Conecte-se Conosco

Destaque

‘Time de futebol tem que ter um maloqueiro’, diz Vanderlei Luxemburgo

Publicado

em

 

O treinador também afirmou que há preconceito no futebol com quem é mais velho.

Vanderlei Luxemburgo está bastante incomodado. A situação do futebol brasileiro e a busca por se espelhar no modelo europeu levaram o técnico de 65 anos a reclamar bastante durante a cerca de uma hora de entrevista exclusiva ao Estado, na última terça-feira (9). Sem trabalhar desde que deixou o Sport, em outubro do ano passado, o treinador afirmou que profissionais da idade dele têm sofrido rejeição depois da Copa do Mundo de 2014.

Quando vai voltar a trabalhar?

Vamos esperar surgir alguma coisa que eu possa realizar. Recebi algumas ofertas. Eu quis ficar até o fim do ano curtindo minha família. Surgiram algumas coisas que não me interessaram, de fora do Brasil.

Hoje é mais difícil ser técnico?

Os jovens de hoje estão mudando os conceitos que sempre existiram no futebol brasileiro. O que é moderno para você hoje no futebol? Na verdade é tudo uma mudança de nomes. Vejo um conceito de moderno criado externamente e trazido para o futebol. Os jovens treinadores que estão se formando hoje estão simplesmente mudando o nome de ponta para extrema, de contragolpe para transição. Pegam esses nomes para dizer que é moderno. Deixamos de ser referência para o mundo para buscar referências na Alemanha, Espanha e Itália… Naquele futebol pragmático.

Quando teve essa ruptura do Brasil com suas origens?

A partir de 1990, quando começamos a implantar aqui os três zagueiros. Acabamos com os laterais, com o meia-esquerda e começamos a achar que tínhamos de imitar os europeus. Mas o que eles têm para nos mostrar?

Tem como corrigir?

Precisamos ter um projeto de governo para o futebol brasileiro, criar centros de excelência para a prática do futebol nas favelas, nos subúrbios. A especulação imobiliária chegou e acabou com os campos de várzea. Temos que pegar nossas raízes e fazer um projeto, sem imitar nada lá de fora. O futebol é patrimônio nacional. Temos que proteger uma matéria-prima do Brasil, como são o petróleo e o aço. Estão batendo na tecla errada da modernidade. Ficam falando que o Luxemburgo está ultrapassado, que o Levir (Culpi) está ultrapassado… Quando cheguei, com 40 anos, o Telê Santana tinha mais de 60 e não era ultrapassado nem o Zagallo. Por que agora nós estamos superados?

Então o senhor tem sido vítima de preconceito pela idade?

Criaram isso depois da última Copa do Mundo, de que os técnicos brasileiros, depois do 7 a 1, ficaram ultrapassados e não acrescentaram nada para o futebol. Esse preconceito já me fechou muitas portas. É um preconceito do momento que estamos vivendo aqui. Parte da mídia pediu mais técnicos estrangeiros por aqui.

O 7 a 1 criou uma reação muita exagerada?

Muito! Foi desproporcional. A reação não poderia ter uma influência tão radical como teve no futebol brasileiro. Estão extrapolando demais na necessidade da mudança. Tem espaço para todo mundo, de qualquer idade. Não existe cara velho, existe cara experiente. Um escritor não serve por estar velho? O Galvão Bueno vai ter de parar de transmitir jogo por causa da idade? Se você conversar comigo sobre modernidade, eu vou saber falar sobre qualquer segmento. Eu vivo com meus netos de 15 anos, danço rap com eles para acompanhar. Por que técnico fica velho e é tido como acabado? Você fica mais sábio.

Por que depois do senhor e do Felipão, mais nenhum brasileiro dirigiu times grandes na Europa?

Será que é necessário nós irmos mesmo? Tem a discussão sobre o motivo de não sairmos do Brasil. Nós vivemos bem e ganhamos muito bem aqui. O argentino e o chileno vão porque ganham uns 20 mil dólares por mês. Então o cara vai arriscar. É maravilhoso ter a oportunidade de trabalhar na Europa, é claro. Mas se não for, não tem problema. Você não deixa de ser um excelente técnico por causa disso.

O Brasil teria treinadores em condições de trabalhar lá?

É só você ver nossas dificuldades. Fizemos trabalho aqui com três dias de pré-temporada. Nós somos preparados. Levei fisioterapeuta para trabalhar comigo no Real Madrid. Não tinha. O time do Zidane, do Raul, do Ronaldo não tinha avaliação com o histórico do jogador. Como vou lá aprender alguma coisa se eu levei isso para lá?

Qual elenco foi o mais difícil para você trabalhar?

Todos são complicados. Em um elenco de futebol, tem que ter um cara que é bagaceiro, sabe? Um cara que gosta de algumas coisas diferentes, de uma p…, de uma namorada, de uma farra. Boleiros são jovens. Tem também o cara que é da igreja e isso a gente respeita. Dentro de um time de futebol não prevalece preferência por religião. A religião é a do clube, então todo mundo tem que rezar a cartilha do clube. Você pode ser evangélico, católico, macumbeiro, pode ser o que quiser. Time de futebol muito comportado não dá certo. Tem que ter um maloqueiro.

O jogador de hoje é bem diferente do da sua época?

O ambiente do vestiário é totalmente diferente do que o de alguns anos. Os jogadores não se envolvem tanto com seu projeto, a sua participação, com os colegas. Já vi jogadores meus saírem na porrada no vestiário e eu incentivei porque depois eles tinham que brigar com os adversários. Hoje em dia, a assessoria de imprensa já liga, passa uma informação para alguém, o empresário entra na história. No Palmeiras eu falei para o Evair que ele precisaria se prejudicar e jogar recuado para deixar o Edilson e o Edmundo no ataque. O Evair entendeu. Se eu fizer isso hoje, o jogador liga para o empresário para reclamar. O vestiário agora é superlotado. O jogador sai da palestra e em vez de se preocupar só com o jogo, fica com o celular e o fone de ouvido.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

 

Siga-nos em nossas redes sociais no FacebookTwitter,  InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para a redação do Blog do Silva Lima por e-mail: blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9200-1776.

Destaque

Rogério Leão defende regularização do transporte alternativo em Pernambuco

Publicado

em

Em várias oportunidades, o deputado estadual Rogério Leão declarou ser solidário ao pessoal do transporte alternativo, e enalteceu a importância do serviço, tão essencial aos pernambucanos.

Na última sexta-feira, 16 de agosto, onde na oportunidade participou da primeira etapa do Seminário ‘Todos por Pernambuco’, realizado no município de Serra Talhada, o deputado estadual Rogério Leão, em seu discurso, agradeceu ao governador Paulo Câmara pela iniciativa do Programa, e por todas as ações realizadas em todo o Estado, através de vultosos investimentos, em especial, nos municípios que compõem o Sertão Pernambucano.

Rogério enfatizou o papel que tem desempenhado na Assembleia Legislativa, como aliado do governador, aprovando os projetos enviados pelo chefe do Executivo para a Casa Legislativa, que beneficiam diretamente os pernambucanos, além de agradecer a Paulo Câmara, pela liberação das emendas de sua autoria, destinadas em benefício da população de vários municípios, para perfuração de centenas de poços artesianos, centenas de hora máquinas, calçamento e saneamento de diversas ruas, aquisição de várias ambulâncias e equipamentos hospitalares, construção de passagens molhadas, entre outros benefícios.

No final do discurso, o parlamentar fez um apelo ao governador para que possa ser solidário aos motoristas de transporte alternativo, que são pais de família, aos quais o parlamentar é totalmente solidário e favorável, e que segundo ele, não podem ser prejudicados com a Lei Nº 13.855/19, sancionada no mês de julho do corrente ano pelo Presidente da República. Uma Lei tão prejudicial aos proprietários de transportes alternativos, e benéfica aos grandes empresários.

Já durante a Reunião Plenária dessa segunda-feira (19), Rogério Leão usou a Tribuna da Assembleia Legislativa para falar mais uma vez a respeito do transporte coletivo e reiterar o pedido ao governador e aos deputados que compõem a Casa, para que possam, juntos, fazer algo em prol da manutenção do transporte alternativo, sendo que é através desse serviço que os trabalhadores conseguem o sustento das suas famílias.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Destaque

Araripina: Prefeitura abre seleção simplificada para contratação temporária de profissionais

Publicado

em

Através da Secretaria de Administração e Planejamento, a Prefeitura de Araripina abriu inscrições para a contratação de temporária de diversos profissionais por excepcional interesse público. Ao todo, são 110 vagas mais formação de cadastro reserva. Quem quiser concorrer pode se inscrever no site do processo seletivo até sexta-feira, 23.

As vagas são para as funções de Auxiliar de Manutenção Predial, com exigência de Ensino Fundamental incompleto; Arquiteto, profissionais com formação em Arquitetura e Urbanismo; e Topógrafo, tendo como requisito curso Tecnólogo de Construção Civil.

A remuneração é de R$ 998 para o cargo de Auxiliar de Manutenção Predial, R$ 3 mil para Arquiteto e R$ 2.200 para Topógrafo. Os contratos terão duração de 12 meses, contando da data de homologação, prorrogáveis por igual período. (As informações são do Blog do Alvinho Patriota)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Destaque

Deputado Rogério Leão emite nota de pesar pelo falecimento de Argemiro Pereira de Menezes Filho

Publicado

em

É com pesar que recebi a notícia do falecimento de Argemiro Pereira de Menezes Filho. Membro de uma das famílias mais tradicionais de Serra Talhada e o filho mais novo do ex-deputado Argemiro Pereira de Menezes. Sua vida como pai de família e como empresário na cidade Serra Talhada  foi  pautada pelos princípios  da responsabilidade, respeito e da humildade, destacou-se como empresário de sucesso na Rádio Cultura FM. Fica a lembrança e a admiração de um pai de família exemplar, que deixa um legado de humildade e de amor ao próximo e a vida.

Rogério Leão
Deputado Estadual de Pernambuco

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending