Conecte-se Conosco

Esporte

Ranking da Série A nos pontos corridos com oito clubes nordestinos, 2003-2015

Publicado

em

O sistema de pontos corridos foi implantado no Campeonato Brasileiro em 2003, repetindo o modelo europeu com turno e returno. Nos dois primeiros anos a competição teve 24 clubes, reduzindo para 22 em 2005 e, finalmente, para 20 em 2006, número que se mantém até hoje. Ao todo, 41 clubes já participaram da elite do futebol nacional neste formato, com oito representantes nordestinos.

O site Futdados, atualizado por Júlio César Cardoso, levantou o ranking geral de pontos, medindo o rendimento dos clubes no período. Essa “era” coincide com os piores resultados dos times da região, que ficaram apenas três vezes entre os dez primeiros lugares, com 14 rebaixamentos em 30 participações. Entre outros motivos para o distanciamento técnico, como organização e estrutura, vemos um reflexo da disparida incessante entre as receitas. Tanto para contratar quanto para segurar os principais nomes.

Ranking de pontos dos nordestinos na Série A (2003-2015):
1º) Vitória – 343 pontos (17º)
2º) Sport – 286 pontos (19º)
3º) Bahia – 224 pontos (22º)
4º) Náutico – 200 pontos (24º)
5º) Fortaleza – 142 pontos (29º)
6º) Ceará – 86 pontos (33º)
7º) Santa Cruz – 28 pontos (40º)
8º) América-RN – 17 pontos (41º)

Participações:
7 – Vitória
6 – Sport
5 – Náutico e Bahia
3 – Fortaleza
2 – Ceará
1 – Santa Cruz e América-RN

Campanhas entre os 10 primeiros:
2008 – Vitória (10º)
2013 – Vitória (5º)
2015 – Sport (6º)

Rebaixamentos:
3 – Vitória
2 – Fortaleza, Sport, Náutico e Bahia
1 – Santa Cruz, América-RN e Ceará

(Do DP)

Esporte

Vettel perde 3 posições no grid do GP dos EUA; Hamilton lidera treinos

Publicado

em

O alemão da Ferrari foi punido por não respeitar o limite de velocidade com bandeira vermelha na pista

Sebastian Vettel pode até ser o mais rápido no treino classificatório deste sábado (20), mas não largará na pole position do GP dos Estados Unidos de Fórmula 1, em Austin. O alemão da Ferrari foi punido por não respeitar o limite de velocidade com bandeira vermelha na pista, no primeiro treino livre para a etapa, nesta sexta-feira (19), e perderá três posições no grid de largada.

O incidente ocorreu por volta do 40º minuto do treino no Circuito das Américas, quando o monegasco Charles Leclerc, piloto da Sauber e que será companheiro de Vettel na Ferrari em 2019, rodou na saída de uma curva e jogou detritos na pista ao retomar o controle do carro. Com o asfalto sujo e molhado por causa da chuva, a direção do GP acionou o aviso de bandeira vermelha.

Como o alemão não conseguiu desacelerar a Ferrari de forma segura, ele acabou punido com a perda de posições no grid. “Os comissários revisaram a evidência em vídeo, posicionaram a informação da telemetria e escutaram o piloto do carro #5 (Vettel), além de representantes da equipe.

A conclusão dos comissários foi de que Vettel realmente falhou em manter a velocidade mínima exigida pelo regulamento da FIA nos setores seis e sete”, explicou o comunicado emitido pela Federação Internacional de Automobilismo.

A punição complica ainda mais a situação de Vettel, vice-líder do Mundial de Pilotos, com 264 pontos, 67 atrás do inglês Lewis Hamilton, da Mercedes. O astro da Ferrari precisa vencer em Austin para evitar que o rival fature o quinto título da carreira já nos Estados Unidos.

TREINOS LIVRES

No segundo treino livre para a corrida, Hamilton ficou mais uma vez na frente. Ele cravou o tempo de 1min48s716, outra vez, sob chuva. Pela manhã, o dono do carro número 44 havia ficado na ponta por alcançar a marca de 1min47s502, quase um segundo e meio a frente do companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas.

O francês Pierre Gasly, da Toro Rosso, por sua vez, terminou na segunda posição, ao fazer a melhor volta em 1min49s728. O ‘top-3’ foi fechado pelo holandês Max Verstappen, da Red Bull, que marcou tempo de 1min49s798. Logo atrás, ficou o espanhol Fernando Alonso, da McLaren.

Vettel, que é o único piloto com chances matemáticas de tirar o título de Hamilton, foi apenas o décimo colocado, ao marcar 1min53s912. O alemão ficou imediatamente atrás do companheiro de escuderia, o finlandês Kimi Raikkonen.

O treino classificatório para o GP dos Estados Unidos será neste sábado (20), às 18h (de Brasília). Já a corrida, neste domingo (21), ocorrerá às 15h10.

Por Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Filipinho cai em Portugal e Medina fica mais perto de título antecipado

Publicado

em

 

Para sair de Portugal com mais um título mundial, Medina precisa agora vencer a etapa e torcer para que o australiano Julian Wilson, que também segue vivo no torneio, seja eliminado antes das semifinais

chance de Gabriel Medina conquistar o título do Mundial de surfe (WSL, em inglês) já nesta etapa, em Portugal, aumentou. O campeão de 2014 venceu duas baterias nesta quinta-feira (18) e viu um de seus concorrentes pelo troféu, o compatriota Filipe Toledo, ser eliminado na terceira fase.

Para sair de Portugal com mais um título mundial, Medina precisa agora vencer a etapa e torcer para que o australiano Julian Wilson, que também segue vivo no torneio, seja eliminado antes das semifinais. Caso isso não aconteça, a decisão ficará para a última etapa, em dezembro, no Havaí.

Filipinho, por sua vez, ‘seca’ Medina e torce para que o compatriota não seja campeão em Portugal para manter suas chances de título. Neste cenário, o brasileiro espera o final da etapa portuguesa para saber que combinações na última etapa lhe garantiriam o título.

A disputa da terceira fase esquentou com a entrada de Medina na água, na sexta bateria. O brasileiro venceu o australiano Ryan Callinan por 13,60 e 7,33. Uma interferência foi marcada contra Callinan, mas Medina venceria mesmo se o rival não fosse punido com a perda da pontuação de uma de suas ondas.

Na sétima bateria, Filipe Toledo fez um duelo equilibrado com o francês Joan Duru e vencia até o minuto final. Porém, em sua última onda, Duru conseguiu uma nota 6 e virou o placar para 12,50 a 12,10.

Julian Wilson, por sua vez, venceu o brasileiro Ian Gouveia na 12ª bateria por 13,90 a 7,17. Para chegar às semifinais e garantir chances no Havaí independentemente do resultado de Medina, ele precisará passar por mais duas fases em Portugal.

Já na quarta fase, Medina marcou 11,67 e avançou para as quartas de final ao lado do polinésio Michel Bourez (7,84). O português Frederico Moraese foi eliminado com 3,63. Já a bateria de Julian Wilson contra os compatriotas Owen Wright e Adrian Buchan foi adiada para sexta-feira, quando ocorre uma nova chamada para avaliar as condições do mar às 4h (de Brasília). Os dois melhores avançam para as quartas, que devem ser disputadas na sequência.

Além de Medina, outro brasileiro continua no torneio. Quarto do ranking e sem chances de título, Ítalo Ferreira encara na quartas de final o polinésio Michel Bourez. Já Medina enfrenta o australiano Matt Wilkinson. Também classificados, o francês Joan Duru e o japonês Kanoa Igarashi esperam a disputa da última bateria da quarta fase para conhecerem os adversários.

O ranking do Mundial de surfe trabalha com o descarte dos dois piores resultados de cada surfista no ano, o que aumenta as combinações previstas para a disputa do título. Medina chegou à Portugal como líder da temporada com 51.770 pontos. Filipinho começou a etapa com 51.450 e Julian Wilson com 47.125.

Por Folhapress.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Destaque

Cruzeiro vence Corinthians e é hexa da Copa do Brasil

Publicado

em

Em uma decisão com interferência do árbitro de vídeo, que assinalou um pênalti e anulou um gol corintiano no segundo tempo, o Corinthians viu o sonho de salvar o ano com o título da Copa do Brasil e, consequentemente, garantir vaga na próxima edição da Copa Libertadores, acabar.

Nesta quarta-feira (17), a equipe criou poucas oportunidades e perdeu para o Cruzeiro por 2 a 1, no Itaquerão, no segundo jogo da decisão da competição mata-mata do futebol brasileiro.

O time precisava vencer por dois gols de diferença para ser campeão ou um para levar o jogo para os pênaltis após a derrota pelo placar mínimo na partida de ida.

As interferências do VAR na decisão aconteceram durante a etapa complementar e geraram reclamações.

O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães foi chamado pela primeira vez para analisar uma falta dentro da área no volante Ralf. Após demorar quase dois minutos, assinalou o pênalti que foi convertido por Jadson, aos 10 minutos.

Catorze minutos depois, o árbitro de vídeo foi utilizado novamente. Quando os corintianos já comemoravam um gol de Pedrinho em um chute de fora da área, Wagner Magalhães foi chamado e, após analisar, marcou uma falta de Jadson em Dedé. O árbitro demorou aproximadamente dois minutos para assinalar a infração.

A tecnologia começou a ser utilizada no futebol brasileiro nas quartas de final da Copa do Brasil.

O Corinthians almejava o título para aliviar seu déficit financeiro na temporada e também conquistar uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores, o que dificilmente conseguirá pelo Campeonato Brasileiro.

Atualmente é o 11º colocado com 35 pontos -11 pontos atrás do Atlético-MG, hoje sexto colocado e que seria o último classificado para o principal torneio sul-americano.

Já a premiação pela conquista da Copa do Brasil representaria R$ 50 milhões nos cofres do clube. Com o vice-campeonato, ganhará R$ 20 milhões, além dos R$ 11,9 milhões referentes à participação da equipe nas fases anteriores -entrou nas oitavas de final.

Assim, o Corinthians encerra o ano apenas com a conquista do Campeonato Paulista e espera resolver sua situação no Brasileiro o mais rápido possível para planejar a próxima temporada e evitar os erros de 2018, quando não conseguiu recompor o elenco com jogadores do mesmo nível após as perdas de Jô e Arana no final do ano passado e de Rodriguinho e Balbuena neste segundo semestre.

Tanto é que os treinadores que passaram pela equipe tiveram que apostar em jovens promessas como Léo Santos, 19, que falhou no gol cruzeirense desta quarta-feira, e até alterar a forma de jogar porque o time não tinha um centroavante de área. Os reforços contratados para a posição não conseguiram se encaixar até porque chegaram com os campeonatos em andamento.

Um dos exemplos é Roger, que não pode atuar na Copa do Brasil porque já havia jogado o torneio pelo Inter. Ele foi contratado em abril. Já Jonathas, contratado em junho, enfrentou problemas físicos. Ele estava atuando fora do país desde 2008.

Além de perder jogadores que formavam a base da equipe, o Corinthians também viu o treinador Fábio Carille aceitar uma proposta milionária do Al Wehda, da Arábia Saudita, e deixar o comando após 16 meses e três títulos conquistados.

A diretoria apostou em uma solução caseira. Osmar Loss, que dirigia o time sub-20 até o fevereiro de 2017, foi anunciado como o novo técnico, mas durou apenas 22 jogos. Ele conquistou apenas 42% dos pontos e deixou o cargo.

(Do FOLHAPRESS/ Com informações do Notícia ao Minuto)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending