Conecte-se Conosco

Mundo

‘Não é possível mafioso acreditar em Deus’, diz Papa

Publicado

em

Declaração foi dada em visita à Sicília, berço da Cosa Nostra

Em uma missa para cerca de 100 mil fiéis em Palermo, capital da Sicília, no sul da Itália, o papa Francisco afirmou neste sábado (15) que não é possível “ser mafioso e acreditar em Deus” ao mesmo tempo.   

A celebração ocorreu no Foro Itálico, um descampado verde na orla palermitana, durante a visita de um dia do Pontífice à região que é berço da temida Cosa Nostra. “Não se pode acreditar em Deus e ser mafioso. Quem é mafioso não vive como cristão, porque blasfema com a vida o nome de Deus-amor”, disse o Papa.   

A missa foi uma homenagem ao padre Giuseppe Puglisi, assassinado pela máfia siciliana há exatos 25 anos, por causa de suas ações para tirar jovens das mãos do crime organizado. “A vida se dá aos outros, não se tira. Não se pode acreditar em Deus e odiar o irmão, tirar a vida com ódio”, acrescentou Francisco, pedindo para os mafiosos “se converterem”.   

Em 2015, Jorge Bergoglio havia dado declarações parecidas na Calábria, vizinha à Sicília e terra da ‘ndrangheta, que reagiu ordenando que uma procissão católica parasse para reverenciar um de seus líderes.   

Em Palermo, Francisco também almoçou com pobres, migrantes e ex-presidiários em uma comunidade católica e ainda se reunirá com jovens. Antes de chegar à capital siciliana, o Papa fez uma breve passagem por Piazza Armerina, onde se encontrou com fiéis.   

Por ANSA

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.


Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Mundo

Bolsonaro: “Nossas orações estão com o povo francês”

Publicado

em

O presidente comentou sobre o incêndio de grandes proporções na catedral de Notre-Dame, em Paris

presidente Jair Bolsonaro lamentou o incêndio de grandes proporções na catedral de Notre-Dame, em Paris, que teve início da tarde desta segunda-feira (15). Bolsonaro usou sua conta pessoal no Twitter para expressar seu pesar pelo ocorrido, que classificou como “terrível”.

“Em nome dos brasileiros, manifesto profundo pesar pelo terrível incêndio que assola um dos maiores símbolos da cultura e da espiritualidade cristã e ocidental, a catedral de Notre-Dame, em Paris. Neste momento sombrio, as nossas orações estão com o povo francês”, escreveu.

Imagens do incêndio mostram uma grande coluna de fumaça que erguida em decorrência do fogo. Autoridades francesas tratam o caso oficialmente como um acidente.

Notre-Dame é uma das mais importantes e famosas catedrais de Paris, dedicada a Santa Maria, mãe de Jesus Cristo. Ela foi construída entre 1160 e 1345, em estilo gótico, é considerada Patrimônio Mundial da Humanidade. Ao longo dos anos, a catedral foi palco de cerimônias celtas e romanas, além de ter inspirado o romance conhecido como O Corcunda de Notre-Dame, do escritor francês Victor Hugo, publicado em 1831. Anualmente, ela recebe cerca de 13 milhões de visitantes. Com informações da Agência Brasil

Por Notícias ao Minuto

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Brexit: Empresas britânicas estão mais pessimistas desde o referendo

Publicado

em

Oito em cada 10 líderes financeiro esperam que o ambiente de longo prazo das empresas se deteriore

As empresas britânicas estão mais pessimistas desde o referendo do Brexit, em 2016, uma vez que oito em cada 10 empresários esperam que o ambiente de negócios se deteriore a longo prazo, com a saída do Reino Unido da União Europeia (UE). 

Um relatório da  empresa de consultoria Deloitte revela que as preocupações com o impacto de longo prazo do Brexit estão aumentando, sendo que mais da metade dos líderes empresariais esperam conter o recrutamento e as despesas. 

Este estudo ‘mede’ o sentimento dos empresários depois das sucessivas rejeições do acordo da primeira-ministra britânica, Theresa May, de acordo com o jornal ‘Guardian’.

“Eles [os empresários] entraram em março preparados para tempos difíceis e os momentos de incertezas do Brexit não alterou significativamente essa imagem. Quando as expectativas já são baixas, é difícil ficar decepcionado”, disse o economista-chefe da Deloitte, Ian Stewart.

Um estudo em separado da consultora de recrutamento Morgan McKinley Financial Services revelou que a incerteza econômica está dissipar. 

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Julian Assange é preso em Londres

Publicado

em

Prisão acontece depois de o presidente equatoriano suspender o asilo que concedia ao fundador do WikiLeaks. Autoridades norte-americanas emitiram pedido de extradição de Assange.

O fundador do WikiLeaksJulian Assange, de 47 anos, foi preso nesta quinta-feira (11) pela polícia na embaixada do Equador, em Londres, onde estava refugiado desde 2012. O WikiLeaks é uma organização que divulga documentos confidenciais de governos e empresas.

A prisão aconteceu depois que o presidente equatoriano, Lenín Moreno, suspendeu o asilo que concedia a Assange e após autoridades norte-americanas emitirem um pedido de extradição contra ele.

Segundo Moreno, o fundador do WikiLeaks violou repetidas vezes os termos acordados para permanência na embaixada. Ele disse que o asilado não tinha o direito de “hackear contas privadas ou telefones” e não podia intervir na política de outros países, especialmente aqueles que têm relações amistosas com o Equador.

Em uma rede social, Moreno afirmou que a decisão foi tomada também em razão da conduta desrespeitosa e agressiva de Assange, além das declarações da sua organização contra o Equador (veja abaixo). Ele foi acusado, pelo presidente equatoriano, de instalar equipamentos eletrônicos não permitidos e bloquear câmeras de segurança da embaixada, além de maltratar guardas.

Nesta semana, Fidel Narvaez, ex-cônsul do Equador, havia dito que Assange foi acusado de invadir a privacidade de Moreno.

Para o WikiLeaks, a decisão do Equador foi “ilegal”. O grupo já esperava o “despejo” do seu fundador. Na quarta-feira (10), o WikiLeaks divulgou que Assange foi espionado durante parte do período em que ele ficou na embaixada.

Continue lendo
Propaganda  

Trending