Conecte-se Conosco

Destaque

Pesquisa revela contaminação em 90% das saladas prontas para consumo

Publicado

em

Especialista em análise de alimentos do Freitag Laboratórios orienta sobre riscos e dá dicas de como higienizar saladas, frutas e hortaliças

Uma pesquisa divulgada recentemente pelo Centro Universitário UniMetrocamp Wyden revelou que 90% das saladas prontas para consumo, delivery e fast food, estavam contaminadas. Segundo Flávio Theilacker, Coordenador Técnico do Freitag Laboratórios, o estudo revela uma manipulação errônea e a falta de higienização em ferramentas de corte, superfícies de trabalho como bancadas, falta de treinamento adequado com seguridade em grande parte dos casos. “O que notamos hoje é que as boas práticas de higiene não são levadas em consideração”, ressalta o especialista.

O estudo apontou ainda que 18 das saladas analisadas continham dez vezes mais coliformes fecais do que o tolerável pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Para que uma salada apresente esse grau de contaminação, pode-se levar em conta uma série de fatores. Por isso, o especialista em análise de alimentos alerta que, num primeiro momento, “é muito importante que esses fornecedores se informem sobre a origem desses produtos, sabendo quais tipos de adubos, agrotóxicos ou fertilizantes foram utilizados pelo produtor antes de colocar para consumo ou venda, para então realizar a técnica correta de limpeza e armazenamento”.

Flávio explica que, para evitar a contaminação, essas empresas devem utilizar luvas, ter o hábito de lava-las e higienizar com álcool 70% antes e após de qualquer atividade. O local onde são preparadas, como as bancadas e tábuas de corte, devem ser mantidos em bom estado, sem micro-fugas, rachaduras ou outros defeitos que favorecem o acúmulo de sujeira.

A falta desses cuidados pode acarretar na presença de bactérias, como relatado na pesquisa. Muitas delas com alto grau de periculosidade. No levantamento do Centro Universitário UniMetrocamp Wyden, uma das bactérias encontradas foi a Staphylococcus aureus, que causa a intoxicação alimentar. A Escherichia coli, por exemplo, é uma bactéria gram negativa, que causa intensa diarreia com muco ou sangue, náuseas, dor de estômago intensa e febre. “Para pessoas com o sistema imunológico comprometido, pode causar sérias doenças gástricas de um grau de complexidade elevado”, alerta o especialista do Freitag Laboratórios.

Para diminuir o risco de contaminação, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que agricultores não utilizem esterco animal nas plantações de verduras e legumes. “Visto, muitos não obedecem essa indicação, geralmente esses alimentos já chegam para o comerciante com uma quantidade elevada de micro-organismos, por isso é crucial fazer uma higienização correta nessas saladas, principalmente em alimentos que tem contato direto com o solo como: cenoura, pepino, rabanete, tomate e beterraba”, diz Flávio.

DICA

O especialista em análise de alimentos explica que, para não haver problemas de contaminação, os consumidores precisam adotar medidas de higienização das saladas, frutas e hortaliças, mesmo que elas sejam prontas para consumo. Flávio orienta que elas sejam deixadas de molho em solução clorada de 10 a 15 minutos (1 colher de sopa de água sanitária em 1L de água potável) e que, em seguida, sejam lavadas em água corrente.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Prazo para requerer segunda via de título termina nesta quinta-feira

Publicado

em

O documento não é o único aceito no pleito de outubro e o eleitor pode se apresentar com outros.

Termina nesta quinta-feira (27) o prazo para o eleitor solicitar a segunda via do título no cartório eleitoral da zona onde está cadastrado. O documento não é o único aceito no pleito de outubro e o eleitor pode se apresentar com outros, desde que seja oficial com foto, como a carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira de motorista ou passaporte.

Para solicitar a segunda via do título, o eleitor deve estar em dia com a Justiça Eleitoral, ou seja, não poderá ter débitos pendentes, como multas por ausência às urnas ou aos trabalhos eleitorais, como o de mesário, ou ainda ter recebido multas em razão de violação de dispositivos do Código Eleitoral (Lei 4.737/1965), da Lei das Eleições (Lei 9.504/1997) e leis conexas. Multas devem ser pagas por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU) emitida pelo cartório eleitoral e podem variar de R$ 1 a R$ 35,14.

Eleitores que estiverem com a situação regular também podem optar pela versão digital do título de eleitor que pode ser obtida gratuitamente por meio do aplicativo e-Título, disponível para smartphones gratuitamente nas lojas virtuais Apple Store e Google Play.

O e-Título também serve como documento de identificação do eleitor caso ele já tenha feito o recadastramento biométrico. Isso porque a versão digital será baixada com foto, o que dispensa a apresentação de outro documento de identificação no momento do voto.

Pelo aplicativo é possível saber o local de votação e, por meio de ferramentas de geolocalização, até sua seção eleitoral. Além disso, ele também oferece serviços como a emissão de certidões de quitação eleitoral e negativa de crimes eleitorais.

O local de votação também pode ser conhecido com uma pesquisa simples no portal do TSE, por meio da seção Serviços ao eleitor “Título de eleitor”, título e local de votação. A consulta pode ser feita pelo nome do eleitor ou número do título, data de nascimento e nome da mãe. Os eleitores que perderam o prazo final do alistamento, no dia 9 de maio, não poderão votar nas Eleições de 2018. Essa foi a data limite para requererem inscrição eleitoral, transferência de domicílio, alteração de título eleitoral ou transferência para seção eleitoral especial (eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida).

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.


Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Destaque

Pesquisa Real Time Big Data: Paulo Câmara 34%; Armando Monteiro 30%

Publicado

em

O Instituto Real Time Big Data divulgou a segunda rodada de pesquisas para governador e senador de Pernambuco. Foram 1.000 questionários entre os dias 21 e 22 de setembro e possui margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos. O registro da pesquisa é: PE-03887/2018.

Na pesquisa estimulada Paulo Câmara aparece com 34% das intenções de voto contra 30% de Armando Monteiro, Julio Lossio 5%, Maurício Rands 4%, Dani Portela 2%, Outros 1%, Brancos e nulos 15%, indecisos 9%.

No cenário espontâneo para governador, Paulo Câmara (PSB) aparece com 22%, Armando Monteiro (PTB) 19%, Maurício Rands (PROS) 2%, Julio Lossio (Rede) 2% e Dani Portela (PSOL) 1%, Brancos e nulos 15% e indecisos 39%. Simone Fontana (PSTU) não pontuou.

No segundo turno Paulo Câmara teria 40% contra 38% de Armando Monteiro, brancos e nulos 17% e indecisos 5%.

No quesito rejeição Paulo Câmara teria 45%, Armando Monteiro 30%, Maurício Rands 19%, Julio Lossio 17%, Simone Fontana 17%, Dani Portela 17%, Ana Patricia Alves 15%.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.


Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Destaque

Eduardo Baptista pede demissão e deixa o comando do Sport

Publicado

em

Com ambiente conturbado, o treinador deixa o clube com apenas 40 dias de trabalho e apenas uma vitória conquistada em oito jogos.

A segunda passagem de Eduardo Baptista pelo Sport chegou ao fim. A gota d’água foi a derrota para o Palmeiras, por 1 a 0, na Ilha do Reito, no último domingo. Ele pediu demissão depois da partida e a oficialização deve ocorrer na tarde desta segunda-feira. Com ele, sai o auxiliar técnico Gustavo Bueno.
Eduardo Baptista teve apenas 40 dias de trabalho nesta sua segunda passagem pelo Sport. Neste período, o time não rendeu: em oito partidas, acumulou uma vitória (que foi diante do lanterna Paraná), um empate e seis derrotas. O Leão é o 19º colocado na Série A, com 24 pontos. Ao todo, foram 16,6% de aproveitamento.
Eduardo Baptista começou a carreira de treinador no Sport, em 2014. Foi campeão da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano no mesmo ano. Depois, se transferiu para o Fluminense e passou por Ponte Preta, Palmeiras, Atlético-PR, voltou à Ponte Preta e, por último, estava no Coritiba. Quando saiu do Leão, na sua primeira passagem, Eduardo deixou o clube com 53% de aproveitamento acumulados em 127 jogos, com 55 vitórias, 35 empates e 37 derrotas. (Do GE)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.


Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending