Conecte-se Conosco

Esporte

Luxemburgo diz que negou seleções antes de sim à convocação do Corinthians

O técnico foi apresentado nesta sexta-feira (5) no CT Joaquim Grava.

Publicado

em

Vanderlei Luxemburgo foi apresentado como novo técnico do Corinthians no início da tarde desta sexta-feira (5) no CT Joaquim Grava.

O QUE ELE DISSE

Recusa à seleções antes de sim ao Corinthians: “O Corinthians é um canhão, e o Corinthians passou na minha vida positivamente, o meu objetivo era a seleção brasileira na época. Queria mostrar qualidade, e o Corinthians me deu essa chance. Trabalhei nos dois ao mesmo tempo, hoje eu não faria isso. Em 2001, o [Alberto] Dualib me abriu as portas, onde eu vim de uma CPI do futebol, onde eu perdi o cargo na seleção. Eu tive um problema de imposto de renda, que foi resolvido, quando eu fiz o Refis. Eu tomei muita porrada. O governo fez isso para as pessoas se beneficiarem, porque eu não posso usar então? Fui execrado publicamente por isso e o Corinthians me abriu as portas, então hoje eu fui convocado. É uma proposta muito boa, e foi uma convocação para mim neste momento. Tive diversas propostas, até de seleção. Até vocês jornalistas tem outros negócios, eu preciso deixar um legado para minha família”.

Treinos do Corinthians abertos à imprensa: “Eu sou adepto a treinos abertos. Já falei com a assessoria, vamos colocar isso gradativamente, os jogadores vão ter que se adaptar a isso, e entender que quando a imprensa estiver vai ter que tomar cuidado, a imprensa vai ter respeitar o espaço, dá para sincronizar isso bem. Até porque o futebol é além de tudo, um negócio. Se tem empresas patrocinando, não faz sentido fechar para as marcas expostas aqui”.

Situação de Luan: “Acho que o momento não é discutir o Luan, é discutir o nosso espaço. Vamos falar disso internamente. Não posso trazer o Luan como novidade, a novidade vai ser ganhar os jogos”.

Muitos técnicos em um intervalo muito curto de tempo: “Não fugindo da pergunta, mas não me interessa quantos treinadores teve antes aqui, o que importa para mim é que agora tem um comando, quem comanda sou eu e a cabeça é minha. A partir do momento em que as pessoas entendem que tem alguém responsável, que determina as regras, a maneira de trabalhar. O tempo eu não posso precisar, mas na urgência, estou chegando cedo e indo embora à noite pra me familiarizar com as coisas todas aqui. Não quero saber do que aconteceu antes”.

Atual elenco do Corinthians: “Não gosto de discutir as coisas externas, a gente dá uma lambuzada, uma coisa que todos sabem de mim, é que gosto de usar jovens da base, eles têm a essência do clube, são mais aceitos pela torcida, e esse conhecimento do DNA do clube abre espaço para ele. A minha característica é essa há muitos anos. Com relação a elenco, não existe essa coisa de que o futebol tem mais longevidade hoje. Hoje Zé Roberto jogou com 40 anos, o cara do Del Valle com 41 anos. Jogadores assim compõem o elenco. Mas isso vou discutir internamente”.

Futebol atual: “Eu continuo com o mesmo pensamento, e reconhecendo que muitas das coisas de hoje podem ser ultrapassadas, e foi o Luxemburgo que trouxe pro futebol. Se elas são novidades hoje, eu já era vanguarda, né? Eu vejo isso como positiva essa discussão, me dá a oportunidade de dizer: o que mudou hoje em dia? A terminologia hoje é moderna, nós tínhamos uma terminologia que mudou, e na Europa não mudou. Eu sei todos os nomes, mas não quero perder a essência do futebol brasileiro. Qual a diferença tática do tempo atrás e de hoje. Nenhuma! A modernidade está na estrutura do Corinthians aqui, no avanço em profissionais da saúde, nutricionista, antigamente eu levava uma patota comigo, todos os clubes tem hoje essas equipes. A modernidade hoje é ter um atleta mais preparado em campo, antigamente fazia 10 km a 3% em alta intensidade, hoje corre os mesmos 10 km, mas em 15% em alta intensidade, é essa a mudança, na ocupação de espaço, independente da parte tática, tem que ocupar espaços com rapidez, vou bater nisso aí. Gostaria que essa mudança chegasse, mas não prostituíssem as nossas características de futebol empírico, mágico, futebol bonito, dando essa responsabilidade para executar o nosso trabalho na nossa essência. Eu não brigo com a modernidade, porque eu trago a modernidade no futebol. Isso aqui de coletiva, lá atrás, era no vestiário, colocavam um pau de sebo lá no vestiário. Não está sendo bom aqui. Sou adepto a mudança, ainda posso trazer coisas para o futebol. Ainda sou saudável para trazer mudanças para o futebol”.

Uso da base do Corinthians: “Tive uma conversa nesses três dias, quase que diariamente, com a comissão e a diretoria, sobre o que é para ser feito. E isso engloba tudo, inclusive categoria de base, mas não vou te falar. Vai ser feito aquilo que tiver de ser feito. Não vamos ficar passivos, vai ser tudo analisado. Da parte técnica, aquilo que funciona, se fosse tudo bonito, eu não estaria sendo questionado sobre essas coisas. Mas não vou falar, vocês vão ter que descobrir”.

Foto Getty

Por Uol/Folhapress

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Esporte

Sport avança na reforma da Ilha do Retiro de olho no retorno ainda em 2024

Publicado

em

O Sport começou a semana com o início da escavação para as instalações dos tubos de drenagem do campo da Ilha do Retiro. Em publicação nas redes sociais, o Leão atualizou a torcida sobre o andamento das obras. Nela, os rubro-negros assistiram novas imagens do campo do reduto leonino.

“Estamos iniciando a drenagem com as escavações para a colocação dos tubos. Logo em seguida, vem a camada drenante de 15 cm. Até o fim desta semana, devemos concluir”, , afirmou o engenheiro do Sport, Walter Revoredo.

“O início desta fase é importante para evitar que tenhamos algum tipo de prejuízo com as chuvas”, completou.

O Sport evita definir uma data para voltar a jogar na Ilha do Retiro. Porém, nos bastidores, a informação que corre é que a direção rubro-negra trabalha com o retorno em setembro na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro.

A reforma do estádio rubro-negro não contempla apenas a troca do gramado e drenagem. Além disso, o Sport iniciou a troca dos refletores, instalação elétrica e reforma dos vestiários.

A expectativa é que no fim de tudo o Leão gaste em torno de R$ 10 milhões. No fim da obra, o clube deve detalhar todos os gastos.

Próximo jogo do Sport

Depois do empate com o América-MG, o Sport só volta a jogar no dia 23 de julho (terça-feira). O adversário é a Chapecoense, às 19h (de Brasília), na Arena Condá.

Fonte: JC

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Esporte

Prefeita de Paris cumpre promessa e mergulha no rio Sena

“We did it”, disse a prefeita, em inglês, após o mergulho de cinco minutos.

Publicado

em

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, mergulhou no Sena na manhã desta quarta-feira (17) para demonstrar que o rio tem condições de receber as provas da maratona aquática e da natação do triatlo nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris.
“We did it”, disse a prefeita, em inglês, após o mergulho de cinco minutos.

O bom tempo em Paris -sol, 22 graus- favoreceu o mergulho. Segundo a prefeitura, a água estava a 20 graus.
Adiado várias vezes, o mergulho pré-olímpico é um marco simbólico para os organizadores do megaevento, depois de um investimento de 1,4 bilhão de euros (cerca de R$ 8 bilhões) na despoluição do rio que atravessa a capital francesa. A cerimônia de abertura dos Jogos será no dia 26.

Além de Hidalgo, pulou na água Tony Estanguet, presidente do Comitê Organizador dos Jogos e tricampeão olímpico de canoagem. Outras autoridades também mergulharam. O trecho do rio que foi escolhido fica a pouco mais de cem metros do Hôtel de Ville, sede da prefeitura parisiense.

“São anos de trabalho. É um momento simbólico. A menos de dez dias dos Jogos, aí está, o plano para o mergulho deu seus frutos”, disse Estanguet.

Na semana passada, a ministra francesa dos Esportes e dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, Amélie Oudéa-Castéra, antecipou-se a Hidalgo e mergulhou no Sena, em roupa de mergulho que cobria quase todo o corpo.

Anne Hidalgo, 65, mergulhou menos coberta, usando um maiô preto de neoprene. “Não tenho medo do frio”, afirmou, em uma aparente indireta à ministra.

Oudéa-Castéra pertence ao partido Renascimento, do presidente Emmanuel Macron, de centro, e é adversária política da prefeita. Macron, que também prometeu mergulhar no Sena antes dos Jogos, tinha sido convidado por Hidalgo para o banho de rio desta quarta-feira, mas não compareceu.

Questionada pela Folha sobre a ausência de Macron, a prefeita desconversou, sorridente: “Desfrute da alegria de um banho na cidade mais bonita do mundo.”

Apesar do mergulho, ainda há dúvidas sobre a balneabilidade do Sena para as provas olímpicas e paralímpicas. Medições do nível de coliformes fecais são feitas diariamente. Caso nos dias de competição a qualidade da água seja insuficiente, as provas serão adiadas ou transferidas para outro local.

A Prefeitura de Paris anunciou que no ano que vem o banho no rio será permitido em três pontos do Sena, um legado dos Jogos para a população parisiense. Desde 1923 é proibido nadar no rio, devido à má qualidade da água, receptáculo histórico do esgoto de residências e indústrias da região e do lixo carregado pela água da chuva.

Até os anos 1970, ainda era comum ver parisienses desafiarem a interdição e mergulharem.

Como provocação a Hidalgo, um grupo de gaiatos chegou a criar uma hashtag na internet, #jechiedanslaseine (literalmente, #eucagonosena), incitando a população a defecar no rio para sabotar o mergulho da prefeita.

Foto Getty

Por Folhapress

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Esporte

Eficiência ofensiva preocupa e Tite esgota alternativas no Flamengo

A pontaria do time tem sido prioridade no trabalho da equipe técnica.

Publicado

em

A falta de eficiência foi um dos grandes problemas do Flamengo nos dois últimos tropeços no Brasileiro. Preocupação da comissão técnica, a pontaria tem sido prioridade no trabalho.

O QUE ACONTECEU

Nos tropeços recentes, números sem resultado. A equipe até ultrapassou a casa dos 500 passes (antes ficava acima dos 300), chegou a uma média de 20 chutes contra Cuiabá e Fortaleza, mas marcou apenas um gol em cada partida.
Há um entendimento de que o período de descanso pode ajudar nesse sentido. Com a sequência de partidas e sem muitas alternativas para rodar o time, o elenco sentiu o cansaço.

O Flamengo já havia sofrido com a eficiência nos primeiros jogos da temporada. Os próprios jogadores ligaram o alerta sobre a necessidade de serem mais efetivos, especialmente em partidas mais complicadas.

JÁ FOI MELHOR…

A letalidade se tornou marca do Flamengo durante a maior parte da Copa América. Recheado de desfalques e com poucas alternativas no banco de reservas, o grupo trabalhou bastante a ideia da eficiência, já que em alguns momentos o time precisou jogar de maneira um pouco mais conservadora.

Essa meta rendeu bons resultados. Nos sete primeiros jogos, quando engatou boa sequência e se firmou como líder, a média de finalizações foi baixa, mas o aproveitamento nas finalizações garantiu 13 gols.

VÁRIOS NOMES TESTADOS

Os problemas de lesão fizeram Tite testar tudo que era possível. As baixas se somaram aos nomes da Copa América e tornaram a vida da comissão técnica mais complicada na hora de escalar.

Everton Cebolinha passou o período quase todo fora. Ele deve retornar contra o Criciúma, no sábado, em Brasília. O atacante está treinando com o elenco normalmente. A ausência do camisa 11 causou dor de cabeça.

Bruno Henrique foi outro a ter problemas. Lesionado, o atacante desfalcou a equipe diversas vezes. Quando teve condições de jogo, voltou a ganhar minutos importantes como titular, mas foi irregular.

Vários nomes foram testados no ataque. Luiz Araújo se destacou. No ultimo jogo, diante da necessidade de marcar, Tite terminou com os três centroavantes que tem à disposição: Pedro, Gabigol e Carlinhos. Mesmo assim, o Flamengo não balançou a rede.

Matheus Gonçalves ganhou minutos. Sem opções de pontas, Tite recorreu ao jovem, pouco utilizado até aqui. O desempenho do lado direito fez o treinador pedir que Luiz Araújo mudasse de setor.

Procura-se um ponta. O clube já buscava um jogador para o setor desde o início do ano, quando tentou Luiz Henrique, mas segue atento a oportunidades.

Foto Getty

Por Folhapress

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo
Propaganda

Trending

Fale conosco!!