Conecte-se Conosco

Esporte

Brasil vê Jesus desencantar e vence amistoso com a Arábia Saudita

Publicado

em

Ainda parecendo sentir a ressaca pela decepção na Copa do Mundo da Rússia, equipe de Tite fez 2 a 0 sobre o adversário asiático.

Em ritmo de treino e com pouco sustos, a seleção brasileira derrotou a Arábia Saudita nesta sexta-feira, em Riad, mesmo apresentando um futebol bastante pobre. Ainda parecendo sentir a ressaca pela decepção na Copa do Mundo da Rússia, a equipe de Tite fez 2 a 0 sobre o adversário asiático, com gols de Gabriel Jesus e Alex Sandro.

Foi a terceira vitória da seleção após a derrota para a Bélgica, com nove gols marcados e nenhum sofrido, mas em todos eles, até pela fragilidade dos adversários – Estados Unidos, El Salvador e Arábia -, o time pareceu pouco motivado. Isso deve mudar na próxima terça-feira, quando o Brasil enfrenta a Argentina em clássico que será realizado em Jeddah.

Talvez pensando justamente nesta motivação extra, Tite tem mexido na equipe desde a Copa e nesta sexta deu chances para nomes como Ederson, Pablo, Fabinho, Alex Sandro e Renato Augusto entre os titulares. Ao longo do confronto, ainda entraram Lucas, Walace, Arthur e Richarlison, que tentam ganhar espaço neste ciclo até a próxima Copa.

Mas mais uma vez a seleção dependeu demais de Neymar. As principais chances da equipe foram criadas pelo atacante do Paris Saint-Germain, quase sempre pelo meio, com liberdade para criar. Em um de seus lampejos em campo, ele deu passe perfeito para Gabriel Jesus marcar o único gol da partida, seu primeiro com a camisa amarela desde o amistoso contra a Áustria às vésperas da Copa. Foi Neymar também quem deu a assistência para o gol de Alex Sandro, já nos acréscimos do segundo tempo.

O primeiro bom momento do Brasil, porém, surgiu dos pés de Fred, que aos 10 minutos teve a chance mas preferiu ajeitar para Gabriel Jesus, que acertou a zaga. Na sequência, Neymar apareceu pela primeira vez com espaço na área, mas novamente a defesa da Arábia travou.

Em um dos cochilos da defesa brasileira, Al Shahrani passou como quis por Fabinho e tocou para Al Mogahwi, que foi travado por Marquinhos. Mas o jogo era mesmo de Neymar, que perdeu boa chance aos 19, após bela jogada e finalização para fora.

Gabriel Jesus teve bom momento aos 25, em tentativa de cabeça que exigiu grande defesa de Al Owais, mas foi aos 42 que desencantou. Neymar fez ótima jogada pelo meio e deu enfiada precisa para o atacante do City, que tocou na saída do goleiro para marcar.

Na etapa final, Tite voltou com Lucas na vaga de Fred, e o meia do Tottenham demorou apenas seis minutos para mostrar serviço. Ele recebeu ótimo passe de Neymar, saiu sozinho na área, mas parou em outra defesa de Al Owais. Aos nove, Neymar novamente apareceu bem pelo meio e arriscou de esquerda, de fora da área, acertando a trave.

Mas a cada sumiço de Neymar, o setor ofensivo do Brasil também desaparecia com ele. E quando o craque caiu de produção no segundo tempo, a seleção não mais criou. Nem mesmo as substituições de Tite deram novo ânimo ao time, que trocava passes sem objetividade.

Aos 39 minutos, o árbitro de vídeo foi acionado para a expulsão do goleiro árabe, por colocar a bola na mão fora da área. E, nos acréscimos, o Brasil chegou ao segundo gol. Neymar cobrou escanteio da direita e Alex Sandro finalizou para a rede.

FICHA TÉCNICA:

ARÁBIA SAUDITA 0 X 2 BRASIL

ARÁBIA SAUDITA – Al Owais, Al Burayk (Al Mowalad), Omar Housawi, Al Bulayhi e Al Shahrani; Otaif, Al Mogahwi (Ghareeb), Al Faraj, Al Bishi (Al Shehri) e Al Dawsari (Sulaimani); Bahbri (Malayekah). Técnico: Juan Antonio Pizzi.

BRASIL – Ederson; Fabinho, Pablo, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro (Walace), Fred (Lucas), Renato Augusto, Philippe Coutinho (Arthur) e Neymar; Gabriel Jesus (Richarlison). Técnico: Tite.

GOL – Gabriel Jesus, aos 42 minutos do primeiro tempo. Alex Sandro, aos 50 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Danny Makkelie (Holanda).

CARTÃO AMARELO – Otaif (Arábia Saudita).

CARTÃO VERMELHO – Al Owais (Arábia Saudita).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

ESTÁDIO – Estádio da Universidade King Saud, em Riad (Arábia Saudita).

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Esporte

‘Chegarei com toda a força’, diz Cuca sobre desafio no São Paulo

Publicado

em

Treinador passa por tratamento cardiológico e depende da liberação médica para voltar ao dia a dia do futebol

Em seu primeiro pronunciamento como técnico do São Paulo, Cuca, oficializado pela diretoria na última quinta-feira, em seguida ao anúncio de que André Jardine não seguiria no cargo, comentou ao site oficial do clube sobre a expectativa de iniciar o quanto antes sua segunda passagem pelo Morumbi – na anterior, em 2004, ele chegou à semifinal da Copa Libertadores.

O treinador passa por tratamento cardiológico e depende da liberação médica para voltar ao dia a dia do futebol. Na quinta-feira, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, revelou uma hipotética data, segundo o próprio, informada a ele por Cuca: 15 de abril. Mas o prazo pode se estender, dependendo da evolução da recuperação. Em dezembro, o técnico foi submetido a uma cirurgia porque apresentava quadro de entupimento arterial.

“Minha vontade era de me apresentar agora, mas ainda não fui liberado pelo meu médico e terei de continuar com o tratamento aqui em Curitiba. Enquanto esses dois meses não chegam, estarei me preparando ainda mais para desenvolver meu trabalho”, afirmou Cuca, que terá mais uma vez a parceria se seu irmão, Cuquinha, como auxiliar. Ele vai começar a trabalhar antes, até para ajudar na transição futura.

Enquanto Cuca não puder trabalhar, a equipe será dirigida por Vagner Mancini, que é coordenador de futebol do São Paulo desde o início deste ano. “Quero agradecer ao Mancini, porque todos sabemos que ele chegou ao São Paulo para exercer outra função, de coordenador, e ele só está assumindo o time de forma interina pelo nosso bem, especialmente pelo bem do São Paulo”, comentou o treinador. “Eu já tinha uma admiração grande por ele, e agora essa atitude só reforça o meu apreço. Estou muito feliz por esse desfecho e desejo ao Mancini e aos atletas toda a sorte do mundo no clássico contra o Corinthians no domingo. Estarei na torcida.”

Em sua primeira passagem pelo São Paulo, em 2004, Cuca comandou o time em 51 jogos: 30 vitórias, oito empates e 13 derrotas (64,05% de aproveitamento). Semifinalista da Libertadores daquele ano, foi um dos responsáveis pela montagem do elenco que fez história na temporada seguinte com os títulos continental, do Mundial de Clubes e do Campeonato Paulista.

“Tenho um carinho muito grande pelo São Paulo, desde 2004. Agradeço a todos, especialmente à diretoria são-paulina, pela compreensão e também pela decisão de esperar pela minha plena recuperação. Chegarei com toda a força para ajudar o clube a cumprir com todos os objetivos”, finalizou.

(Por Notícias ao minuto)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Jogadores do Vasco são assaltados após partida no Maracanã

Publicado

em

Bandidos armados levaram o carro e o celular do atacante Rildo e o celular do goleiro Jordi

Rildo e Jordi, atacante e goleiro do Vasco, respectivamente, foram assaltados na madrugada da última quinta-feira (14), após a vitória por 3 a 0 sobre o Resende, pela semifinal da Taça Guanabara.

Segundo a Rádio Brasil, os jogadores foram surpreendidos por bandidos armados na Linha Amarela, via expressa que liga as zonas Norte e Oeste do Rio de Janeiro, logo após deixarem o Maracanã, local da partida. Os criminosos levaram o carro e o celular de Rildo, e o celular de Jordi. Yan Sasse e Raul também estavam no veículo. Os quatro passam bem.

(Por Notícias ao minuto)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Esporte

Abel vê Flamengo ‘abatido’ e evita culpar Arrascaeta por derrota

Publicado

em

“Não vamos crucificar ninguém. Jogador vai jogar bem e mal. Mais que nunca, a minha preocupação que essa derrota não caia nos ombros do Arrascaeta”, disse o treinador

Flamengo foi derrotado por 1 a 0 pelo Fluminense e acabou eliminado da Taça Guanabara. O gol do adversário saiu aos 47min do segundo tempo, a partir de um erro de Arrascaeta. O técnico Abel Braga diz que os jogadores estavam “abatidos” no vestiário e evitou culpar o uruguaio.

Arrascaeta recebeu bola no campo defensivo e foi cercado por dois marcadores. Ao tentar passe lateral, viu Caio Henrique interceptar. Airton tocou de primeira para Yony González, que rolou para Luciano chutar firme da entrada da área e fazer o gol da classificação.

“Não vamos crucificar ninguém. Jogador vai jogar bem e mal. Mais que nunca, a minha preocupação que essa derrota não caia nos ombros do Arrascaeta. Essa é uma preocupação minha. Farei de tudo para ele não baixar a cabeça. Posso até botar ele de titular contra Americano [estreia da Taça Rio]”, disse Abel Braga.

“Está sabendo esperar e é de alto gabarito. Infelicidade de um lance. Não vai tirar o valor dele. Já vinha pensando dele ser titular. Quem sabe no próximo jogo? Até para ele saber que aconteceu com ele, mas poderia ser com qualquer um”, completou.

Abel Braga admitiu que o Flamengo não fez uma grande partida. Mesmo assim, diz que o time esteve mais próximo da vitória que o rival, que marcou nos acréscimos. Segundo o treinador, o Rubro-negro precisa saber aproveitas as oportunidades dadas pelo adversário.

“O Flamengo não fez uma grande partida. Mas tivemos muitas chances, inúmeros contra-ataques cedidos por eles e não aproveitamos. E o Fluminense conseguiu em uma das poucas que teve. Vamos seguir o trabalho”, afirmou o treinador.

“Esse é o futebol. Quem pensa em coisa alta vai passar por momentos de dor. Daí vem o aprendizado. Dedicação grande. Ficamos abatidos. Vaga na final seria ainda mais legal pelo ocorrido, mas… não ocorreu. Não vamos parar. Acontece, é ruim. Ninguém vai abaixar a cabeça”, finalizou.

O Flamengo volta a campo no dia 24 quando receberá o Americano na estreia da Taça Rio, no Maracanã. Além disso, o Rubro-negro já vê com certa proximidade a estreia da equipe na Libertadores contra o San José, no dia 5 de março.

(Por Folhapress)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo
Propaganda

Trending