômico e dados do cultivo, que já vem com um modelo de irrigação”, detalhou o gerente de departamento agronômico Cristiano Jannuzzi.

Apesar de ser equipado com informação sobre o tipo de grão, data da plantação, entre outros dados, o produtor pode também fazer as alterações de forma manual. De acordo com o especialista no sistema, o programa israelense também pode ser gerido por aplicativo em celular, tablet ou computador.

Outra tecnologia ofertada no evento é um aplicativo desenvolvido para identificar pragas na lavoura. Batizado de AirScout, o programa usa câmeras em um avião que sobrevoa a plantação e capta imagens de ondas de calor.

“Cada tipo de problema emite uma onda diferente. Com análise das imagens conseguimos, em até 48 horas, dizer ao produtor qual o problema”, explicou.

De acordo com o engenheiro de vendas da empresa, AirScout, o programa está em fase de desenvolvimento. Por enquanto, ele consegue identificar alguns problemas com as plantas, como falta de água. No entanto, o objetivo é ensinar o programa a identificar o maior número de pragas possível.

“A gente faz o monitoramento da lavoura com aeronave tripulada combatendo-te específicos. Como a planta emite diferentes tipos de onda em situações diferentes de estresse, esses sensores captam, vemos qual é essa assinatura e cria uma identificação”, detalhou o responsável Tecnico de vendas Lucas Rozas.

Outro serviço que facilita a vida do produtor é o aplicativo de controle do gado chamado de SuperPec. Usado por cooperados da Comigo, o serviço mostra o ciclo de produção de leite das vacas ou de corte do gado.

A gerente administrativa de uma fazenda, Fabíola Magalhães, conta que usa o aplicativo há quase um ano. Segundo ela; pelo celular ou tablet possível consultar a situação de cada vaca e de programar para sempre ter animais dando leite.

“Temos que ter o rebanho distribuído 53% em lactação e o restante em cria, recria e vacas secas. Com o programa fica muito mais fácil me organizar, porque ele me avisa qual vaca tá na hora de secar, qual animal está em idade para inseminação e eu não perco investimento em animais fora da época, por exemplo”, detalhou.

Por Vanessa Martins, G1 GO

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending