Conecte-se Conosco

Mundo

Tiroteio em escola na região central da Rússia deixa nove mortos

Publicado

em

Ao menos nove pessoas morreram nesta terça-feira (11) em um tiroteio em uma escola de Kazan, cidade da região central da Rússia, informaram as agências de notícias Interfax e Ria Novosti.
Um dos atiradores foi morto, aparentemente em uma ação das forças de segurança, e o outro foi detido.
“O segundo agressor que atacou a escola em Kazan e que estava entrincheirado no edifício foi morto”, declarou uma fonte das forças de segurança à agência TASS.
De acordo com os serviços de emergência citados pela agência Interfax, ao menos oito estudantes e um professor morreram no ataque.
A agência TASS informou que 10 pessoas ficaram feridas e quatro foram hospitalizadas.
“As forças de segurança prenderam um adolescente suspeito de ser o autor do tiroteio”, afirmou uma fonte policial citada pela Ria Novosti.
As imagens exibidas por emissoras de televisão mostram dezenas de pessoas do lado de fora do centro de ensino, que foi isolado por policiais e bombeiros.
“Escutamos uma explosão dentro da escola, observamos muita fumaça”, disse uma testemunha.
“Estava na aula, ouvi uma explosão e depois tiros”, confirmou uma professora.
As medidas de segurança foram reforçadas por precaução em outras escolas da região.
Por:Diario de Pernambuco

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Mundo

Em Nova York, ministro da saúde do Brasil mostra dedo do meio para manifestantes

Publicado

em

Opositores do governo Jair Bolsonaro seguem protestando contra a presença da comitiva brasileira em Nova York, Estados Unidos.

Na noite desta segunda-feira (20), horário local, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, respondeu aos atos com um gesto obsceno.

Em vídeos que circulam nas redes sociais, é possível ver o ministro gesticulando com o dedo do meio, em sinal de repúdio. Queiroga estava dentro de um micro-ônibus que transportava outras autoridades brasileiras.

O protesto ocorreu em frente à residência da Missão Brasileira junto à ONU.

Conforme registrou o Conexão Política, a comitiva do governo federal está nos Estados Unidos para participar da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Por Conexão Politica

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Biden diz que não quer nova Guerra Fria, mas dá recados à China em discurso na ONU

Publicado

em

Sem citar especificamente seu principal rival político e econômico, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou em seu discurso na 76ª Assembleia-Geral da ONU, nesta terça-feira (21), que o país não procura uma nova Guerra Fria, mas deu uma série de recados à China.

“Não estamos procurando, vou repetir, não estamos procurando uma nova Guerra Fria, ou um mundo dividido em blocos rígidos”, afirmou o presidente americano.

Antes, porém, ele afirmou que o país defende a liberdade de navegação, em referência às reivindicações chinesas pelo Mar do Sul da China; se posicionou contra ataques cibernéticos, que o país também acusa a China de coordenar; e citou Xinjiang, região de minoria muçulmana onde os EUA acusam a China de genocídio, como um dos pontos de preocupação de violações de direitos humanos.

Biden enfrenta pressão internacional liderada pela França, após anunciar uma coalizão com a Austrália para conter os avanços regionais da China. O acordo significou o fim de uma parceria australiana com a França, o que foi visto pelo governo Macron como uma “punhalada nas costas” feita pelos Estados Unidos e convocou seu embaixador no país.

Com a desconfiança europeia, o presidente usou a fala, seu primeiro discurso em uma Assembleia-Geral como presidente, para reafirmar que o país voltou às discussões mundiais depois que Donald Trump abandonou fóruns multilaterais.

O presidente disse que “hoje, muitas das nossas preocupações não podem ser resolvidas com a força das armas”, citando a Covid-19. “Estamos de volta à mesa nos fóruns internacionais, especialmente nas Nações Unidas, para focar em ações globais e desafios comuns”, disse.

Biden focou seu discurso na necessidade de países trabalharem juntos para enfrentar a pandemia da Covid-19 e as mudanças climáticas.

Apesar do presidente da sessão, o chanceler das Maldivas, Abdulla Shahid, pedir que os líderes limitassem suas falas a 15 minutos, Biden falou por por mais de 30 minutos, e foi aplaudido ao final, ao fazer um apelo por uma ação conjunta. “Nós amos escolher construir um futuro melhor. Nós, vocês e eu”, disse.

(Fonte Folha PE)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Usando máscara, Bolsonaro chega à sede da ONU, onde fará discurso de abertura

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou há pouco à sede da Organização das Nações Unidas, em Nova York, acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, do filho Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e de outros membros de sua comitiva.

Todos usavam máscaras de proteção contra o coronavírus -uma das exigências para o evento que reúne nesta terça-feira (21) as principais lideranças mundiais.

Uma hora antes do início da Assembleia, o clima era tranquilo nas ruas perto da sede da ONU, em Nova York. Policiais montaram barreiras nas ruas próximas, e não havia manifestantes perto das principais entradas.

Bolsonaro abre a 76ª sessão da Assembleia-Geral, com um discurso que tem o desafio de conciliar a tentativa de melhora da imagem do país, especialmente nos quesitos pandemia e meio ambiente, ao mesmo tempo em que tenta atender a apelos das alas mais moderadas da diplomacia brasileira sem deixar de acenar a sua base ideológica.

Por:Brasil ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending