Conecte-se Conosco

Tecnologia

NASA já escolheu nome para missão que levará mulher à Lua

Publicado

em

A previsão é que a missão seja lançada em 2024

NASA anunciou que escolheu ‘Artemis’ como o nome da missão que levará a primeira mulher à Lua. Tendo em conta que se trata da deusa grega da Lua e irmã de Apolo – que deu nome à missão que colocou o primeiro homem na Lua – não deixa de ser uma escolha apropriada.

A escolha do nome foi anunciada esta segunda-feira, dia 13, depois da NASA apresentar o pedido com o plano e orçamento ao congresso dos EUA. No entanto, somente após aprovação do programa que a NASA poderá começar ativamente a desenvolver um novo foguete e cápsulas destinadas a levar uma tripulação à Lua.

“Penso que é muito bonito que 50 anos depois da Apolo, o programa Artemis leve o próximo homem e a primeira mulher à Lua. Tenho uma filha que tem 11 anos de idade e quero que ela se veja no mesmo papel das próximas mulheres a caminho da Lua,” declarou o administrador da NASA, Jim Brindenstein.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Tecnologia

Brasil tem o iPhone mais caro do mundo

Publicado

em

Pesquisa revela que iPhone XS pode custar 64% mais aqui do que nos Estados Unidos

Brasil tem o iPhone mais caro do mundo, é o que mostra uma pesquisa realizada pelo banco alemão Deutsche Bank. Segundo o levantamento, o iPhone XS custa 58% mais no Brasil do que nos Estados Unidos. Com a conversão do dólar e inclusão de taxas a diferença pode ser de 64%.

Ainda, de acordo com a pesquisa, no Brasil o smartphone custa, em média, 2.050 dólares – na conversão para reais esse valor chega a R$ 6.850. Já nos EUA o aparelho pode ser comprado por 1.300 dólares. Analisando os dados do ranking vemos que fica mais barato comprar três iPhones XS no mercado americano do que dois em solo brasileiro. No entanto, para quem deseja driblar o “iPhone mais caro do mundo” uma alternativa é apostar no compartilhamento de bagagens.

O aplicativo Grabr, por exemplo, conecta compradores a viajantes ao redor do mundo. Com a tecnologia, é possível solicitar que um viajante traga o aparelho pelo valor real do produto direto dos Estados Unidos.

Funciona assim: para gerar um pedido no app é necessário inserir alguns dados do iPhone, como a descrição e link de onde ele pode ser comprado. Com isso, o viajante pode trazer o smartphone, com uma taxa de recompensa – o valor da comissão só é liberado para o viajante após a entrega ser efetuada, garantindo a segurança do acordo. Em caso de problemas com o pedido e entrega da compra, o aplicativo reembolsa os valores pagos, garantindo a segurança das transações.

O comprador além de economizar, não precisa pagar altas taxas de frete nem esperar meses para receber o produto. 

Confira o ranking:

Países com iPhone XS mais caro do mundo:

Brasil: 2.050 dólares

Turquia: 1.880 dólares

Argentina: 1.776 dólares

Índia: 1.635 dólares

Grécia: 1.591 dólares

Países com o iPhone XS mais barato do mundo:

Nigéria: 1.178 dólares

Estados Unidos: 1.251 dólares

Japão: 1.256 dólares

Hong Kong: 1.262 dólares

Austrália: 1.317 dólares

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Tecnologia

Xiaomi vai abrir nova loja e estuda fabricação no País

Publicado

em

A fabricante chinesa de smartphones e eletrônicos Xiaomi segue com planos de expansão no País

Dois meses depois de abrir sua primeira loja física no Brasil – que recebeu 5 mil fãs durante a inauguração -, a fabricante chinesa de smartphones e eletrônicos Xiaomi segue com planos de expansão no País. A empresa aumentará o portfólio de produtos, promete uma nova loja até o fim do ano e cogita até mesmo abrir uma fábrica de smartphones nacional.

Ainda não há data para a inauguração da nova loja, mas a empresa afirma que ela sairá do papel até o fim do ano. “Há intenção em expandir a operação de lojas físicas no Brasil e até o fim do ano teremos uma nova loja”, diz Luciano Barbosa, diretor de produtos da Xiaomi no Brasil, em entrevista ao Estado.

Foi a primeira vez que o executivo falou com a imprensa – ele não revelou onde o segundo ponto de venda será instalada. Pode, inclusive, ficar fora do Estado de São Paulo. “Existe demanda muito maior do que é suportado em uma loja. Temos intenção de aumentar ainda mais a quantidade de unidades.”

Atualmente, a única loja física da Xiaomi no País fica no Shopping Ibirapuera, em São Paulo. Desde sua inauguração, em 1.º de junho, a movimentação de fãs, especialmente nos finais de semana, é alta. A administração do shopping exige que a marca organize filas para que os clientes da marca visitem o espaço.

Para Carlos Rafael Neves, professor de tecnologia da ESPM, o boca a boca é responsável pelo grande movimento. “Esse tipo de loja vende mais que um produto: vende um conceito e atesta capacidade técnica”, afirma.

Mais celulares. Antes de abrir a nova loja, porém, a Xiaomi aumentará o portfólio de produtos disponíveis para os consumidores do País. Neste mês, a fabricante vai trazer três novos smartphones ao País: o Mi 9T, o Mi A3, e também o Redmi 7A – modelo com custo menor, que deve agradar o brasileiro. Ainda em agosto está confirmada a chegada da pulseira inteligente Mi Band 4.

Em setembro, a marca está programando lançar uma linha de lâmpadas inteligentes. O objetivo é ampliar o portfólio para 200 produtos até o fim do ano – a empresa chegou no Brasil com 100 modelos de aparelhos, e hoje já soma 170. Além de smartphones e lâmpadas, a marca vende patinetes elétricos, escovas de dentes inteligentes e outros itens tecnológicos.

O plano é dar mais opções de celulares aos consumidores. “Nesses meses no Brasil percebemos que o brasileiro tem interesse por modelos variados”, afirmou Barbosa.

Fábrica. A expansão faz a marca pensar em abrir uma fábrica no País – atualmente, os produtos vendidos aqui são importados. “Estudaremos o projeto nos próximos meses”, diz ele.

O plano pode ser positivo, segundo Neves. “Uma fábrica permite que a empresa faça adaptações no para o mercado nacional, como, por exemplo, diminuir a memória do celular para deixá-lo mais barato”, afirma. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Por Estadão Conteúdo

  

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Tecnologia

Jovem americano vence Copa do Mundo de Fortnite e ganha R$ 11 milhões

Publicado

em

Ao todo, 40 milhões de players disputaram a Copa do Mundo de Fortnite

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O jovem norte-americano Kyle “Bugha” Giersdorf foi o grande vencedor do torneio solo da Copa do Mundo do jogo “Fortnite”. Após uma partida de cerca de quatro horas, ele recebe um prêmio de US$ 3 milhões (cerca de R$ 11,3 milhões). 

A final ocorreu na tarde deste domingo (28), em Nova York, reunindo jogadores de todo o mundo. Ao todo, 40 milhões de players disputaram uma vaga na final, mas apenas 100 se classificaram. Dentre os competidores estavam seis brasileiros: Henrique “kurtz”, Igor “drakoNz”, Leonardo “leleo”, Nicollas “Nicks”, Pedro “Lasers” e Thiago “k1nG”. Nenhum deles conseguiu ficar entre os 20 melhores.

Apesar da baixa colocação, Nicks foi um dos destaques. Com apenas 14 anos, o jovem foi o único brasileiro classificado tanto para o modo solo quanto para o modo duo da competição, que aconteceu neste sábado (27).

Só de participarem da final, os jogadores que não conseguiram o título já ganham US$ 50 mil (cerca de R$ 188,6 mil). Os 20 melhores ganham premiações maiores, de acordo com sua colocação.

No Brasil, a final teve uma fan fest dentro da Game XP,  evento realizado no Rio de Janeiro e que está em sua segunda edição solo. Online, as partidas foram transmitidas ao vivo nos canais oficiais de “Fortnite” na Twitch, YouTube, Twitter e Facebook.

Além do torneio solo, a Copa teve uma disputa duo. As 50 melhores duplas do mundo disputaram seis partidas, saindo vitoriosos os europeus Emil “Nyhrox” e David “aqua”. Com 51 pontos, a dupla também ganhou US$ 3 milhões.

Nessa categoria, os brasileiros Pedro “pfzin” e Nicks terminaram em 47º lugar, seguidos de Caio “wisheydp” e Gustavo “Gustavox8”, que ficaram em 48º.

Uma das surpresas do torneio foi a ausência de Tyler “Ninja”, o maior streamer de “Fortnite” em 2018, que não conseguiu se classificar. “Acabei de ter tido o pior desempenho de minha vida no Fortnite. Eu me senti totalmente deslocado e, sem a pump [espingarda tradicional que havia sido removida do jogo temporariamente] travei em aproximadamente cinco combates na etapa final do jogo, já que minha espingarda de combate não disparava quando eu saía do modo sombrio [basicamente uma invisibilidade]”, disse ele através de sua conta no Twitter.

Por Folhapress

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending