Conecte-se Conosco

Esporte

Área para motorhomes vazia decepciona argentinos na Olimpíada

Publicado

em

Os argentinos Rodrigo, Tomas e Federico Ledesma, que estacionaram seu motorhome no espaço de Niterói (Foto: Flávia Mantovani/G1)

Os argentinos Rodrigo, Tomas e Federico Ledesma, que estacionaram seu motorhome no espaço de Niterói (Foto: Flávia Mantovani/G1)

Com diversas vagas vazias e apenas sete veículos estacionados, a cena no espaço de Niterói reservado pela prefeitura para os motorhomes de turistas na Olimpíada não lembra em nada o que aconteceu durante a Copa do Mundo em 2014.

Enquanto no torneio de futebol centenas de veículos principalmente de torcedores argentinos bloquearam a avenida principal de Copacabana e lotaram a região do Sambódromo, a situação no estacionamento de Niterói destinado a esses meios de transporte é bem diferente neste ano.

A falta de gente decepcionou os dois grupos de argentinos que estavam lá no dia da visita do G1. Eles dizem que, mesmo com a rotatividade, o número de veículos tem se mantido nesse patamar de menos de 10.

“Aqui é tranquilo e seguro, mas, por causa do que aconteceu na Copa, esperávamos mais gente”, diz Federico Ledesma, de 22 anos. Natural da cidade de Villa María, ele chegou há três dias com o irmão e o primo.

Já os amigos de Mendoza Fernando Olivares, de 27 anos, e Denis Martinez, de 24, dizem que só ficam na área para dormir, devido à falta de clima festivo. “Não sei se não houve difusão desse lugar, mas esperávamos algo totalmente diferente, cheio de gente, de festa”, diz Fernando.

Denis afirma que imaginava uma área verde, e não concretada. Ele reclama também da falta de infraestrutura e da cobrança pelos serviços lá dentro. “Para usar o banheiro é R$ 4 e para usar o chuveiro custa R$ 10. Preferimos tomar banho na praia”, diz. 

Os turistas precisam pagar R$ 12 de diária pelo veículo, R$ 25 por pessoa, o mesmo valor pela diária de energia e R$ 15 pelo abastecimento de água potável.

Mesmo tendo que pagar, o casal alemão Tim Duchow e Xenia Sandek preferiu ir para lá do que para os campings pagos. “Aqui é mais barato e é suficientemente bom”, diz Xenia. “Acho normal cobrarem pelos extras, só achei que não ficou claro se os serviços estavam incluídos ou não. Encontramos pouca informação na internet.”

(Do G1 Rio)

Esporte

Caso Daniel Alves: MP da Espanha vai recorrer para endurecer pena de jogador brasileiro

O brasileiro foi condenado a quatro anos e meio de reclusão e mais cinco de liberdade vigiada.

Publicado

em

O Ministério Público espanhol vai recorrer da sentença de Daniel Alves por agressão sexual, informou nesta sexta-feira o jornal espanhol La Vanguardia. O brasileiro foi condenado a quatro anos e meio de reclusão e mais cinco de liberdade vigiada. A solicitação da Procuradoria no julgamento era de nove anos em regime fechado.

Não foi divulgado se o pedido será para os nove anos de prisão solicitados pelo próprio MP ainda durante o julgamento. O pedido da acusação era ainda maior, com prisão de 12 anos, pena máxima para este tipo de crime pela lei espanhola.

O recurso é encaminhado ao Superior Tribunal de Justiça da Catalunha. Se não for aceito, é possível encaminhar ainda ao Tribunal Supremo de Madri, órgão constitucional máximo do Poder Judicial da Espanha. Do outro lado, a defesa de Daniel Alves continua a alegar a inocência do jogador. Preso há 13 meses, o brasileiro já começou a cumprir a pena, enquanto aguarda também um recurso do julgamento.

A tendência é que Daniel Alves continue preso durante o julgamento dos dois recursos, o da defesa e o do MP. Durante todo o processo, advogados do brasileiro tentaram que ele respondesse ao caso em liberdade. Daniel tem casa em Barcelona, onde mora sua mulher, Joana Sanz. Ele também levou a mãe de seus filhos e os próprios filhos para morar na cidade com a intenção de convencer a Justiça de que não fugiria. Mas nenhum desses pedidos foi aceito. Um preso que dividiu cela com Daniel revelou supostos planos do jogador para fugir da Espanha se fosse libertado.

Se os recursos forem esgotados (negados até a última instância) e a condenação persistir, pode haver um pedido enviado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que a pena seja cumprida no Brasil. É o que pode acontecer com Robinho, mas por outros motivos. Ele deveria cumprir a pena por estupro na Itália, mas, como respondia em liberdade, deixou o país. O Ministério Público Federal (MPF), já com o processo encerrado na Europa, fez então o pedido, que será julgado no dia 20 de março.

Para isso, é necessário atender a uma série de critérios, como a garantia de que Daniel continuaria preso no Brasil (manutenção do efeito da sentença) e a avaliação das partes do processo. Na visão de especialistas, Daniel deve ter mantida a condenação mesmo após recursos na Espanha.

COMO DANIEL ALVES PODE TER LIBERDADE MAIS CEDO?

A Justiça espanhola permite ao condenado requerer progressão de pena no momento em que é cumprido dois anos e quatro meses de pena. Como o período em que Daniel Alves esteve preso preventivamente (13 meses) conta na sentença de quatro anos e seis meses, o jogador poderia fazer a solicitação entre abril e maio de 2025. Caso o pedido seja aceito, o brasileiro pode ganhar o direito de ir para a casa, mas dormir na prisão, ou de retornar à sua residência aos fins de semana.

POSSIBILIDADE DE EXPULSÃO “EM TROCA” DE PARTE DA PENA

Quando um estrangeiro comete um crime na Espanha e é sentenciado a uma pena menor do que cinco anos, é possível optar pela expulsão do país depois de todos os recursos negados. Isso é um caminho mesmo que ele tenha residência legal na Espanha. Uma exigência é que a pena já cumprida não ultrapasse dois terços do tempo total. Conforme o site do escritório de advocacia espanhol Ruiz León, “se for oportuno, por razões legais, poderá ser convencionado o cumprimento de parte da pena, que não poderá ultrapassar dois terços, sendo o restante da pena que faltar cumprir substituído pela expulsão do cidadão estrangeiro”. Se expulso, o estrangeiro não pode retornar à Espanha em um prazo de cinco a dez anos. Caso volte, a pena é retomada.

Ter todos os recursos negados é uma necessidade para o pedido. Isso significa que as instâncias devem manter a condenação da sentença e que, portanto, ela é definitiva. Somente depois disso, a solicitação pode ser feita. Daniel Alves foi condenado a quatro anos e seis meses. Os 13 meses de prisão preventiva do brasileiro já contam como parte da pena e esse período é abatido da punição definida em julgamento. O mecanismo é semelhante à legislação brasileira.

Não é possível apontar quanto da pena Daniel já terá cumprido quando todos os recursos forem julgados para afirmar se a expulsão será viável, já que, caso os trâmites demorem, o período de dois terços pode ser superado.

Foto Getty

Por Estadão

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Esporte

Eric Dier no Bayern: “Loucas” ofertas por Ronald Araújo foram recusadas

Publicado

em

Eric Dier chegou ao Bayern de Munique no último mercado de inverno por empréstimo do Tottenham, após ter sido sondado pelo Sporting. Mas o alvo principal para a defesa era outro: Ronald Araújo.

Segundo o jornal Mundo Deportivo, o Bayern tentou convencer o Barcelona a vender o uruguaio com duas propostas “loucas”, ambas recusadas.

Segundo o jornal Mundo Deportivo, o Bayern tentou convencer o Barcelona a vender o uruguaio com duas propostas “loucas”, ambas recusadas.

Fonte:  NOTÍCIAS AO MINUTO BRASIL

 

 

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Esporte

Petrolina marca no fim, garante classificação histórica na Copa do Brasil e fatura quase R$ 1 milhão

Publicado

em

Foi com emoção? Sim. Testou a capacidade cardíaca do torcedor? Muito. Valeu a pena? Demais. Com um gol aos 50 minutos do segundo tempo, o Petrolina conseguiu uma classificação histórica na Copa do Brasil 2024 ao bater o Cascavel por 3 a 2, nesta quarta-feira, no estádio Paulo Coelho. A Fera Sertaneja vai encarar o Sousa-PB na 2ª Fase da competição, na Paraíba. O time paraibano eliminou o Cruzeiro, na 1ª Fase.

Com o estádio cheio, o Petrolina tentou começar colocando pressão. Com alguns reforços de última hora, a equipe pernambucana sofria com a falta de entrosamento. Mas, foi com um estreante que a Fera Sertaneja abriu o marcador. Aos 42 minutos do primeiro tempo, Kiros subiu mais alto e abriu o placar no Paulo Coelho: 1 a 0.

No intervalo, Kiros deu lugar para Everton Felipe. E não demorou três minutos para o próprio Everton Felipe abrir 2 a 0. Com a vantagem, o Petrolina relaxou. Aos 18, Manoel diminuiu de cabeça. Aos 33, Vitinho empatou e jogou um balde de água fria na torcida presente.

Mas, aos 50 minutos veio o gol da classificação histórica. De cabeça, Emerson Galego marcou o gol mais importante da história da Fera Sertaneja, fazendo 3 a 2, sacramentando a classificação histórica e uma cota de quase R$ 1 milhão. “Faz o PIX, CBF”.

Fonte: Esportes DP

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo
Propaganda

Trending

Fale conosco!!