Conecte-se Conosco

Eleições

Novela sobre pesquisas eleitorais agitam início de campanha eleitoral no município da Pedra

Publicado

em

O que deveria ser um simples registro de uma pesquisa de opinião pública para aferir o sentimento da população quanto às eleições de 15 de novembro na cidade da Pedra, no Vale do Ipanema pernambucano, se transformou em uma novela que coloca em xeque o levantamento anunciado pela NAIPES Assessoria e Consultoria em Marketing Ltda. É que a pesquisa já foi registradas nada menos que 04 vezes, segundo o Portal Folha das Cidades.

Pelos dados disponíveis no portal do Tribunal Superior Eleitoral – TSE, a pesquisa que foi contratada por Jemerson Edias de Melo, já teve, com quarta-feira (23), quatro registros anotados (PE 06375/2020 – PE 02475/2020 – PE 09106/2020 – PE 00134/2020), sendo o último feito às 13h14 desta quarta-feira.

Em todos os pedidos a pesquisa foi questionada e teve por parte da Justiça Eleitoral a determinação de promover alterações na mesma por infringir normas técnicas. Os sucessivos pedidos de registro têm colocado a pesquisa sob dúvidas e incertezas de sua credibilidade, perante a população da cidade.

No penúltimo registro, a tal pesquisa tinha previsão de ser divulgada no dia 28 de setembro, um dia após o início da campanha eleitoral autorizada pelo TSE. Agora, esse novo pedido de registro prevê a divulgação para dia 29. De acordo com o Portal Folha das Cidades, a pesquisa é tão inusitada, pra não dizer assustadora, que em uma das perguntas se questiona em relação aos candidatos Osório Filho (PSB) e Júnior Vaz (Avante): “Qual desses, você tem mais medo que venha a ser prefeito?”.

Pra fechar, a 13ª pergunta, após o eleitor responder sobre o governo do atual prefeito (Osório Filho), se tem candidato a vereador, em quem vota pra prefeito ou não e quem dá mais medo (sic), questiona se o entrevistado/eleitor “tem candidato à Prefeitura na próxima eleição”.

Além da NAIPES, também foi registrada uma outra pesquisa para ser divulgada no dia 28 deste, sob responsabilidade do Instituto Majoritário de Pesquisas e Estatísticas (IMAPE).

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Eleições

Em Paulista, mesária tem prisão decretada por orientar voto de eleitores

Publicado

em

No município do Paulista, Região Metropolitana do Recife, o Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) solicitou a prisão de  uma mesária na Escola Estadual Maria Alves Machado, na Seção n.º 99 da  114ª Zona Eleitoral.

Segundo informações iniciais, a mesária orientava eleitores a votarem em um candidato específico, cujo nome não foi divulgado. A prisão foi solicitada por meio das promotoras eleitorais Rafaela Melo e Julieta Batista.

Além disso, em frente ao mesmo Colégio Eleitoral, duas pessoas foram presas por realizar aglomerações. Também foi identificada a ação de boca de urna, com distribuição de santinhos e dinheiro para eleitores. O homem que fazia a boca de urna também foi encaminhado à delegacia para assinar Termo Circunstanciado de Ocorrência.

Policiamento

Ainda em Paulista, na 146ª Zona Eleitoral, o MPPE, por meio da promotora eleitoral Christiana Ramalho, solicitou reforço do policiamento e deslocamento de ônibus do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) após denúncias de compra de voto e realização de boca de urna em frente aos Colégios Eleitorais da região.

 

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Eleições

Vereadora Aline Mariano culpa o PSB por não ter sido reeleita e agora pede votos para Marília Arraes

Publicado

em

Ao Recife

Nas eleições de primeiro turno em 15 de novembro passado sai das urnas com 6.530 votos ficando entre os mais votados para a Câmara de Vereadores do Recife. Por 290 votos não fui eleita para o quarto mandato no meu partido. Se existisse a verdade eleitoral nosso mandato teria sido renovado. É uma legislação esdrúxula e caduca.

Não posso jogar pedras em ninguém nem tampouco dá vazão ao discurso do choro de derrotada. Quero, entretanto, deixar patente que fiz uma campanha independente, sem padrinhos, olhando para o Recife de amanhã. Sou daquelas que entendem que a política não é a arte de realizar sonhos pessoais, mas de construir sonhos coletivos.

Inteligência política é a capacidade de dialogar, compreender, resolver e se antecipar. Estive ao lado das forças que governam o Recife pela compreensão daquilo que seria melhor para a cidade. Secretária de Combate às Drogas, cumpri o meu papel, assim como no exercício da liderança do Governo na Câmara. Fiz alguns bons amigos no atual governo, mas de uns tempos para cá a gestão tomou outros rumos, enveredou por um caminho discutível do ponto de vista da ética e da moralidade, inaceitáveis para os meus princípios.

Não existe política sem líder. Liderança não está nas palavras e sim nas atitudes. Muitas vezes as palavras podem expressar sabedoria, mas só as ações podem representar virtudes.

Sou mulher, segmento político ainda minoritário na política. Foi como mulher militante que conheci Marília Arraes há muito tempo, desde quando ingressamos juntas para o exercício dos nossos primeiros mandatos na Câmara do Recife. Guerreira, decente e corajosa, vejo nela, neste momento, o melhor desenlace para uma cidade afundada na desigualdade social como o Recife.

Por isso, resolvi, hoje, depois de muita reflexão e, sobretudo, atingida como mulher pela campanha violenta e agressiva do PSB, declarar de público meu apoio consciente ao projeto de Marília Arraes resgatar Recife.

Como primeira suplente, seria mais cômodo apoiar o candidato do PSB, ficando aberto para assumir o mandato. Mas com orgulho abro mão desse caminho mais fácil.

Prefiro cerrar fileiras para lutar por uma cidade verdadeiramente livre e independente, que possa proporcionar ao povo condições básicas para que possa viver próspero e feliz. Engajo-me de corpo e alma neste projeto de construir a história, a história de fazer Marília a primeira mulher prefeita do Recife.

Mais importante do que qualquer campanha política é a nossa consciência. Estou fortemente convencida de que Marília é a construção de um novo paradigma no Recife. Marília é a certeza de se descortinar a temporada de um Recife mais justo e menos desigual, além de nos libertarmos dos controles autoritários dos que se acham donos do poder.

Por Aline Mariano – Vereadora do Recife

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Eleições

Mais uma pesquisa com Marília Arraes à frente de João Campos

Publicado

em

Segundo a Real Time Big Data, Marília tem 41% e João Campos 39%, o que dá um empate técnico.

Os candidatos e deputados federais Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB) estão tecnicamente empatados na corrida eleitoral do segundo turno em Recife, capital de Pernambuco.

Marília Arraes 41% das intenções de votos e João Campos, 39%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Os dados foram apontados pela pesquisa do Real Time Big Data, encomendada pela Record TV e divulgada nesta sexta-feira (27).

Durante o levantamento, 14% dos entrevistados disseram que votariam branco ou nulo nas eleições do próximo domingo (29), e 6% não sabem ou não responderam.

A pesquisa também considerou apenas os votos válidos, excluindo brancos, nulos e indecisos. Nesse cenário, Marília aparece com 51% e João, com 49%.

Rejeição

João fica em desvantagem quanto à rejeição, já que foi citado por 33% dos entrevistados neste cenário. No caso de Marília, 30% disseram que jamais votariam nela.

Do restante dos entrevistados, 15% não votariam em nenhum dos candidatos, 18% poderiam votar em ambos e os outros 4% não sabem ou não responderam.

A pesquisa ouviu 850 pessoas, entre 25 e 26 de novembro, e foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número PE07313-2020. O nível de confiança é de 95%.

 

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending