Conecte-se Conosco

Saúde

Pesquisa mostra que dengue pode ser reduzida em 92% com vacinação

Publicado

em

zika_dengue

A pesquisa avaliou que, com a implantação de um programana nacional de imunização, os números em dez anos chegariam a 92%.

Uma pesquisa  publicada na Revista Brasileira de Economia da Saúde analisou o impacto positivo da ampla vacinação contra a dengue no Brasil. O estudo mostrou que se existir um programa de vacinação rotineira entre crianças de 9 até 10 anos acontecerá uma redução de 22% dos casos de dengue, durante um período de cinco anos. O estudo mostra ainda que, se a mesma vacina também atingisse a população de até 40 anos, a redução alcançaria 81% neste mesmo período.

A pesquisa avaliou que, com a implantação de um programana nacional de imunização, os números em dez anos chegariam a 92%. Atualmente, a Organização Mundial da Saúde estima que aproximadamente 390 milhões de pessoas são infectadas com a dengue a cada ano. O Brasil foi o país com o mais notificações, só em 2015 existiram cerca de 1,6 milhões de casos confirmados.

Para os parâmetros relacionados com a vacinação, foram utilizados os resultados da eficácia fase III da vacina tetravalente contra a dengue da Sanofi Pasteur, conduzidos na América Latina, no Caribe e na Ásia, envolvendo voluntários de 9 a 16 anos. Os estudos teriam mostrado que, na terceira dose, a vacina reduziria em 93% dos casos de dengue grave e de 81% dos casos de hospitalização.

A Sanofi Pasteur, a Divisão de Vacinas da Sanofi, oferece mais de um bilhão de doses de vacinas todos os anos. A empresa oferece vacinas que protegem contra 20 doenças infecciosas e investe mais de um milhão de euros em pesquisa e desenvolvimento.

Vacinação pública
Na Filipinas, a partir desta terça-feira, um milhão de estudantes da 4ª série, em mais de 6 mil escolas públicas serão vacinadas com a Sanofi Pasteur. As três regiões escolhidas pelo programa de vacinação pública eram locais altamente endêmicas do país.

(Do DP)

Saúde

LBV lança campanha de combate à dengue com recado das crianças: “Diga Sim à Prevenção”

Publicado

em

O Brasil enfrenta um aumento alarmante nos casos de dengue em 2024, com mais de mil óbitos registrados nas primeiras treze semanas do ano, de acordo com dados do Painel de Arboviroses do Ministério da Saúde.

Essa estatística coloca 2024 como o terceiro ano com maior número de mortes desde o início da série histórica em 2000, demonstrando a urgência de medidas preventivas e educativas.

A Legião da Boa Vontade (LBV) lança a campanha “Diga Sim à Prevenção” para envolver ativamente a população na luta contra a dengue e intensifica seus esforços educativos em suas Escolas e Centros Comunitários em todo o país, visando conscientizar crianças e adolescentes sobre a importância da prevenção da doença.

Com o objetivo de promover hábitos saudáveis e eliminar criadouros do mosquito Aedes Aegypti, as crianças e os adolescentes atendidos pela Instituição deixam uma mensagem motivadora: “Vamos juntos derrotar a dengue!”.

Assista o vídeo da campanha: https://www.youtube.com/watch?v=ey2OmFFuxiM

Em quase 75 anos de atuação, a LBV reitera seu compromisso em trabalhar em prol do bem-estar e qualidade de vida das crianças e dos adolescentes brasileiros e destaca a importância da colaboração de todos na prevenção da dengue.

Para mais informações sobre as ações da Legião da Boa Vontade e como colaborar com a campanha “Diga Sim”, acesse o site www.lbv.org ou doe pelo Pix: pix@lbv.org.br.

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Saúde

Alimentos surpreendentes que podem afetar seu sono: Fique atento!

Publicado

em

As noites insones podem ser desencadeadas por diversos fatores, desde o estresse, ansiedade, uso de certos medicamentos até questões crônicas. No entanto, você sabia que sua escolha de alimentos antes de dormir também pode afetar seu sono? E não, não estamos falando de café.

A revista Vortex Magazine compartilhou uma lista surpreendente de alimentos que podem mantê-lo acordado. Confira!

Tomate

Apesar de ser rico em vitamina C, ferro, licopeno e antioxidantes benéficos para a saúde cardíaca e a prevenção de tumores, a acidez do tomate prolonga o processo digestivo e pode causar azia. Evite consumir tomate ou molho de tomate até três horas antes de dormir.

Carboidratos

Massas, arroz, batata ou pão – esses alimentos são ricos em carboidratos e amido, fornecendo energia essencial para o corpo. No entanto, essa energia pode atrapalhar o sono durante a noite.

Couve-flor

Sim, é verdade. Não é recomendado consumir couve-flor pouco antes de dormir. Apesar de ser rica em triptofano, um aminoácido que estimula a produção de serotonina, o hormônio do sono, a couve-flor também é rica em fibras insolúveis. Essas fibras prolongam a digestão, dificultando um sono tranquilo e reparador.

Fonte: NOTÍCIAS AO MINUTO BRASIL

 

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

 

Continue lendo

Saúde

Crescem casos de vírus respiratório em crianças, diz Fiocruz

Publicado

em

O boletim InfoGripe, da Fiocruz, divulgado nesta quinta-feira (11), mostra aumento da incidência do VSR (vírus sincicial respiratório), que afeta principalmente crianças, em todos as regiões do país. Segundo os dados do boletim, os casos de Srag (síndrome respiratória aguda grave) no país têm um sinal de leve crescimento nas tendências de longo prazo (últimas 6 semanas) e de curto prazo (últimas 3 semanas).
O VSR é o principal agente causador de bronquiolite em bebês, uma doença respiratória comum e altamente contagiosa cujos sintomas principais são tosse e falta de ar. Em geral, os casos são leves, mas podem resultar em internações hospitalares.

A ocorrência de Srag por VSR em crianças de até dois anos supera a incidência de Srag associada ao Covid nessa faixa etária. A incidência de Covid afeta principalmente crianças e idosos, porém, em relação à mortalidade, a população com mais de 65 anos é a principal impactada.

Segundo Marcelo Gomes, pesquisador do Programa de Computação Científica (Procc/Fiocruz) e coordenador do InfoGripe, “nas crianças de até dois anos de idade, os óbitos associados ao VSR superam aqueles associados à Covid nas últimas oito semanas epidemiológicas, refletindo o cenário da circulação viral do período”.

Ainda de acordo com a nota, 18 unidades federativas apresentam crescimento de Srag no longo prazo, são elas: Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e Sergipe apresentam crescimento apenas em crianças pequenas, o que pode ser mascarado pela queda na população adulta.

Em 2024, foram notificados 29.702 casos de Srag, 12.903 (43,4%) eram positivos, 11.545 (38,9%) negativos e 3.392 (11,4%) aguardam resultado laboratorial. Nas últimas quatro semanas, os vírus que mais prevaleceram entre os casos positivos foram: VSR (48,6%), Covid-19 (21,9%), Influenza A (18%) e Influenza B (0,3%). Entre os casos de morte com resultado positivo para algum vírus respiratórios, tem-se influenza A (25%), influenza B (0%), VSR (11,2%), e Covid-19 (60,6%).

São Paulo, Brasília e Rio registram aumento de casos de gripe. Em São Paulo, entre os dias 24 de março e 6 de abril, houve um aumento de 3,7 pontos percentuais na positividade, que saltou de 27,4% para 31,1% em uma semana. Foi o que aconteceu também com Brasília e com o Rio de Janeiro, cidades que obtiveram aumento de 7 e 2,6 pontos percentuais, respectivamente, no mesmo período.

Fonte: FOLHAPRESS

 

 

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo
Propaganda

Trending

Fale conosco!!