Conecte-se Conosco

Esporte

Rodrigo Caio critica Aguirre e diz ter perdido fanatismo pelo São Paulo

Publicado

em

“Quando você monta um time para ser campeão, precisa dar atenção para todos. Essa é a grande dificuldade, é a diferença dos treinadores de alto nível”, disse o zagueiro.

O zagueiro Rodrigo Caio, 25, associou a queda de rendimento do São Paulo no Campeonato Brasileiro a uma falha na gestão do elenco por parte do técnico uruguaio Diego Aguirre, demitido no início de novembro.

“Quando você monta um time para ser campeão, precisa dar atenção para todos. Essa é a grande dificuldade, é a diferença dos treinadores de alto nível. É olhar no olho do cara e ver que ele comprou sua briga, sua ideia de jogo”, disse ao programa “No Ar com André Henning”, do Esporte Interativo.

O São Paulo chegou a levar o título simbólico do primeiro turno, mas encerrou a competição em quinto, já sob o comando de André Jardine.

Rodrigo Caio ficou ausente da disputa durante três meses, devido a uma lesão no pé esquerdo. Recuperado, o zagueiro ficou sem espaço frente aos concorrentes da posição -Arboleda, Anderson Martins e Bruno Alves- e teve apenas três chances, atuando como lateral-direito.

“Faltou comunicação, diálogo. Eu tive uma conversa com o Aguirre, mas ele não falava comigo, não me dava um retorno, não falava o que precisava melhorar. Ele revezava os três zagueiros, mas eu não tinha chance”, afirmou.

O zagueiro disse que o ápice do desgaste com o técnico ocorreu às vésperas do duelo com o Atlético-PR pela 30ª rodada. Em um treino tático, Aguirre preteriu Rodrigo Caio para escalar Anderson Martins, que sequer iria jogar, por ter sido expulso no jogo anterior, contra o Inter, e, portanto, estar suspenso

A dupla de zaga titular contra os atleticanos foi formado por Bruno Alves e Arboleda, que não treinou ao longo da semana por estar a serviço da seleção do Equador. Aguirre ainda ponderou improvisar Rodrigo novamente, que se recusou a jogar fora de sua posição.

“Eu não vou ajudar como lateral, vou atrapalhar. Se todos os laterais machucarem, eu jogo. Mas tem o Araruna no banco, que sempre jogou de lateral e vai dar conta do recado”, revelou ter dito em reunião com o Aguirre, Raí, executivo de futebol do clube, e Lugano, superintendente de relações institucionais.

No São Paulo desde os 12 anos, Rodrigo Caio é alvo de críticas recorrentes da torcida. Ele argumenta que, por ter sido porta-voz da equipe em momentos difíceis, acabou responsabilizado pelos fracassos do clube, que, na última década, só conquistou a Sul-Americana, em 2012, e conviveu com risco de rebaixamento no Brasileiro.

“Se eu estou no elenco todos esses anos, é porque aguentei a bronca e fiz por merecer. Eu coloco dessa forma, porque muitos não aguentaram a pressão”, disse Rodrigo Caio, que ainda citou o meia Maicon, muito criticado em sua passagem pelo São Paulo, mas multicampeão e ídolo no Grêmio.

São-paulino de infância, o zagueiro ainda disse ter perdido o fanatismo que nutria pelo clube, tal como seu pai. “Eu perdi um pouco dessa paixão, por tudo o que aconteceu. Lógico, sempre vou amar o São Paulo, se eu estiver aqui ou não. Mas, se eu for o culpado, espero que o clube ganhe muitos títulos quando eu sair.”

Rodrigo Caio tem contrato com o time tricolor até 2021 e é frequentemente especulado pelo futebol europeu. Ele afirmou ter recusado proposta do Real Sociedad (ESP) em janeiro, por ter um projeto de ir à Copa do Mundo da Rússia, mas acabou não sendo convocado pela seleção brasileira. Com informações da Folhapress. (Por Notícias ao minuto)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Esporte

Prefeitura manda Flamengo fechar CT, mas clube não informa se cumpre

Publicado

em

Objetivo seria cumprir a ordem de 2017 de interdição

Durante reunião com autoridades públicas, a Prefeitura do Rio mandou que o Flamengo feche CT do Ninho do Urubu, que sofreu incêndio e vitimou dez jovens. O objetivo seria cumprir a ordem de 2017 de interdição. Presente, o vice-presidente do Flamengo Rodrigo Dunshee de Abranches não respondeu se fechará o local.

O Ministério Público Estadual do Rio enviou à promotoria de urbanismo a decisão para entrar com uma ação judicial para fechar o centro de treinamento. O local não tem alvará de bombeiros e por isso está irregular.

A promotora da infância Denise Vidal confirmou que na reunião houve o pedido de fechar completamente o CT. Se isso não ocorrer, o MP vai atuar pela área de urbanismo.

Questionado, o vice do Flamengo afirmou que “a licença é colateral”. Disse que uma reunião de segunda-feira vai decidir se fecha o local. Segundo ele, a questão está sub júdice.

Como o CT está aberto desde 2017 mesmo com interdição, é possível que o clube mantenha o complexo aberto. Durante a semana, a justiça fechou o local para menores, mas não atendeu o pedido do MP para fechar completamente.

Alguns setores já haviam sido interditados por por ordem de auditores fiscais do trabalho que encontraram problemas nas instalações elétricas. A perícia ocorreu na última quarta-feira reunindo Ministério Público Estadual, corpo de bombeiros, auditores fiscais do trabalho, entre outros órgãos. Foi permitido que o centro de treinamento continuasse a funcionar até esta sexta-feira.

(Por Folhapress)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

De luto, Flamengo enfrenta o Fluminense nesta quinta no Maracanã

Publicado

em

Partida está marcada para às 20h30 (de Brasília), no Maracanã

Flamengo e Fluminense se enfrentam pela primeira vez em 2019 nesta quinta-feira (14), às 20h30, no Maracanã. O clássico vale um lugar na final da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. Será o primeiro jogo do time rubro-negro após o incêndio que matou 10 jovens jogadores da base do clube. Estão previstas uma série de homenagens às vítimas da tragédia antes da partida.

O time rubro-negro chega ao confronto com favoritismo ao jogar pelo empate. O Flamengo adquiriu essa vantagem por ter campanha melhor na primeira fase -líder do Grupo C, com 13 pontos. O Fluminense foi o segundo colocado do Grupo A, com 10 pontos.

Além disso, o Flamengo foi o time carioca com maior investimento, contratando jogadores como Rodrigo Caio, Gabigol, Bruno Henrique e Arrascaeta.

O Fluminense, por sua vez, perdeu alguns valores importantes, como o lateral Ayrton Lucas, o meio-campista Sornoza e o goleiro Júlio César, e contratou Ganso. Em campo, o time comandado por Fernando Diniz vem mostrando bom desempenho. Na última partida, goleou o River-PI por 5 a 0 pela Copa do Brasil.

Para essa partida, o Fluminense terá a mesma formação que vem jogando bem neste início de temporada, com destaque para o trio de ataque formado por Yony González, Luciano e Everaldo.

O Flamengo passou as primeiras partidas com muitas alterações. Mas, agora, parece ter consolidado uma base com Arrascaeta saindo entre os reservas. Bruno Henrique e Gabigol formarão a dupla de ataque.

FLAMENGO

Diego Alves; Pará, Rhodolfo, Rodrigo Caio, Renê; Cuéllar, Willian Arão, Diego, Everton Ribeiro; Bruno Henrique, Gabigol. T.: Abel Braga

FLUMINENSE

Rodolfo; Ezequiel, Digão, Matheus Ferraz, Marlon; Airton, Bruno Silva (Caio Henrique), Daniel; Everaldo, Luciano, Yony Gonzalez. T.: Fernando Diniz

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro

Horário: 20h30 desta quinta-feira

Juiz: Rodrigo Carvalhaes de Miranda

Por Folhapress

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Incêndio no CT do Fla: o que se sabe e o que precisa ser esclarecido

Publicado

em

Fogo no alojamento matou 10 atletas menores de idade e deixou 3 feridos

incêndio que atingiu o alojamento do Flamengo e deixou dez mortos ainda tem pontos não esclarecidos sobre a causa do fogo e supostas irregularidades na manutenção e de licenciamento do local.

Segundo a Prefeitura do Rio, a área onde os jogadores estavam instalados tinha licença para funcionar como um estacionamento.

O poder público municipal diz ainda que multou o clube mais de trinta vezes por falta de alvará para funcionamento do local, que tem campos de treinamento e instalações para jogadores do profissional e das categorias de base.

Qual foi a causa do incêndio?

Não há ainda uma investigação concluída sobre a causa do incêndio. A Polícia Civil apura o caso desde sexta-feira (8). Horas após o incêndio, o vice-governador do Rio, Cláudio Castro, esteve no Ninho do Urubu e afirmou que a principal suspeita é de que uma pane no aparelho de ar-condicionado do alojamento tenha causado o incêndio. Moradores vizinhos do centro de treinamento, na zona oeste do Rio, apontaram que o dilúvio que caiu na cidade essa semana danificou a rede elétrica em vários pontos do bairro, o que poderia ter causado o incêndio. O CEO do Flamengo, Reinaldo Belotti, afirmou neste sábado que que a perícia indicou que um problema no ar condicionado teria ocasionado o fogo.

Quantas pessoas morreram?

Dez pessoas morreram e três ficaram feridas, todos jogadores das categorias de base do Flamengo. Eles têm entre 14 e 17 anos e moravam no alojamento do clube.

O local estava irregular?

A Prefeitura do Rio informou que o Flamengo nunca pediu autorização para instalação de prédios na área hoje atingida pelo incêndio. O local tinha permissão apenas para funcionar apenas como estacionamento. Por determinação da Secretaria de Fazenda, a Prefeitura do Rio lacrou o CT do Flamengo em outubro de 2017. A decisão foi tomada após o clube ter sido multado mais de 30 vezes por falta de alvará de funcionamento, segundo a prefeitura. O Corpo de Bombeiros aponta que o estabelecimento estava em processo de regularização para obter o documento que certifica o funcionamento dos dispositivos contra incêndio previstos por lei. O Flamengo não negou a falta de licenças. “Isso não tem nada a ver com o acidente”, afirmou o CEO do clube, Reinaldo Belotti. “Temos providências a tomar para que o CT seja legalizado. Estamos trabalhando para isso. Precisávamos de 9 certificados, já temos 8. E estamos finalizando com os bombeiros para conseguir esse último alvará”, completou.

Quem pode ser responsabilizado?

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e o Flamengo podem ser responsabilizados pelo incêndio no Ninho do Urubu, centro de treinamento do clube na sexta-feira (8) que matou dez pessoas. A confederação é, segundo a Lei 9.615, chamada de Lei Pelé, obrigada a certificar clubes formadores de atletas. A mesma legislação prevê responsabilidade ao Flamengo. Para advogados ouvidos pela Folha, o clube e seus diretores podem ser punidos criminalmente pelo incêndio. A Prefeitura do Rio também pode vir a ser responsabilizada pelo fato de não ter feito a fiscalização do local que oficialmente estava indicado como uma área de estacionamento e funcionava como alojamento de atletas.

(Por  Folhapress)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending