Conecte-se Conosco

Pernambuco

“Segundo turno entre Armando e Paulo, eu não apoio nenhum dos dois”, diz Dani Portela

Publicado

em

[responsivevoice_button voice=”Brazilian Portuguese Female”]

Em entrevista ao programa Cidade em Foco, da Rede Agreste de Rádios, comandado por Alberes Xavier, a candidata do PSOL ao governo de Pernambuco, Dani Portela, falou das razões que lhe levaram a assumir a candidatura, comentou as pautas que defende para a gestão no Governo Estadual e criticou os palanques comandados pelos candidatos Armando Monteiro (PTB) e Paulo Câmara (PSB). 

Portela iniciou sua participação falando sobre sua aproximação com a política. “A política sempre foi muito forte na minha vida. Eu sempre digo que sou filha do processo de redemocratização do Brasil. O meu pai é um ex-preso político da ditadura militar, foi preso, perseguido e torturado, então o ambiente da minha casa sempre foi um ambiente onde política e democracia sempre foi discutido”, disse. 

Ela destacou a pouca representatividade feminina na política e pontuou esse fato como uma razão importante para sua candidatura. “Somos um país onde a maioria da população é a população feminina, aqui em Pernambuco essa maioria é ainda mais expressiva, mas a gente não chega nem a 10% de representatividade no Congresso Nacional. Então se lá, onde as leis são criadas e as decisões são tomadas a gente não ocupa esse espaço, a gente não tem políticas públicas para as mulheres. É preciso dar voz a setores da sociedade que foram historicamente silenciados, então é em nome dessa voz que venho como candidata a primeira vez como governadora do Estado”.

Dani criticou os palanques formados em Pernambuco, destacando as famílias tradicionais que a muitos anos atuam na política do Estado. “A gente olhando para os palanques, as pessoas estão cansadas desse modelo da velha política, da mesma pessoa, só mudando o nome. É preciso dar voz as mulheres, é preciso dar voz a essa população que foi historicamente silenciada e é preciso que as mulheres não entrem para simplesmente preencher cotas, elas precisam pautar coisas específicas”, defendeu. 

Quando questionada sobre quais dos palanques apoiaria em um eventual segundo turno entre Armando Monteiro e Paulo Câmara, ela respondeu. “Pernambuco está com um cenário muito difícil de fazer essa escolha. O meu partido, o Psol, é um partido que decide coletivamente, a decisão é tomada pela base desse partido em votação, em plenária. Diante desse cenário, eu posso responder hoje não pelo corpo do meu partido, mas falando por mim, em primeira pessoa, em um eventual segundo turno entre Armando Monteiro e Paulo Câmara, eu não tenho condições de declarar votos a nenhum desses dois palanques. Independentemente de quem vença essas eleições entre esses dois palanques, Pernambuco sai perdendo”, declarou. 

Ela criticou a formação dos palanques em Pernambuco e chamou de incoerente as alianças políticas que foram formadas. “A política tem sido o cenário da incoerência e estar inclusive confundindo a cabeça das pessoas. O PSB é fundamental para o Impeachment de Dilma, que ficam chamando de golpe e agora se aliam com quem deu o golpe. Você vê o próprio Jarbas Vasconcelos fazendo o ‘L’ de Lula e disputando com Humberto que é o senador de Lula, é de uma incoerência sem tamanho. Você vê Armando Monteiro usar como símbolo de sua campanha o 14 dentro de uma estrela. Nesse momento é muito conveniente se aproximar de Lula, então são alianças feitas com muita incoerência”, afirmou. 

Ao comentar suas propostas para o Polo de Confecções, Dani destacou o perfil centralizador dos investimentos realizados pelo Governo Estadual nos últimos anos e criticou a situação das vias que dão acesso a região. “A gente precisa voltar a investir e descentralizar esses investimentos. Pernambuco criou um modelo de investimentos em grandes obras e privilegiando algumas regiões e alguns setores. Esse modelo de desenvolvimento que foi para SUAPE, que foi para a FIAT, ele não foi descentralizado para o Estado todo. A própria BR-232 que foi duplicada, mesmo não tendo sido finalizada todo o trecho, ela já precisa de manutenção. O Polo é responsável por grande parte do PIB de Pernambuco, é um dos maiores produtores de confecção do país e a estrada está nessas condições”, disse.  

Dani Portela, que é educadora, advogada e militante sindical, concluiu a entrevista falando sobre a razões que lhe fazem querer ser governadora de Pernambuco. “Nós queremos governar Pernambuco para trazer de volta a esperança. O nome da nossa coligação é ‘Esperança não tem medo’, o Psol e PCB fazemos oposição de fato ao governo do Estado, uma oposição que está a esquerda. São 12 anos que Pernambuco ainda está insatisfeito por um modelo que não nos representa”, pontuou. (Do Blog do Magno)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.


Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Pernambuco

Silvio Filho e Raquel Lyra se reúnem para debater obras estratégicas em portos e aeroportos

Publicado

em

Encontro aconteceu em Brasília, na sede do ministério, nesta terça-feira

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, e a governadora Raquel Lyra se reuniram, nesta terça-feira (11), em Brasília, para debater obras estratégicas para Pernambuco, a exemplo das intervenções de dragagem e requalificação nos portos de Suape e do Recife; estratégicas para o estado.

Com recursos federais, estaduais e da iniciativa privada, o Porto de Suape vai receber quase R$ 2 bilhões em investimentos. Investimentos esses que o governo do presidente Lula tem priorizado tendo em vista a importância de Suape para Pernambuco e o Nordeste.

Na pauta do encontro, também foram tratados investimentos no Porto do Recife. No último dia 31 de maio, o ministro anunciou os primeiros leilões para arrendamento, por dez anos, de três terminais do ancoradouro, marcado para a primeira quinzena de agosto. Os três leilões, que serão realizados na B3, em São Paulo, vão totalizar cerca de R$ 60 milhões. Os terminais são o REC08 (granel sólido vegetal), REC09 (carga geral e granel sólido – arroz) e o REC10 (carga geral e granel sólido – barrilha).

“O Nordeste é a locomotiva do Brasil e Pernambuco é um estado pujante naquela região. Recebi hoje a governadora Raquel Lyra para tratarmos desses investimentos que vão impulsionar a economia de Pernambuco, sobretudo, com geração de mais postos de trabalho. Agradeço à Raquel pela atuação conjunta que temos tido. Eu digo sempre que o emprego é o maior e melhor programa social do Brasil. E o governo do presidente Lula não tem medido esforços para levar obras e ações ao Nordeste e ao nosso estado”, pontuou Silvio Costa Filho, ao final do encontro.

“Tivemos  uma reunião proveitosa com atualização sobre andamento de projetos estruturadores para Pernambuco que estão sendo executados pelo Estado em parceria com o Governo Federal”, afirmou a governadora Raquel Lyra.

AVIAÇÃO

Aviação também fez parte da reunião entre o ministro e governadora de Pernambuco. Silvio e Raquel anunciaram, em março, investimentos no valor de R$ 140 milhões para ampliação do Aeroporto Oscar Laranjeiras, em Caruaru. Localizado no maior polo de desenvolvimento do Agreste, o aeródromo, quando requalificado, se tornará um equipamento competitivo dentro da malha do país, ofertando mais voos diários para as principais capitais, entre elas São Paulo e Brasília. Na ocasião, os gestores assinaram um termo de cooperação para viabilizar o início das obras. O projeto está sendo feito pelo Governo do Estado.

Por fim, Silvio e Raquel também trataram de intervenções nos aeroportos de Serra Talhada, Garanhuns e Araripina.

Fonte: Nill Junior

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Pernambuco

Veja as vagas de emprego para esta quarta-feira, 12 de Junho de 2024

Publicado

em

As agências do Trabalho de Pernambuco divulgam, diariamente, quadros das vagas com oportunidades de trabalho em unidades espalhadas pelo estado, na Região Metropolitana do Recife (RMR), Agreste e Sertão.

Para se candidatar, é necessário agendar previamente o atendimento através do site da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação (Seteq), onde também há os endereços e telefones de todas as agências.

Confira o quadro de vagas completo clicando aqui

Agende atendimento através do  site da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação.

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Pernambuco

Acordo celebrado pela AGU dá solução a “prédios-caixão” em Pernambuco

Publicado

em

União irá indenizar proprietários e inserir famílias no Minha Casa, Minha Vida; Estado de Pernambuco destinará terrenos para utilização social.

Um acordo celebrado entre Advocacia-Geral da União (AGU), Caixa Econômica Federal (CEF), Estado de Pernambuco, Confederação Nacional das Seguradoras e Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) irá viabilizar a resolução dos problemas enfrentados por cerca de 14 mil famílias proprietárias ou ocupantes de apartamentos em 431 prédios interditados e com risco iminente de desabamento na região metropolitana do Recife (PE). O governo federal investirá R$ 1,7 bilhão em ressarcimento a proprietários, que receberão indenizações de até R$ 120 mil por apartamento.
A maioria dos imóveis estão em prédios do tipo “caixão”, como ficaram conhecidos os edifícios construídos nas décadas de 1980 e 1990 em alvenaria autoportante, técnica que utiliza blocos cerâmicos ou de concreto para reduzir o custo da obra e tornar mais rápida a sua execução. Os vícios de construção nesses prédios ocasionaram várias tragédias nas cidades do Recife, Olinda, Paulista e Jaboatão dos Guararapes.
Desde a década de 1990, ocorreram 20 desabamentos com dezenas de mortos. Somente no ano passado, foram mais de 20 mortes em desmoronamento de prédios no Grande Recife. No entanto, apesar do perigo, vários dos prédios interditados foram reocupados por pessoas que não têm onde morar, colocando em risco a vida dessas famílias.
Com o acordo, foram fixados parâmetros para que os proprietários recebam indenizações da União para adquirir novos imóveis; as famílias ocupantes sejam incluídas em programas governamentais de habitação; seja realizada a demolição dos prédios-caixão e, depois disso, seja dada destinação pública ou social às frações ideais de terreno correspondentes às unidades habitacionais demolidas. O texto será encaminhado para homologação do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), encerrando um capítulo trágico da questão habitacional em Pernambuco.
Além de indenizar os proprietários, a União irá inserir as famílias no programa Minha Casa Minha Vida e transferir os imóveis ao Estado de Pernambuco, que realizará a desocupação dos prédios e, após a demolição ser executada pelas seguradoras, destinará os terrenos para utilização pública ou social, com auxílio do Ministério das Cidades.
A conciliação prevê, ainda, a realização de acordos judiciais em ações individuais relativas ao extinto Seguro Habitacional do Sistema Financeiro da Habitação (SH/SFH) no âmbito do Núcleo 4.0 – SH do TJPE e do TRF5. O Fundo de Compensação de Variações Salariais (FCVS), fundo público administrado pela Caixa Econômica Federal, garante a cobertura dos riscos da extinta apólice pública do SH/SFH. As indenizações seguirão as regras estabelecidas na Resolução nº 480 do Conselho Curador do FCVS de 4 de junho de 2024.
“Foram décadas de litígio, de brigas intermináveis na Justiça”, lembrou o advogado-geral da União, Jorge Messias, durante reunião de assinatura do acordo realizada no Palácio do Planalto que contou com a participação do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. “É uma ação federativa da maior importância que mostra o carinho e o cuidado com os estados e com os municípios. E é um primeiro passo. Outros tantos virão para que essas famílias tenham dignidade que elas precisam. Mas hoje nós damos um passo fundamental para resolver a vida de milhares de famílias pernambucanas”, completou.
Duas fases
A primeira fase de execução do acordo contempla 133 edificações, com investimento de R$ 500 milhões do governo federal. Já a segunda envolverá 298 prédios e deverá contar com investimento de R$ 1,2 bilhão. Serão elaborados planos de trabalho específicos para cada empreendimento com as atribuições das partes que celebraram o acordo.
No âmbito da AGU, participaram das tratativas para a celebração do acordo, além do gabinete do advogado-geral da União, a Procuradoria Nacional da União de Políticas Públicas e a Procuradoria-Regional da União da 5ª Região.

 

 

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo
Propaganda

Trending

Fale conosco!!