Conecte-se Conosco

Brasil

Coronavírus: Brasil tem 6.836 casos confirmados e 241 mortes

Publicado

em

O número de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus no Brasil subiu para 6.836 e o total de mortes chega a 241. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde na tarde desta quarta-feira. No último balanço do governo, na terça-feira, o total de infectados chegava a 5,717 e 201 mortes confirmadas.

Em relação a terça, houve uma queda no número de casos diagnosticados, passando de 1.138 por dia para 1.119. O crescimento na quantidade de mortes pela doença também foi menor. Enquanto na terça foram 42 óbitos, ontem foram 40. A taxa de letalidade, comparação entre o número de casos diagnosticados em relação às mortes, permanece a mesma: 3,5%.

A redução da velocidade no aumento do número de casos foi sentida em São Paulo, estado que concentra a maior quantidade de pessoas infectados pela Covid-19: 2.981. Terça o crescimento no índice foi de 61%, enquanto ontem foi de 27%. A evolução no número de mortes, no entanto, manteve a velocidade do dia anterior: 20% ao dia. O estado tem agora 164 óbitos registrados, em decorrência da infecção.

O Rio de Janeiro vem em seguida, com 832 casos e 28 mortes. Na terceira posição em relação ao número de casos está o Ceará, com 444 doentes confirmados e 8 mortes. Depois vem o Distrito Federal com 355 casos e três mortes.

Quando levada em conta as regiões, o Sudeste permanece na frente no número de casos, com 4.223, equivalente a 62% do total. Em seguida vem o Nordeste, puxado pelo Ceará, com 1.007 infectados. Depois vem o Sul (765) e o Centro-Oeste (504). Já a região Norte é a com menos casos da doença até o momento: 337. (Fonte: O Globo)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Brasil

Celso de Mello compara Brasil à Alemanha nazista e diz que apoiadores de Bolsonaro ‘odeiam’ democracia

Publicado

em

O decano Celso de Mello, mais antigo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), comparou a situação política atual do Brasil à da Alemanha nazista e disse que a intervenção militar pretendida por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro significa a instauração de uma “ditadura militar” no país.

A comparação consta de mensagem enviada de forma privada a alguns destinatários próximos neste domingo (31), mesmo dia em que apoiadores do presidente Jair Bolsonaro promoveram um ato em Brasília no qual pediram medidas inconstitucionais, como intervenção militar e fechamento do Congresso e do STF. O gabinete do ministro informou que a manifestação foi exclusivamente pessoal, sem vinculação com o STF, não consta dos autos de nenhum processo e não foi enviada a ministros do STF.

Celso de Mello é o relator do inquérito em tramitação no STF que apura suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal para evitar investigações de familiares dele. O inquérito foi aberto a partir de denúncia do ex-ministro Sergio Moro – Bolsonaro nega interferência na PF.

“É preciso resistir à destruição da ordem democrática, para evitar o que ocorreu na República de Weimar, quando Hitler, após eleito por voto popular (…) não hesitou em romper e em nulificar a progressista , democrática e inovadora Constituição de Weimar”, diz a mensagem de Celso de Mello.

O ministro lembra que isso impôs àquele país “um sistema totalitário de poder viabilizado pela edição, em março de 1933, da lei (nazista) de concessão de plenos poderes (ou lei habilitante) que lhe permitiu legislar sem a intervenção do parlamento germânico”.

De acordo com a mensagem de Celso de Mello, a intervenção militar pretendida por apoiadores do presidente “nada mais significa, na novilíngua bolsonarista, senão a instauração, no Brasil, de uma desprezível e abjeta ditadura militar”. Fonte: G1

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Vacinação é prorrogada para público de todas as fases da campanha

Publicado

em

A expectativa é vacinar mais 28,3 milhões de pessoas

Diante de um baixo índice de vacinação de grupos prioritários, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe teve seu prazo ampliado e agora vai até o dia 30 deste mês. Segundo o Ministério da Saúde, dos 77,7 milhões de pessoas consideradas público prioritário, 63,53% receberam a vacina. Com a prorrogação, a expectativa é vacinar mais 28,3 milhões de pessoas.

A campanha teve três fases. Dividida em duas etapas, a terceira e última fase, iniciada em 11 de maio, tinha previsão de vacinar 90% do grupo considerado prioritário até o dia 5 de junho. Como o resultado ainda está aquém do esperado, o governo adotou a estratégia de prorrogar a data final para o dia 30.

Segundo o Ministério da Saúde, até o último fim de semana 25,7% de 36,1 milhões de pessoas estimadas nesta terceira fase foram vacinadas. “Desde o início da ação nacional, em 23 de março, 50 milhões de pessoas foram vacinadas, faltando ainda 28,3 milhões que ainda não receberam a vacina”, informou a pasta.

Nesta segunda etapa, a campanha tem como foco principal os professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos. Já a primeira etapa (da terceira fase da campanha) teve como público-alvo pessoas com deficiência; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes e mães no pós-parto até 45 dias.

Em nota, o secretário substituto de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Eduardo Macário, disse que, além de ser importante para reduzir complicações e óbitos em decorrência da gripe influenza, a prorrogação da campanha é “mais uma oportunidade para que os públicos de todas as fases, que ainda não se vacinaram, possam procurar de forma organizada as unidades de saúde”. Com informações da Agência Brasil

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Idosa de 105 anos tem alta após 30 dias internada com Covid-19

Publicado

em

Na última sexta-feira (29), porém, ela recebeu alta hospitalar e, segundo a prefeitura, é a paciente mais velha a se curar da doença no país

RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) – Cento e cinco anos, hipertensa e diabética. O quadro não era nada animador para Arminda Santos quando ela foi internada em Manaus devido à Covid-19.

Na última sexta-feira (29), porém, ela recebeu alta hospitalar e, segundo a prefeitura, é a paciente mais velha a se curar da doença no país.

Ela teve alta da enfermaria da Fundação Doutor Thomas, da Prefeitura de Manaus, com outros 14 idosos que também se recuperaram da doença e foram liberados pela equipe médica. Com isso, o número de internados na instituição foi zerado.A alta hospitalar ocorreu em meio a músicas e com a presença da equipe médica e de funcionários da instituição. Os 15 pacientes deixaram a enfermaria montada nas dependências da fundação em meio à pandemia.

Com isso, retornaram para os pavilhões, em seus quartos individuais em que estavam antes de serem internados.

A pandemia do novo coronavírus já provocou mais de 20 mortes em asilos no interior de São Paulo, isolou idosos nas instituições e forçou a transferência de 30 deles para um hotel.

Em Manaus, Arminda inclusive comemorou seu aniversário de 105 anos durante a internação, em 12 de maio. Ela reside na instituição há 34 anos e, durante sua recuperação da doença, ganhou festa de aniversário dos funcionários da casa.

Por meio da assessoria da prefeitura da capital do Amazonas, a médica Simone Henriques disse que a recuperação da idosa, que perdeu a visão devido a diabetes, foi uma surpresa.

Ela recebeu suporte de ventilação não invasiva e medicamentos –que levaram em conta a função renal dela e a idade.

“O caso da dona Arminda, que se torna a pessoa mais idosa a vencer a Covid-19 no Brasil, é motivo de muito orgulho para a Fundação Doutor Thomas. Estou imensamente feliz e grata”, disse, também via assessoria, a diretora-presidente da fundação, Martha Moutinho.

Dos 15 idosos que tiveram alta, 9 são homens e 6, mulheres, com idades entre 62 e 105 anos.

Por Folhapress

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Trending