Conecte-se Conosco

Esporte

Ronaldo cobra punições por casos de racismo no futebol italiano

Publicado

em

Ronaldo disse ainda que cabe às instituições não dar espaço para esse tipo de acontecimento

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O ex-jogador Ronaldo condenou os recentes casos de racismo no Campeonato Italiano e cobrou da Liga italiana punições aos clubes para evitar que tais episódios se repitam.

“Lamentáveis e repugnantes os casos de discriminação racial no último final de semana, no Campeonato Italiano. A Liga deveria se posicionar com seriedade e rigor. No mínimo, com punições que abrangessem perda de pontos, portões fechados nos jogos seguintes e aplicação de multa. Racismo é crime!”, postou ele.

Ronaldo, que jogou na Itália de 1997 a 2002 defendendo a Inter de Milão (onde ganhou o apelido de “Fenômeno”), disse ainda que cabe às instituições não dar espaço para esse tipo de acontecimento e que elas têm “uma responsabilidade enorme diante de casos antidesportistas e criminosos”.

Na rodada do final de semana, o atacante Mario Balotelli, do Brescia, foi alvo de ataques racistas da torcida do Verona. O jogador protestou em campo, ameaçou deixar o jogo, mas a partida foi retomada normalmente.

Por Folhapress

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Esporte

Jogadores do Cruzeiro lamentam tropeço: ‘Precisamos fazer nossa parte’

Publicado

em

O Cruzeiro não conseguiu sair do 0 a 0 contra o lanterna Avaí no último jogo

Lutando contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro não conseguiu sair do 0 a 0 contra o lanterna Avaí, no Mineirão, pela 33.ª rodada, resultado que determinou a queda dos catarinenses. Os donos da casa, por outro lado, ficaram no 16º lugar, com 36 pontos, apenas um à frente do Fluminense.

“Acho que a gente tentou o tempo inteiro. Dá para ver nos números, na intensidade do jogo de hoje, mas não conseguimos os três pontos. O campeonato ainda não acabou, a gente está no bolo ainda. É tentar ganhar o próximo jogo e tentar sair o quanto antes”, alegou o meia Thiago Neves.

Outros atletas cruzeirenses que conversaram com os jornalistas reforçaram que viram uma equipe batalhadora, mas pediram foco para a sequência final do Brasileirão. O time mineiro volta a campo no sábado, às 21h, quando visita o Santos, na Vila Belmiro, em Santos.

“Avaí se defendeu bem. Não temos desculpa, temos que trabalhar. O torcedor fica chateado e nós ficamos mais ainda. Nosso torcedor ama muito o clube, portanto, nessa situação, mais amor e mais sofrimento”, destacou o lateral-esquerdo Dodô.

“É difícil falar, mas é uma reta final de campeonato que envolve tudo, até equipes concorrentes igual a gente. Mas, independente, temos que fazer a nossa parte. Aqui é Cruzeiro, nossa camisa é muito pesada. Temos que assumir nossas responsabilidades para tentar sair com a vitória”, completou o zagueiro Fabrício Bruno. (POR ESTADAO CONTEUDO)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Sem Kleina, Ponte Preta tem desfalques para enfrentar o Sport

Publicado

em

O técnico Gilson Kleina será ‘substituído” pelo auxiliar Juninho

Ponte Preta tem dois desfalques confirmados para enfrentar o Sport, nesta quarta-feira, na Ilha do Retiro, às 21h30, pela 37.ª rodeada da Série B do Campeonato Brasileiro. Por matar um contra-ataque na derrota diante do CRB, Washington é peça fora de combate pelo terceiro cartão amarelo. Trata-se da primeira suspensão do volante nesta edição da segunda divisão nacional.

A segunda ausência é fora das quatro linhas. Por reclamação, o técnico Gilson Kleina fica de fora pelo mesmo motivo, pela segunda vez em menos de um turno, e será ‘substituído” pelo auxiliar Juninho à beira do gramado.

Por outro lado, o meia-atacante Marquinhos retorna de suspensão e deve ser titular no ataque no Recife. Poupado na derrota por 2 a 0 para o CRB em Maceió, o meia Renato Cajá, por sua vez, é nome garantido entre os iniciais do time campineiro.

Em jejum de nove jogos na temporada, a Ponte só cumpre tabela nas duas últimas rodadas da Série B, haja visto estar livre da zona de rebaixamento e sem perspectiva de acesso. Com 44 pontos, o time campineiro tem como meta terminar à frente do rival Guarani. Ambos estão empatados na tabela, mas o time alviverde leva vantagem no número de vitórias: 12 a 10. (POR ESTADAO CONTEUDO)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Jorge Jesus rebate críticas e fala em “agressividade verbal”

Publicado

em

Jorge Jesus rebateu críticas de outros treinadores

Alvo de algumas críticas por parte de outros treinadores desde a chegada ao Flamengo, no meio deste ano, o técnico Jorge Jesus se mostrou incomodado. Em entrevista após a vitória sobre o Grêmio, na tarde deste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, o comandante rubro-negro falou em “agressividade verbal”, “mentes fechadas” e ressaltou como foi o tratamento que técnicos brasileiros receberam quando trabalharam em Portugal.

Jesus fez questão de apontar que não veio ao Brasil para “tirar lugar de ninguém”, citou o exemplo de Luiz Felipe Scolari, que treinou a seleção portuguesa e teve o carinho dos colegas, e salientou que ter profissionais de outros países é uma tendência da globalização.

“Sobre os meus colegas… Vim para o Brasil, sou um treinador como eles. Não vim tirar lugar de ninguém, não vim ensinar a ninguém. Não sou melhor e nem pior do que nenhum. Queria lembrar aos meus colegas que em Portugal já trabalhou um brasileiro: o Scolari. Scolari é acarinhado pelos portugueses. Autuori, Renê Simões, Abel… E muitos outros. Quando estiveram lá, tentamos aprender. Não havia essa agressividade verbal que há comigo. Não entendo essas mentes fechadas. Não me incomoda. Quero que meus colegas cresçam. Não sabem o que é globalização. Que de uma vez por todas tirem os fantasmas da cabeça, porque o Brasil tem grandes treinadores”, disse.

A declaração acontece após um triunfo sobre Grêmio, que é comandado por Renato Gaúcho, com que trocou farpas antes da semifinal da Libertadores.

O Flamengo ocupa a liderança do Campeonato Brasileiro e pode se sagrar campeão no próximo fim de semana, mesmo sem nem sequer entrar em campo, já que a partida da 34ª rodada, o clássico com o Vasco, foi adiantado.

O duelo aconteceu em uma data diferente da marcada originalmente por conta da final da Libertadores, em que o time rubro-negro vai encarar o River Plate, da Argentina, no sábado, em Lima, no Peru. ( POR FOLHAPRESS)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Trending